ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Dália Alimentos e Emater/RS-Ascar realizam estudo para avaliar relação entre massa verde e produção

Uma parceria entre a Dália Alimentos e a Emater/RS-Ascar resultou em um Grupo de Estudos em forrageiras, constituído por profissionais técnicos da cooperativa e da instituição de extensão rural. O experimento foi o primeiro trabalho desenvolvido pelo grupo, oportunidade em que foi avaliada a relação entre a produção de massa verde e grãos da cultura de milho. A área experimental está localizada no município de Arroio do Meio, na localidade de Palmas/TO, fundos do Complexo Lácteo da Dália Alimentos. Dos 13 hectares totais, um hectare foi utilizado para o experimento desenvolvido no período de dezembro de 2017 a maio de 2018, quando foi realizada a avaliação de produção, o manejo e o custo de produção da cultura do milho.
 
Grupo de Estudo em forrageiras
Foto: Carina Marques
 
O supervisor do Setor Gado Leiteiro da Dália Alimentos, Fernando Oliveira de Araujo, explica que o objetivo do estudo foi avaliar a produção de uma lavoura de milho para silagem (milho picado) e de uma lavoura para a produção de grãos, com a finalidade de estabelecer um comparativo entre os custos de produção e a receita bruta por hectare. “Os dados gerados irão orientar os produtores de leite interessados em adquirir lavoura de milho para ensilar e também os demais agricultores interessados em comercializar a lavoura de milho em pé. Esse comércio já existe na região, porém, sem parâmetros confiáveis que permitam estabelecer preços justos para ambas as partes”, comenta Araujo.
 
Segundo ele, a exemplo de estudos desenvolvidos pela Embrapa, o grupo busca construir indicadores técnicos que deem subsídio para compor os custos de produção do milho. “O estudo na lavoura experimental obteve o resultado de 162 quilos de grão para cada tonelada de massa verde, isto é, uma lavoura com produção média de 35 toneladas de massa verde por hectare renderia 5.670 quilos de milho por hectare, totalizando 94,5 sacas por hectare”, explica, informando que outro resultado importante foi a mensuração dos custos de produção, os quais foram de R$ 2.837,00 por hectare. “Estes resultados podem servir de parâmetro para determinar o preço que pode ser pago pela tonelada de milho picado”.
 
Na avaliação do chefe do Escritório da Emater/RS-Ascar de Encantado, técnico agrícola Higor Barcelos, o grupo tem papel importante no levantamento de informações regionais mais precisas, com a execução de pesquisas focadas na eficiência produtiva e rentável das culturas forrageiras de verão e inverno. “Os resultados obtidos serão divulgados em eventos do grupo, quando serão debatidos assuntos técnicos referentes às culturas. A construção de informativos técnicos, como apoio na difusão dos parâmetros, é outra proposta do grupo. Acredito que a parceria entre Emater/RS-Ascar e Dália Alimentos pretende agregar, cada vez mais, o conhecimento e as experiências com a promoção na qualificação dos técnicos e produtores da região, visando melhores resultados”, comenta Barcellos.  
 
Componentes
 
O Grupo de Estudos em forrageiras é composto pelo supervisor do Setor Gado Leiteiro, Fernando Oliveira de Araujo e pelo técnico Roni Roese, representantes da Dália Alimentos; pelo supervisor e engenheiro agrônomo Cezar Burille, pelo assistente técnico regional em Produção Animal e médico veterinário, Martin Schmachtenberg, pelo engenheiro agrônomo, Eduardo Mariotti Gonçalves e pelo técnico agrícola, Higor Barcelos, todos da Emater/RS-Ascar. Para mais informações, interessados podem entrar em contato com a área técnica da Dália Alimentos ou com o Escritório da Emater/RS-Ascar de Encantado.
 
Seminário
 
No dia 29 de agosto foi realizado o 1º Seminário sobre Avaliação da Cultura do Milho para a Produção de Silagem e Grãos, oportunidade que foram apresentadas informações acerca do trabalho e experimento desenvolvido. O evento reuniu cerca de 50 pessoas no Auditório Imigrante do Centro Administrativo de Encantado. Participou o presidente Executivo da Dália Alimentos, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas e o gerente do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Marcelo Brandoli, que abriram o evento, além de técnicos e produtores.
 
As informações são da Assessoria de Imprensa Dália Alimentos.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.