FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Leite fermentado, soro de leite e leite cru não são inoculantes para silagem

POR THIAGO BERNARDES

THIAGO FERNANDES BERNARDES

EM 20/04/2020

1 MIN DE LEITURA

10
7

Nas últimas semanas, tem circulado nas redes sociais uma discussão sobre o uso de leite fermentado, soro de leite e leite cru como inoculantes para silagens. Como eu tenho recebido muitas perguntas sobre este tema e não quero que os produtores sejam enganados, decidi usar este canal como meio de comunicação.

Inoculantes para silagens são bactérias liofilizadas (secas) que para serem aplicadas à matéria-prima a ser ensilada devem ser misturadas a água, formando-se uma rica solução destes microrganismos. Os inoculantes, para se tornarem comerciais, passam por um rígido e longo processo de seleção de bactérias, de modo que estes microrganismos, quando encontrarem o substrato na matéria-prima possam crescer e dominar o processo fermentativo. Ou seja, quando você compra um inoculante de uma empresa, saiba que houve anos de estudos e testes para que aquelas bactérias chegassem à tua propriedade, não é algo empírico.

Desse modo, compreende-se, que as bactérias presentes no leite e alguns de seus derivados não sobreviverão na massa ensilada porque não foram selecionadas para tal função. Durante a fermentação da silagem, há uma forte competição entre vários grupos de microrganismos. Portanto, somente os mais adaptados sobreviverão e desempenharão as funções deles.

Portanto, se decidir pela inoculação da tua silagem, busque produtos comerciais de empresas sérias e que fazem seus testes junto às universidades e institutos de pesquisa. Atualmente no Brasil, há vários inoculantes com alta eficácia (biológica e econômica). Procure por resultados de pesquisa do produto que você pretende adquirir. Valorize o que é sério. Valorize a ciência.

E se você não tem acesso à produtos comerciais por algum motivo, confeccione a tua silagem da melhor maneira possível, sem aplicar qualquer solução. Foque nas etapas do processo produtivo e reduza o foco nos aditivos. Muitos produtores destinam muita energia aos aditivos e esquecem do “arroz com feijão”. 

Por fim, atenção com as postagens nas redes sociais. Elas chegam de uma forma rápida e fácil até você. Porém, elas podem trazer desinformação, ao invés de informação.

Leia também: 

Você realmente sabe comprar inoculantes?

Os inoculantes para silagem são iguais?

Combo: nova geração de inoculantes para silagens

THIAGO BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

10

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SIDNEY LACERDA MARCELINO DO CARMO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 30/04/2020

Vcs sabem que o Lactococcus lactis é responsável pela produção nisina, que muito utilizado contra os clostrídios em embutidos. Este peptídeo policíclico é específico em inibir o crescimento de Clostridium sp, que além dos capim, degrada carne, uma fonte riquíssima de proteína. Fonte desta situação divulgada por este canal de comunicação em artigo ´´ Clostridio o vilão da silagem de capim``.
RONY ANTONIO FERREIRA

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 27/04/2020

Excelente texto, parabéns professor Thiago!
SIDNEY LACERDA MARCELINO DO CARMO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 22/04/2020

Vc já fizeram? Eu já fiz quando eu produzia leite. E ficou bom o silo. Se não é ou é para silagem funcionou.
RODRIGO GRANDINI SARAIVA

ITAPETININGA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/04/2020

Bom dia,
Pode ser que se o senhor não tivesse usado, o resultado da sua silagem fosse o mesmo, ou talvez melhor...
abraço
JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 20/04/2020

Leite fermentado é para se beber e não se usar com inoculante!!!!!!!
ALMIR RUDSON DA SILVA

ITUIUTABA - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 29/04/2020

O mesmo microorganismo que atua no intestino atua no substrato (silagem), salvo as devidas proporções. Se assim fosse não faríamos iogurte em casa a partir do iogurte natural vendido no mercado.
EM RESPOSTA A ALMIR RUDSON DA SILVA
JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 29/04/2020

Mas não disse que se tratam de microorganismos diferentes, disse apenas que a função dos leites fermentados comerciais não são para serem utilizados como inoculantes para silagem, e sim para se beber, e mantenho a posição. Leite fermentado é para se beber e não se usar com inoculante!!!!!!!
EM RESPOSTA A JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA
ALMIR RUDSON DA SILVA

ITUIUTABA - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 30/04/2020

Podemos encontrar soluções alternativas das comerciais.
EM RESPOSTA A ALMIR RUDSON DA SILVA
JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 30/04/2020

Prefiro confiar em produtos com recomendações específicas e com microrganismos selecionados para tal utilização do que a solução alternativa que muitas vezes se tornar uma gambiarra ou mesmo uma adaptação!
EM RESPOSTA A ALMIR RUDSON DA SILVA
RODRIGO GRANDINI SARAIVA

ITAPETININGA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/04/2020

Desculpe amigo, mas não tem nada a ver.....
São microorganismos diferentes. Do contrário vc poderia pegar um pacotinho de inoculante comercial para silagem, misturar no leite e fazer uns 40.000 litros de leite fermentado. Rsss
MilkPoint AgriPoint