FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Vacas no pré-parto merecem entrar no barracão?

POR HAYLA FERNANDES

VACA FELIZ

EM 06/07/2020

4 MIN DE LEITURA

2
22

Por que dar conforto às vacas no pré-parto? Vacas secas? Nem pensar... elas não estão dando leite! Qual o sentido nisso? Passe um café e leia com atenção esse artigo, tenho certeza que você vai descobrir muito "leite escondido" nessas vacas.

Pra começo de conversa, por que secamos as vacas? Já pensou nisso? Por que são dois meses de período seco? Por que não 3 meses ou 15 dias? Bom, dois meses é o período necessário para que o úbere dessas vacas seja recuperado. E por que é tão importante? Trata-se de limpar e refazer todo o tecido que passou por uma longa lactação, na qual sofreu todo tipo de ataque, seja de bactérias, de manejo, de vácuo da ordenhadeira e da própria produção de leite que exige bastante do animal como um todo. Mesmo que tratemos nossas vacas como princesas, há um desgaste natural nesse processo. Lembre-se que vacas com DEL maior tendem a ter CCS mais alta. Portanto, esse período é crucial para a próxima lactação. Além do úbere, precisamos lembrar que o feto, aos 7 meses de gestação, está com pouco mais de 40% do seu tamanho total. Ou seja, em apenas 2 meses, as vacas ainda vão formar 60% do feto.

Se você prima por uma bezerra de qualidade, que nasça maior, mais resistente e com melhor capacidade de absorver anticorpos do colostro, isso é mandatório: dê o máximo de conforto para a mãe! Além disso, é nesse período que as células produtoras de leite (nosso ouro) serão formadas e você há de concordar que “quanto mais células mais leite!” Certo? Começa a fazer sentido? Quanto mais damos condições para que as vacas descansem, comam adequadamente ou fiquem fora de estresse, mais energia elas conseguem direcionar para o feto e o úbere em recuperação.

Como já comentei em alguns artigos, estresse não é apenas estresse térmico. Portanto todo o cuidado com manejo, alimentação adequada, quantidade de animais por lote, conforto de maneira geral são decisivos. Sobre o estresse térmico fica a pergunta: “vacas em pré parto passam por estresse térmico? Devo me preocupar”?

Observe no gráfico abaixo como os animais em pré-parto passam calor e, infelizmente, as deixamos em piquetes sem uma sombra sequer, sem água acessível ou nem cogitamos a ideia de colocá-las no barracão. Neste gráfico, a linha verde é a temperatura dos animais e tudo que está acima da linha vermelha representa tempo em estresse térmico, ou seja, nesse caso, elas estavam passando a maior parte do dia nessas condições, o que significa que grande parte da energia que deveria estar indo para todos os processos de formação final do bezerro, preparação para o parto e recuperação da glândula mamária estão se perdendo na tentativa de controlar a temperatura.

estresse termico em vacas no pre-parto

Se você é um bom mineiro deve estar se perguntando “ah, essa prosa é muito boa, mas essa conta fecha?”. Pois bem e se eu te falar que o aumento de leite na próxima lactação pode corresponder a algo em torno de 1000 a 1400 litros? Será que não compensa investir em 2 meses de cuidados com essa mãe? Só pra constar, BST é uma ferramenta que se bem usada vai te dar cerca de 1.000 litros a mais. Essa ideia não é de hoje! Pesquisas da década de 80 já nos mostravam que havia incremento de leite na próxima lactação dando conforto para lotes secos. No gráfico abaixo temos um exemplo claro:

conforto vacas no pre-parto
Fonte: Tao et al., J. Dairy Sci. 94:5976–5986

Além de tudo isso, temos que lembrar que essas vacas estão com a imunidade naturalmente baixa conforme o parto se aproxima (especialmente 3 semanas antes e 3 semanas depois). Portanto, se você quer partos com menos problemas provavelmente terá que pensar seriamente no conforto desses animais. Lembre-se que retenção de placenta, infecção uterina e mastite estão diretamente ligadas ao sistema imune e outros distúrbios metabólicos como hipocalcemia, cetose e deslocamento de abomaso "vêm de brinde" se errarmos nesse período.    

Em termos práticos o que você, como produtor ou técnico, deve priorizar para os lotes secos:

  • Sombra e água em abundância e acessíveis, sem disputa (são os lotes prioritários para colocar no barracão);
  • Dieta adequada para esses lotes (lembre-se que não adianta fornecer a melhor formulação do mundo se não chegar na boca dos animais em quantidade e qualidade suficiente);
  • Atenção à lotação! Especialmente novilhas sofrem muito nesse período ficando sem comer, apanhando e ficando de fora das sombras. Se não é possível trabalhar com vacas e novilhas separadas pense sempre em maior sobra de alimento, mais sombra, mais água;
  • Atenção ao manejo desses lotes. Lembre-se que estamos lidando com gestação avançada! Portanto as movimentações devem ser no ritmo das vacas, com paciência, em horários mais frescos;
  • Use sua sala de resfriamento para dar um ou dois banhos por dia nesses lotes;
  • Faça as anotações, mas tenha certeza de que são confiáveis, que serão analisadas e que virarão ações realmente relevantes para a fazenda;
  • Treine adequadamente as pessoas que cuidam do pré e do pós-parto. Explique e faça junto todos os procedimentos, explique o porquê de tantos cuidados com os lotes secos. Esqueça toda essa lista acima se você está deixando as pessoas de lado, afinal são elas que alimentam, que manejam, que anotam, que tratam os animais, que levam os animais para o resfriamento, etc. Se não se atentar a esta questão, nada disso vai funcionar, me desculpe.

Fico por aqui na intenção de deixar a seguinte mensagem: “Vacas secas não estão secas, elas estão produzindo a próxima lactação”. Cuidado com essas vacas e mais cuidado ainda com os funcionários que cuidam desses lotes, afinal nenhum trabalho cientifico adianta se quem está fazendo todo o serviço não tem a mínima ideia do que faz e por que faz.

Curta, comente e compartilhe! Vamos fazer a corrente do bem. Grande abraço!

Leia também > Vacas secas precisam de resfriamento no verão também

HAYLA FERNANDES

Médica veterinária pela UFG e mestre em sustentabilidade e pecuária. Atua principalmente com conforto animal e período de transição de vacas leiteiras. Proprietária do perfil @vaca_feliz_oficial no Instagram.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LUIS CARLOS TELLES

ÁGUAS DE SANTA BÁRBARA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 06/07/2020

Excelente artigo Dra Hayla
CIDO JOSÉ

SÃO BERNARDO DO CAMPO - SÃO PAULO

EM 06/07/2020

Realmente elas merecem todo o conforto para uma suave recuperação...
MilkPoint AgriPoint