ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Silagem de capim na produção de leite: o que ninguém te contou ainda

POR THIAGO BERNARDES

THIAGO FERNANDES BERNARDES

EM 25/02/2021

2 MIN DE LEITURA

17
30

O frequente lançamento de variedades de capins tropicais, acompanhado de várias promessas, estimulam os produtores e técnicos a retomarem o assunto silagem de capim na pecuária leiteira.

Obviamente, quando uma forrageira é apresentada ao mercado, somente os aspectos positivos são ressaltados. Desse modo, eu descreverei aqui o que ninguém ainda te contou sobre este alimento.

Ressalto, que os fatores a seguir se referem a silagem de capim sob corte direto, e não pré-secados e o foco é nutrir a vaca em lactação.

  1.  Em termos produtivos, quando comparamos os capins tropicais com o milho (principal fonte de fibra na dieta de vacas em lactação), cada corte produz 1/3 do que o milho daria em um único corte. Estou me referindo às toneladas de MATÉRIA SECA por hectare, e não de matéria verde, o que é errôneo;
     
  2.  Em geral, as colhedoras tracionadas por trator possuem certa dificuldade de remover as plantas do campo e/ou processar as partículas de forma homogênea e precisa;
     
  3. Os capins tropicais são úmidos e, este fator, provoca perdas por meio da fermentação e da produção de chorume. As perdas fermentativas geradas são na forma de gases, ou seja, acabam sendo imperceptíveis em condições práticas. O chorume é visível e carreia muitos nutrientes com ele;
     
  4. A fermentação indesejável promove odor desagradável devido aos produtos finais formados, o que promove redução de consumo pelos animais. Ou seja, por meio do olfato, os animais relutam em permanecer próximo ao alimento;
     
  5. Alguns técnicos procuram ressaltar uma maior concentração de proteína bruta (PB) em relação a silagem de milho. Contudo, a PB presente nestas forragens pouco ou nada contribuem para a exigência dos animais, principalmente porque a fermentação da silagem promove a degradação de grande parte da proteína contida na forragem;
     
  6. Capins tropicais tem alta concentração de fibra, o que limita a ingestão por permanecer mais tempo no rúmen. Ao limitar consumo, há a limitação da ingestão de nutrientes e, consequentemente, o desempenho animal não é maximizado;
     
  7. Alguns técnicos ressaltam menor custo. Porém, eu te convido a calcular o custo da dieta e não somente das silagens, uma vez que os animais ingerem um conjunto de ingredientes (ração);

Por fim, capins podem ser utilizados nas dietas de vacas em lactação, mas, preferencialmente, como segunda fonte de forragem.

Associar silagem de milho a outros ingredientes (forragens) pode ser opção na nutrição de vacas em lactação. Outra alternativa seria o fornecimento às categorias menos exigentes.

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

Ajude na pesquisa sobre silagem de milho em propriedades leiteiras e ganhe acesso ao MilkMonitor

 

THIAGO BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

17

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ADILSON DA MATTA ANDRADE

MURIAÉ - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 10/03/2021

Muito bom os comentários, em nossa região de topografia difícil (zona da mata mineira) ainda pode ser uma boa alternativa para substituir parte da silagem de milho em categorias de menor exigência, e até ser usado como fibra efetiva em lugar de feno nas dietas, pois tanto feno como caroço de algodão chega por aqui em valores nada competitivos, mas a venda da ideia que substitui totalmente a silagem de milho é uma falacia que tem que ser combatida pois pode trazer lesões financeiras ao produtor as vezes irreparáveis.
ARICELIO

CAMPO MAIOR - PIAUÍ - ESTUDANTE

EM 09/03/2021

Muito esclarecedor, porque se alardeia muito a silagem de capim imaginando-se o custo reduzido. O artigo aborda um conceito caro que o produtor de leite deve mensurar, o valor da dieta ofertada.
PAULO FERNANDO ANDRADE CORREA DA SILVA

VALENÇA - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/03/2021

Ótimo texto. Na fazenda usamos silagem de milho, preferencialmente, e de cana ou capim com fubá, na falta da silagem de milho.
O nosso futuro: aumentar a área de milho plantada para que as vacas no Compost barn tenham 12 meses de silagem de milho.O retorno é incomparavelmente maior.
Silagem de cana será instinto. Silagem de capiaçu alimentará recria e eventual falta de milho( improvável).
Obrigado
MATOZALÉM CAMILO

ITUIUTABA - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 02/03/2021

O professor foi muito feliz na abordagem. É sempre bom, de vez em quando alguém se lembrar do obvio e nos refrescar a memória. É tanta distorção que estamos assistindo em diversos vídeos sobre este BRS capiaçu, que parece ser o milagre do século. Infelizmente isso não é verdade. O Capiaçu é tão bom quanto o Cameroon verde ou roxo que surgiu na década de 80. Quem sabe utilizar de maneira correta estes capins estão obtendo bons resultados há mais de 40 anos. A Embrapa está cumprindo o seu nobre papel de sempre estar lançando materiais com algumas vantagens sobre os já existentes. Mas em termos nutricionais, para otimizar a produção de vacas de alta produção de leite, não existe silagem melhor que a silagem de milho. Quem não consegue fazer silagem de milho, obviamente tem que procurar outras opções. Dentre estas opções estão as silagens de capim.
HUGO CELSO COELHO

BRUMADINHO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/03/2021

Prezado Matozalém o BRS capiaçú não é igual aos outros capins elefantes. Vc já o verificou no campo?
VALDIR

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 01/03/2021

Tem Capim e Capim. A MS da silagem do milho fica entre 26-32%? A silagem do BRS Capiaçú fica entre 25-28. E se colhida corretamente (altura certa, tem MS mais elevada), fica boa de digerir e palatavel. Embrapa e orgãos estaduais estão fazendo trabalhos nesse sentido para aprimoramentos. Silagem de milho é complexa e impossivel de obter padrão, quando voce planta em regiões com alta variação climatica e pluviometrica. Então penso, nobre professor, que temos alternativas sim e creio que em breve poderemos ter surpresas nesse campo.
MATEUS HENRIQUE SILVA LOBO

SILVÂNIA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/03/2021

Silagem não e a unica forma de armazenamento de gamineas, milho não é a única resposta para alimentação de vacas.
LUCAS MORAES GUIMARÃES

PRATA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/03/2021

Seria interessante abordar mais detalhadamente o processo de ensilagem destes capins.
HUGO CELSO COELHO

BRUMADINHO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/02/2021

Vcs conhecem o BRS capiaçú?
JOSÉ CALOS AZEVEDO

ITAPERUNA - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/02/2021

Queira perdoar a minha falta de compreensão no tocante a Silagem de Capim. Ainda não entendi claramente.
O técnico é favorável a utilização do pastejo e não na formação de qualquer tipo de Silo? É assim que informa o artigo? E sua postura é de plantar o milho, ao seu entendimento o melhor para o gado de leite?
Perdoa-me este questionamento. Se puder esclarecer para este pequeno produtor de leite, agradeceria muito. Aqui nesta região, Noroeste do RJ temos, por demasia, dois tipos de ratos; ambos causam sérios prejuízos, no meu caso, estou à beira de estrada. Uma pena!
LUIS EINAR SUÑE DA SILVA

ANÁPOLIS - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 26/02/2021

Excelente professor. Super concordo. Abraço
PAULO TADATOSHI HIROKI

LONDRINA - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/02/2021

Muito boa a abordagem...muitos técnicos usam argumentos e argumentos!
LUCAS ARATO

SÃO MIGUEL DO OESTE - SANTA CATARINA - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 25/02/2021

Muito bom o artigo, o próximo poderia ser sobre como ter sucesso nessa silagem.
SIDNEY SEBASTIÃO RODRIGUES DE OLIVEIRA

CURITIBA - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/02/2021

Parabéns pelo artigo. Objetivo e esclarecedor. A utilização e ou o acondicionamento de forragem de forma errada tem levado a perdas econômicas consideráveis, seja pela pouca eficiência na nutrição ou pela perda de material acondicionado de forma errada. O custo de se acondicionar o material, seja com maquinário, mão de obra, insumos entre outros, deve ser avaliado e relacionado ao benefício. A desinformação e a busca por simplificações de processos baseadas em empirismos, induz produtores de leite a queimar tecnologias.
Permanecerão na atividade leiteira somente os produtores que buscarem se profissionalizar e tiverem uma boa gestão do sistema produtivo.
THIAGO BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 26/02/2021

Boa tarde Sidney. Perfeita a tua leitura.
Abraço.
BATISTA

EM 25/02/2021

muito bom agora vou ter mais cuidados
JOÃO LEONARDO PIRES CARVALHO FARIA

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/02/2021

Excelente excelente!
MS por MS, estes capins perdem bastante para o milho!
MilkPoint AgriPoint