FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

EUA: produtores querem que produtos de base vegetal sejam proibidos de usar termos lácteos

A Federação Nacional de Produtores de Leite dos EUA (NMPF) quer que os produtos à base de plantas sejam proibidas de usar termos lácteos na rotulagem de produtos nos EUA.

A disputa de longa data é baseada em embalagens, rótulos e padrões de identidade. Os laticínios não querem que produtos alternativos possam usar termos como 'leite', 'queijo' e 'creme' para descrever alimentos feitos a partir de plantas.

Os produtores de plant based acham que isso não é um problema e que a questão está sendo levantada pelos laticínios para impedir a concorrência. Até então, não houve muita mudança em nenhum dos lados e os reguladores não priorizaram a questão. O Dairy Pride Act ainda está sendo avaliado no Congresso.

Foco na nutrição

A NMPF agora diz que o tópico foi marcado por disfarces, transformando o que eles acreditam ser uma questão de saúde pública em um debate sobre o respeito pela inteligência do consumidor. "Dos muitos argumentos imprecisos utilizados por eles no debate sobre a rotulagem de produtos alternativos aos lácteos, um dos mais persistentes é que os grandes laticínios acham que os consumidores estão confusos sobre o que é leite", disse a NMPF.

Eles chamaram isso de 'arenque vermelho', ou uma falácia lógica, que causa conclusões falsas ao desviar uma pergunta, o que ninguém na indústria de laticínios está realmente fazendo. Em vez disso, os defensores dos lácteos apontam a questão da saúde pública, dizendo que as alternativas à base de plantas não se comparam aos laticínios no papel nutricional. "Esse é o tipo de ofuscação que um setor que tenta se livrar do marketing impreciso deseja criar. Para o bem público, eles não podem se safar”, disse o NMPF.

A NMPF citou uma pesquisa de 2018 da Dairy Management que constatou que 77% dos consumidores pensam que as bebidas à base de amêndoa têm mais proteínas por porção que o leite, e 55% acreditam que as bebidas à base de plantas são rotuladas como 'leite' porque seu valor nutricional é semelhante.

"É hora de enterrar argumentos como "os consumidores já sabem o que há no leite". Consumidores precisam de toda ajuda possível, sem que os vendedores de produtos à base de plantas explorem o fato de que a maioria das pessoas não é cientista da nutrição e associa compreensivelmente (e com precisão) qualidades nutricionais benéficas a termos lácteos”, afirmou o NMPF.

Considerar laticínios nos debates de 2020

Representando a voz dos produtores de leite em Washington DC, a NMPF está ciente do papel do leite nas eleições presidenciais deste ano. Os constituintes nos estados da agricultura rural são sempre eleitores cruciais, mas os laticínios podem desempenhar um papel especial este ano.

Em 2020, a NMPF disse que os produtores de leite estão concentrados de maneira incomum em estados com grande número de votos eleitorais e em estados oscilantes, em comparação com produtores de outros produtos agrícolas.

Os cinco maiores estados produtores de leite — Califórnia, Wisconsin, Nova York, Idaho e Texas — detêm um total de 136 votos eleitorais, o que é mais da metade do necessário para conquistar a presidência. Oito dos estados mais próximos nas eleições de 2016 e três dos estados do balanço foram os principais produtores de laticínios.

"A força dos lácteos nos estados de balanço é a confluência da história do setor e da evolução política da América", disse a NMPF. "À medida que a política dos EUA se torna cada vez mais polarizada nas linhas urbano-rurais, os produtores de leite vivem em estados onde grandes cidades e pequenas cidades colidem."

A NMPF recomendou que os candidatos se concentrassem em garantir o voto dos laticínios e em saber o que os agricultores desejam — exportações ampliadas, um sistema de trabalho viável e reconhecimento do debate de rotulagem de laticínios versus produtos à base de plantas.

“O próximo ano será emocionante e crucial para a direção da América. Os produtores de leite terão um papel importante nessa decisão. Nós da NMPF já sabemos o quanto os votos do setor de lácteos são importantes. Candidatos inteligentes também saberão disso”, afirmou o grupo.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.