FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Austrália: novo plano ajudará a recuperar lucratividade, confiança e a unidade da indústria láctea

Pela primeira vez, as principais organizações que representam toda a cadeia de suprimentos da indústria de laticínios australiana se uniram para elaborar um plano nacional único, apresentando uma série de compromissos e iniciativas que eles acreditam que levarão os produtores a sair da crise.

Ele decorre de um dos maiores exercícios de consulta já realizados pelo setor avaliado em A$ 4,4 bilhões (US$ 3 bilhões) e recebeu a opinião de mais de 1.500 pessoas em 25 oficinas na Austrália no início deste ano.

O plano visa sanar uma série de falhas de mercado que vem ocorrendo nos últimos anos, o que levou a uma profunda desconfiança entre os produtores em relação aos processadores, alguns dos quais inesperadamente diminuem os preços pagos pelo leite e prejudicam financeiramente muitos produtores.

Em 2016, após uma situação de excesso de leite no mercado global, a cooperativa de processamento de leite Murray Goulburn reduziu o preço que os produtores esperavam receber e iniciou uma recuperação de A$ 200 milhões (US$ 136 milhões) sobre o leite que já havia adquirido.

Desde então, a seca e os altos custos resultantes da alimentação animal, bem como os preços da água para irrigação, levaram muitos produtores de leite a reduzir seus rebanhos ou a sair completamente da atividade.

Essa reversão levou à escassez de leite e a alguns dos preços mais altos ao produtor já vistos, enquanto os processadores lutam para competir pelo fornecimento cada vez menor, passando de cerca de 10 bilhões de litros por ano, há alguns anos, para os esperados 8,2 bilhões a 8,5 bilhões de litros nesta temporada.

Plano publicado

O rascunho do Australian Dairy Plan, publicado na semana passada, estabelece uma série de iniciativas em todo o setor. Seus autores esperam restaurar a confiança perdida, aumentar a lucratividade dos laticínios em dificuldades e estimular o crescimento.

Por trás de modestas projeções de crescimento, o plano promoverá cerca de 1 bilhão de litros de produção adicional de leite anualmente até 2025, com financiamento de mais de A$ 600 milhões (US$ 409 milhões) por ano para os produtores de leite. Esse crescimento visa estimular a criação de pelo menos 1.000 novos empregos diretos, principalmente nas áreas rurais e regionais.

Uma versão final do plano será publicada em março e incluirá recomendações sobre a reforma das estruturas da indústria e acordos de advocacia. O feedback será solicitado para o próximo mês.

Falando no lançamento do plano em uma fazenda na região vitoriana de Gippsland, o presidente do projeto e ex-primeiro-ministro do estado, John Brumby, disse: “Ele estabelece uma série de compromissos, prioridades e iniciativas específicas que acreditamos que ajudará a reconstruir a lucratividade, a confiança e a unidade da indústria de laticínios da Austrália. O plano preliminar também se concentra em ajudar os produtores a gerenciar melhor o custo de insumos importantes, como ração, água e energia, para aumentar a lucratividade de seus negócios", acrescentou ele, acompanhado por funcionários de organizações de laticínios, como Dairy Australia e Australian Dairy Agricultores.

A indústria de laticínios, segundo disse, estava enfrentando uma "perfeita tempestade de desafios nos últimos anos" em meio a um clima de volatilidade. O desenvolvimento do plano permitiu que toda a cadeia de suprimentos se reagrupasse em torno de um conjunto de prioridades e objetivos em comum. Um extenso exercício de consulta em todo o país permitiu a identificação destas prioridades, levando o plano a apresentar vários "compromissos transformacionais".

O primeiro compromisso visa redefinir a forma como os produtores e indústria trabalham juntos, incentivando a transparência sobre preços, bem como o estabelecimento de um "monitor de preço do leite". Outro objetivo é garantir que todas as fazendas leiteiras tenham concluído seus planos de negócios até 2025. Haverá mais ações de promoção junto aos consumidores, uma medida que dobraria os gastos em marketing, a fim de melhorar a imagem da indústria e combater incursões de produtos alternativos como soja e amêndoa.

Há também compromisso de colaborações mais efetivas com o governo, por meio de iniciativas para estimular o crescimento, reduzir custos e remover barreiras. Outra medida, a ser anunciada no próximo mês, será uma proposta para racionalizar o grande número de organizações da indústria de laticínios.

O monitor de preços do leite, que seria um órgão de controle de preços nacional, recebeu grande atenção da imprensa depois que foi anunciado. Na prática, isso poderia criar um mercado totalmente competitivo para os produtores de leite do país.

Reação da indústria

O plano foi recebido calorosamente por organizações e especialistas em laticínios, embora alguns tenham se mantido pessimistas, devido à situação complexa vivenciada com as últimas secas e fechamentos de fazendas.

O presidente da Queensland Dairyfarmers 'Organization, Brian Tessmann, em um editorial no North Queensland Register, disse que o plano "provavelmente está muito longe do que a indústria deseja" e teve uma percepção de opacidade em como foi montado. As críticas foram centradas nas recomendações de uma equipe de transição conjunta encarregada de avaliar várias opções para reestruturar e reformar o modo como os laticínios são administrados na Austrália.

"Essas recomendações são sem dúvida a parte mais importante do plano de lácteos", escreveu Tessmann. “É de se admirar que os produtores de leite tenham perdido a fé no plano de lácteos? É de se admirar que eles tenham perdido a fé nas organizações de nossa indústria e sua capacidade de fazer seu trabalho e proteger, apoiar e ajudar a indústria de laticínios australiana? Uma coisa bastante clara é que algumas organizações do setor conduziram o plano de laticínios para atender às suas próprias necessidades e agendas e não às necessidades dos produtores", especulou.

Por outro lado, outros grupos do setor, alguns dos quais estiveram envolvidos no processo, pareceram convencidos com o plano. "O grande investimento que fizemos no envolvimento e na escuta de todo o setor nos permitiu identificar temas comuns e concordar com questões prioritárias, para ajudar a redefinir a direção futura dos laticínios", disse Je Odgers, presidente da Dairy Australia. "O esboço do Dairy Plan contém iniciativas que acreditamos que podem causar impacto significativo, incluindo uma abordagem de toda a cadeia de suprimentos para uma nova campanha nacional de marketing e promoção que pode dobrar o tamanho e o escopo de nossas atividades de marketing atuais".

O presidente da Australian Dairy Farmers, Terry Richardson, acrescentou: “A saúde futura desse setor é algo em que todos temos interesse. Precisamos recuperar o valor do mercado, para que os produtos lácteos tenham retorno decente em todas as partes da cadeia de fornecimento.”

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Em 12/12/19 - 1 Dólar Australiano = US$ 0,681724

                        1,46659 Dólar Australiano = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.