ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

ES: aumento no custo de produção desanima produtores de leite em Linhares

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 03/07/2019

1 MIN DE LEITURA

0
0

Localizado no Norte do Espírito Santo, o município de Linhares chegou a ser o segundo maior produtor de leite de todo o estado. Mas, com o os custos da produção e a falta de compradores, os pecuaristas têm desanimado na região.

Na localidade de Humaitá, por exemplo, as ordenhadeiras da fazenda do pecuarista Jonas Dadalto estão penduradas no curral, fora de atividade. Com menos leite, um resfriador também foi desativado. A quantidade de vacas também diminuiu nos últimos anos.

"Cheguei a uma produção de 2.100 litros por dia. Era excelente e compensava, mas hoje não compensa mais, porque o custo é maior do que o dinheiro que pagam pra gente. Hoje é mínima, a produção, nem 10% do que era. Não compensa, não paga o trabalho. A produção nossa, hoje, custa R$ 1,35 a R$ 1,40 (por litro). Eles pagam R$ 1,20. Não tem como a gente trabalhar", disse Jonas.

A solução foi investir em outras áreas, como plantar mais café, e continuar com o rebanho apenas para reposição.

Segundo o Sindicato de Produtores Rurais de Linhares, a queda no preço de comercialização do leite e altos valores de insumos são alguns dos motivos que fizeram com que produtores abandonassem a produção na cidade. "Como não temos produção própria no feno, temos que comprar produtos de proteínas, que vêm da região Centro-Oeste. Até chegar aqui, os custos são mais elevados que das outras unidades produtoras. Isso faz com que nosso custo se diferencie dos demais e gera uma dificuldade em sermos competitivos com outras regiões produtoras", explicou o presidente do sindicato, Antonio Roberte Bourguignon.

A Secretaria de Agricultura de Linhares estuda a implantação de um programa para incentivar a produção de leite no município. "Nós estamos estruturando e já dialogando com algumas instituições e comunidades rurais uma forma de programa com método já existente, como o Balde Cheio da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). É um programa consolidado a nível nacional, com resultados expressivos. O que a gente quer é pegar esse formato e adaptar para a realidade local, com parte das visitas de técnicos nas propriedades adotantes, para mudar hábitos e conseguir ter índices de produtividade mais significativos", ressaltou o secretário de Agricultura do município, Franco Fiorot.

O órgão já está cadastrando produtores interessados em participar do programa.

As informações são do portal de notícias G1.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint