ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Canadá 'está pronto' para oferecer aos EUA acesso limitado ao seu mercado de lácteos

O Canadá está pronto para oferecer aos Estados Unidos acesso limitado ao mercado de lácteos canadense como uma concessão em negociações para retrabalhar o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA), disseram duas fontes canadenses com conhecimento direto da estratégia de negociação de Ottawa nesta terça-feira (11).

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na Casa Branca que as negociações comerciais com o Canadá estão indo bem e que Ottawa quer fazer um acordo. Chrystia Freeland, ministra das Relações Exteriores do Canadá, foi para Washington a fim de conversar com o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer.

A indústria de lácteos protegida do Canadá é um dos três pontos de discórdia nas negociações do NAFTA, juntamente com um sistema para resolver disputas comerciais e proteções culturais para empresas de mídia canadenses. Trump já fechou um acordo com o México, terceiro membro do NAFTA e disse estar preparado para deixar o Canadá fora do acordo revisado, caso Ottawa não aceite termos mais favoráveis aos Estados Unidos.

Os produtores de leite 'politicamente poderosos' do Canadá provavelmente resistirão às mudanças nos controles de preços e às altas tarifas que os protegem da concorrência estrangeira. Mas com o prazo de até 1 de outubro para renegociar o NAFTA, o Canadá está preparado para oferecer concessões similares na indústria de lácteos. "Acho que entendemos que há certas questões sobre as quais precisaremos nos comprometer", disse uma das fontes, ao ser questionada sobre o aumento do acesso a produtos lácteos para a indústria dos EUA.

Entenda o caso

Os produtores de leite dos Estados Unidos demandam há muito tempo mais acesso ao mercado do Canadá e também estão insatisfeitos com a decisão canadense de permitir que os agricultores vendam produtos lácteos às processadoras do país por um preço mais baixo, cortando a oferta americana.

Em troca de concessões aos produtos lácteos, o Canadá poderia solicitar concessões norte-americanas ao chamado mecanismo de resolução de disputas do Capítulo 19, que permite ao Canadá combater as tarifas antidumping norte-americanas que Ottawa considera injustificadas. O primeiro-ministro Justin Trudeau disse que o mecanismo é crucial para um novo NAFTA, mas o México já concordou em abandoná-lo.

Depois de deixar os escritórios de representação comercial dos EUA após uma reunião inicial na terça-feira, Freeland descreveu uma atmosfera positiva, já que os dois lados trabalham “de forma extremamente intensa”. “Os dois lados pensaram muito no fim de semana, então essa foi uma reunião muito produtiva. Tendo dito tudo isso, nada está feito até que tudo esteja feito”, disse Freeland.

Trudeau, cujo governo federal liberal depende do apoio de Ontário e Quebec, onde vive a maioria dos produtores de leite, disse que defenderá a indústria de lácteos do Canadá, sem dar detalhes. Ele disse a repórteres em Winnipeg na terça-feira: "É melhor não termos nenhum NAFTA do que um mau acordo para o Canadá".

Autoridades dos EUA disseram que o tempo está acabando para chegar a um acordo sobre um texto que pode ser assinado pelos líderes americanos, canadenses e mexicanos até 30 de novembro, antes que o atual governo mexicano deixe o cargo. De acordo com as leis de negociação comercial dos EUA, um texto para esse acordo deve ser lançado até 1º de outubro.

Autoridades canadenses disseram que estão trabalhando na suposição de que têm até o final de setembro para fazer um acordo.

David Wiens, vice-presidente do grupo de lobby do Dairy Farmers of Canada, disse que os agricultores canadenses já cederam cerca de 5% do mercado doméstico no valor de cerca de C$ 21 bilhões (US $ 16 bilhões).

Em 2016, depois de obter maior acesso ao mercado sob o acordo da UE, o governo de Trudeau pagou centenas de milhões de dólares para as fazendas e processadores de leite para compensar e deve pagar novamente pelo acordo com o Pacífico.

Lighthizer enfrenta pressão sobre os lácteos do líder democrata no senado norte-americano, Chuck Schumer, que quer mais acesso canadense para os produtores de leite da parte norte de seu estado natal, Nova York. Os democratas esperam assumir o controle do Congresso dos EUA dos republicanos companheiros de Trump nas eleições parlamentares de novembro.

As informações são da Reuters, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.