FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Coração do Leite: 'arregaçamos as mangas após um incêndio devastar parte da nossa fazenda'

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 03/07/2020

4 MIN DE LEITURA

8
12

Momentos difíceis: quem nunca passou por eles? Nas propriedades leiteiras, isso não é diferente. Às vezes o bolso aperta, o pasto não vai bem, alguma doença acomete o rebanho ou perdemos algum funcionário que sempre foi nosso braço direito. Em outras, o planejado não sai como o esperado e aquela velha frase 'épocas de vacas magras' passa a fazer um baita sentido.

Mas...de repente, depois da tempestade aparece um arco-íris e a 'roda volta a girar' com fluidez e eficiência. É assim que se desenrolam as histórias de superação, cujas cicatrizes ficam marcadas em nós e são revertidas em amadurecimento e resiliência.

Estamos estreando hoje a primeira edição do Especial Coração do Leite, que trará aos leitores histórias de superação. São relatos que inspiram, motivam e o mais importante: que sacudiram a poeira e deram a volta por cima.

Incêndio na Fazenda Grolli

Dia 19 de abril de 2020. Era para ser mais uma noite comum na Fazenda Grolli, localizada em Santiago do Sul/SC e gerenciada pelo casal de produtores de leite Elaine e Jozidi Grolli, que herdaram a fazenda do pai de Jozidi há 5 anos. Porém, o destino trouxe uma inesperada surpresa que fez o sonho dos dois desmoronar: um incêndio tomou conta da propriedade.

“Acordamos com os estalos das instalações desabando por conta do fogo e infelizmente não havia mais o que fazer. Metade do trator – este que era um desejo antigo e só foi adquirido após três anos, pois antes usávamos o carrinho de mão para tratar os 50 animais – o resfriador, parte das instalações e os insumos para quatro meses já estavam queimados. Estimamos que 15 mil reais em medicamentos foram perdidos, além do volume de leite de um período, centenas de fardos de feno, sacos de caroço de algodão e ferramentas. Aquele dia ficará sempre em nossas memórias pois vimos na nossa frente e a olho nu o trabalho de três gerações – em minutos – literalmente virarem cinzas. O primeiro impulso foi desistirmos do leite, mas, como os animais estavam vivos além disso, o compost barn, o bezerreiro e parte da sala de ordenha permaneceram intactos, havia uma pontinha de esperança”, relatou Elaine.

Naquela tarde do dia 19, coincidentemente, Elaine comentou que havia nascido uma linda bezerrinha e que esse fato mexeu muito com o coração deles, mostrando que o ciclo da vida é um eterno renascer. “Foi aí que arregaçamos as mangas e decidimos que por mais difícil que fosse, recomeçaríamos”.

Mesmo sendo filha de produtores rurais, ela nunca havia tido contato com a atividade leiteira e foi por meio da fazenda do esposo, que acompanha o setor desde criança, que em Elaine despertou a paixão pelo gado de leite, o que fez com que ela desistisse da faculdade e se dedicasse ao negócio.

Desde que assumimos a propriedade, sempre buscamos melhorar instalações, o rebanho e a nutrição dos animais. Também, passamos a trabalhar focados na seleção de parceiros comerciais. O resultado de todo o empenho fez com que inclusive erguêssemos um compost após um ano e meio de serviço para facilitar o manejo dos nossos animais”, relatou ela.

O recomeço

Quando os amigos, os familiares e alguns vizinhos ficaram sabendo do ocorrido, logo ofereceram ajuda e ela veio das mais variadas formas possíveis. A empresa que presta assistência para propriedade improvisou o equipamento de ordenha e emprestou um resfriador para que eles pudessem continuar ordenhando. Os vizinhos passaram inúmeros dias ‘puxando’ a silagem para os animais e mexendo a cama do compost.

“Depois de algum tempo, um conhecido nosso de uma cidade vizinha nos deixou um dos seus tratores para irmos nos virando e sem dúvidas tudo isso foi nos dando uma baita esperança. Jamais desistimos! Realizamos vaquinhas online, rifas, leilão de uma novilha e como disse anteriormente, a ajuda dos amigos foi fundamental, assim como, das empresas parceiras e dos sócios da Associação Catarinense dos Criadores de Bovinos (ACCB), da qual temos muito orgulho de fazer parte. A tragédia foi compartilhada em páginas na internet e nas redes sociais, o que mobilizou muita gente disposta a contribuir conosco de alguma maneira. Foi assim que descobrimos que não estávamos sozinhos e que existiam milhares de pessoas torcendo pelo nosso retorno. Cada contato que chegava tentando nos ajudar plantava uma sementinha de esperança em nossos corações”, relembrou emocionada Elaine.

Hoje, a quase 80 dias após o incêndio, as vacas da Grolli ainda estão sendo ordenhadas de forma improvisada e a propriedade está ‘rodando’ com trator e resfriador emprestados. São 850 litros produzidos em média por dia, 32 vacas da raça Holandesa em lactação e a produção está voltando aos patamares anteriores.

“Já estamos começando a reconstrução das instalações devastadas pelo fogo e em breve, se Deus quiser, chegará um novo trator. Não há palavras para agradecer todo o carinho e afeto que recebemos além das mensagens e doações. Enfim, todas as formas de ajuda foram muito valiosas para que não desistíssemos. Hoje o nosso maior desafio é fortalecer esse recomeço já que estamos investindo em instalações e equipamentos sem saber qual é o futuro da economia de nosso país, já que ela afeta diretamente o preço do nosso produto”.

Também tem uma história de superação para contar para a gente? Clique aqui ou envie um e-mail para contato@milkpoint.com.br! Muito obrigada, Equipe MilkPoint

8

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JORGE LUIZ PEREIRA DE OLIVEIRA

ALTÔNIA - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 07/07/2020

A resiliência e empatia quando se juntam é uma grande certeza de vitória. Parabéns aos envolvidos!
AMAURY CORREA DA SILVA JUNIOR

CERQUEIRA CÉSAR - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 06/07/2020

Parabens pela coragem e obstinação do casal, sera um exemplo.para filhos ,netos e amigos
RAFAEL RIBEIRO DO VALLE

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 06/07/2020

EXCELENTE ARTIGO!
ROMY FARAGE BATISTA

CORONEL FABRICIANO - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 06/07/2020

Parabéns ao casal Elaine e Jozidi Grolli, pela determinação em não se deixar abater, e, também, parabéns à todos que de uma forma ou de outra os ajudaram à refazerem sua história. Este é o Brasil que queremos, com trabalho, solidariedade, vontade de vencer, superar as adversidades!
ELAINE GROLLI

SANTIAGO DO SUL - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/07/2020

Obrigada Milkpoint pelo convite carinho e dedicação é uma honra compartilhar nossa história .Mesmo diante das dificuldades sabemos a importância de nosso trabalho e por isso jamais desistimos!
É uma honra fazer a abertura deste especial!
Sabemos que tem muitas histórias inspiradoras que ainda serao contadas!
Sucesso para vocês sempre!
ELIEGE SOSTER LOPES

PINHALZINHO - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/07/2020

Dedicação e amor são palavras que me vem à mente quando penso nesse casal! Sem dúvidas que vão voltar melhores e mais fortes! Sucesso meus amigos! Abraços.
ELAINE GROLLI

SANTIAGO DO SUL - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/07/2020

Obrigada minha amiga a admiração é recíproca! Abraço
ISA SERPA

XANXERÊ - SANTA CATARINA

EM 03/07/2020

Elaine e Jozidi
Tamo junto
E com a garra e perceveranca que vcs tem logo logo estará tudo melhor que antes ainda Deus e com vcs Amados ????????????