FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Perspectivas de vacina da Covid-19 e influência no consumo de lácteos

ROBERTO DENUZZO

EM 18/02/2021

2 MIN DE LEITURA

1
9

Como a data passou a ser vital para as mudanças em curso, eu inicio este artigo informando que estou escrevendo dia 15/02/2021, ou seja, quando o Brasil vacinou cerca de 3,0% de sua população, dentro das regras de prioridade.

Neste sentido, o efeito da circulação do vírus continua muito presente, mas olhando países como Israel e Emirados Árabes, onde a vacina já avançou bastante, temos finalmente uma perspectiva de redução consistente dos casos. Os próprios Estados Unidos também ajudam neste otimismo.

E quais os impactos para o consumo de lácteos?

  • Ajuda emergencial

Existe uma tendência de aprovação no curto prazo de um novo pacote de ajuda, ainda que de menor valor unitário, mas por um prazo de quatro a seis a seis meses; ou seja, poderá haver uma sustentação de consumo dos produtos básicos, como visto em 2020; 

  • Retorno às aulas presenciais 

Este fator também parece irreversível – as escolas estão retomando as atividades presenciais, ainda que com número de alunos reduzidos e horários menores. Este impacto vai trazer duas consequências diretas – primeiro, o retorno das famílias mais abastadas para as grandes cidades – muitos estavam fazendo a quarentena em casas de veraneio, praia, etc. já que a atividade virtual permite.

Agora, com pelo menos um membro da família com rotina presencial, o retorno a moradia principal vai fazer diferença no abastecimento; além disso, o segundo efeito é mais direto, de consumo de produtos para consumo na escola – em vários casos, estimula-se que o estudante traga sua refeição de casa, o que pode ser uma oportunidade para bebidas lácteas, iogurtes, etc.

  • Escritórios

Este segmento parece o que vai demorar mais para retomar, com impacto forte ainda presente nos operadores de restaurantes, comida por quilo, etc. a exceção aqui tem sido as padarias, que tem ficado abertas e aumentado o seu leque de serviços em delivery.

Informações recentes indicam inclusive um aumento de cerca de 10% no consumo de pão francês, muito utilizado em lanches — o que obviamente é uma oportunidade para queijos fatiados como prato e muçarela.

Enfim, é ainda muito difícil de prever os movimentos todos, mas alguns indicadores parecem bem presentes no momento — claro que tudo pode mudar, mas certamente não vai adiantar nada olhar nem para 2019, nem para 2020 — a única certeza é que 2021 vai ser diferente!

Abraço a todos!

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

Leia também: O novo ''corona voucher'' terá impactos no setor lácteo?

ROBERTO DENUZZO

Diretor da RDC Consultoria. Executivo experiente no ramo de alimentos, com mais de 25 anos de experiência no setor.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

RITA DE CASSIA

EM 19/02/2021

Muito bom saber está notícias
MilkPoint AgriPoint