FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Demanda chinesa eleva preços do leite na Nova Zelândia

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 30/10/2020

3 MIN DE LEITURA

0
1

O ressurgimento da economia chinesa está ajudando a aumentar os retornos para os produtores de leite da Nova Zelândia. Dois bancos – BNZ e Westpac – estão seguindo a Fonterra e elevando a previsão do preço do leite para a temporada.

O sentimento positivo entre os economistas está refletindo no leilão do Global Dairy Trade (GDT). O evento da semana passada registrou um pequeno aumento nos preços dos lácteos, o terceiro aumento consecutivo de preços da GDT.

A Westpac elevou seu preço previsto em 50 centavos (33,3 centavos de dólar) para NZ$ 7 (US$ 4,66) por quilo de sólidos do leite, o que equivale a NZ$ 0,58 (US$ 0,39) por quilo de leite, ficando acima do novo ponto médio da Fonterra de NZ$ 6,80 (US$ 4,53) por quilo de sólidos do leite [NZ$ 0,56 (US$ 0,37) por quilo de leite].

Nathan Penny, economista agrícola sênior, disse que a mudança na previsão se deve à demanda global por lácteos melhor do que a esperada, especialmente da China. Penny disse que a economia chinesa se recuperou fortemente após a Covid.

“A economia chinesa está a caminho de apresentar um crescimento modesto ao longo de 2020, a única grande economia global com probabilidade de fazê-lo.”

O BNZ aumentou sua previsão de pagamento em 30 centavos (20 centavos de dólar), para NZ$ 6,80 por quilo de sólidos do leite. O economista sênior Doug Steel atribui os ganhos recentes do GDT à melhora da demanda da China. “Isso coincidiu com indicadores macroeconômicos que sugerem que o consumidor chinês está começando a acompanhar a recuperação industrial do país, que vem sendo evidente há meses”, afirma. “Este é um bom cenário macro para a sustentação da recuperação da demanda. Ao mesmo tempo, o poder de compra chinês tem melhorado com a valorização do iene chinês. ”

Ao contrário da China, a maioria dos países ainda está lidando com a Covid-19. No início deste ano, havia temores de uma queda nos preços, à medida que a recessão global, desencadeada pela Covid, pesava sobre a demanda global de lácteos.

Mas Penny disse que a China e alguns outros mercados de lácteos asiáticos estão se saindo melhor do que o esperado. “De forma mais ampla, as exportações agrícolas da Nova Zelândia, incluindo laticínios, se mostraram mais resistentes do que esperávamos no início do ano. Nesse sentido, esperamos que os preços globais dos lácteos se mantenham nos níveis atuais ou próximo a eles durante o restante da temporada.

“Esta visão atualizada contrasta com nossa visão anterior de que os preços cairiam com o peso da recessão global sobre a demanda global de lácteos. A força da demanda fez com que os preços se firmassem em três leilões consecutivos. É importante ressaltar que isso configura bem o preço do leite para a temporada, já que essa força de preço coincidiu com o pico na produção da primavera e volumes de leilão igualmente altos.”

O ASB, que está mantendo sua previsão de NZ$ 6,75 por quilo de sólidos do leite [NZ$ 0,55 (US$ 0,37) por quilo de leite], também observa que os riscos de queda para a previsão diminuíram. O economista Nathaniel Keall disse que, depois de três leilões decentes do GDT, agora há um risco de alta.

O Rabobank, que atualizará sua previsão de pagamento do leite em dezembro, está sugerindo um aumento.

A analista sênior de laticínios da RaboResearch, Emma Higgins, observa que os compradores chineses voltaram ao mercado mais ativamente no último evento GDT, após uma atividade mais tranquila no leilão anterior no início deste mês, que coincidiu com as comemorações da Golden Week.

“Esse aumento na atividade se refletiu nos resultados estáveis ??do leite em pó, com a demanda chinesa visivelmente maior para leite em pó integral em comparação com o mês passado e também em comparação com o ano passado”, disse ela.

“Projetamos em uma base trimestral e devemos revisar nosso atual preço do leite de NZ$ 6,35 por quilo de sólidos do leite [NZ$ 0,52 (US$ 0,35) por quilo de leite] no início de dezembro. Se os preços dos lácteos permanecerem resilientes, ceteris paribus, aumentaremos nossa previsão.”

"No entanto, apesar da perspectiva positiva, alguns obstáculos potenciais permanecem. As incertezas estão em andamento e os desenvolvimentos nesta frente ainda têm a capacidade de surpreender", acrescenta.

A produção de leite continua crescendo na maior parte do globo e isso pode inclinar a balança a favor da oferta e impactar os preços.

As informações são do Dairy News, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint