FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Preparo de solo e formação de pastagem

Nos sistemas de produção em pastagem, é evidente que o uso correto do solo deve ser eficiente para que, ao menos na parte de nutrição, as forrageiras tenham seu melhor desempenho e aflorem seu potencial. Um solo bem manejado, seja pela baixa ou nula infestação de pragas, ou pelo aporte de nutrientes, atua de forma direta sobre o sucesso da pastagem. Como diziam nossos avós.. "uma criança bem alimentada não adoece" ou ainda, uma pasto bem manejado, dura quase que eternamente.

O fato de encarar o pasto como uma cultura, parece ser um mito para muitos produtores. Comumente, as áreas pouco produtivas ou ainda chamadas de áreas problemas são destinadas às pastagens, onde muitas vezes não é ao menos plantada e sim como dizem, nascidas sozinhas. Assim, todo o manejo deste pasto fica comprometido em função da baixa resposta da forragem. Ao pensarmos que o sistema deve suportar o máximo de lotação, qualquer que seja o manejo adotado para tal fato, implicará no insucesso pois não haverá condições favoráveis para o crescimento da forragem.

Como dizem, "tudo que começa bem .. termina bem, ou ainda, começando bem tudo corre bem...". O investimento na formação ou implantação de pastagem pode ser considerado uma das atividades mais importantes, sob o ponto de vista econômico. Esta prática é tão importante, que deve ser considerada como um plantio semelhante a outras culturas, e, como tal, o produtor deve procurar, da melhor maneira possível, as técnicas mais recomendadas à formação da pastagem em sua propriedade. Sabe-se que a produtividade do pasto está intimamente relacionada, dentre eles, com a escolha do local para implantação da pastagem, escolha das espécies forrageiras (não existe forrageira milagrosa e sim a mais adequada para cada caso), época de plantio e preparo do solo. Ainda, plantar no momento certo é uma importante ferramenta para o sucesso.

Em relação ao local de plantio, deve-se considerar que as altas produções são obtidas em solos de maior fertilidade. A escolha do lugar para as pastagens depende da topografia, das aguadas e da facilidade de se realizar a construção de cercas. A maioria das espécies forrageiras não tolera solos encharcados. Ainda, locais que apresentam árvores ou bosques, são indicados para promover o bem estar animal, protegendo os animais do sol, das chuvas e ventos frios.

Com relação ao preparo do solo, este deve estar limpo, longe de cupins, plantas invasoras e demais objetos que venham atrapalhar a mecanização do processo. Ainda, todo um preparo de contenção de água por meio de curva de nível é necessário para que não somente sirva para preservar o meio ambiente, mas também para que não prejudique a uniformização e emergência das plantas em função de enxurradas na área.

Depois disso, o preparo do solo em si se caracteriza pelas arações e gradagens nas áreas, quantas vezes forem necessárias. É fato que áreas que contenham mais invasoras, ou ainda que possuíam outra forrageira implantada, possuem grandes quantidades de sementes oriundas das plantas que as compunham, formando no solo o que chamamos de banco de semente. Considera-se, em alguns casos, que em algumas áreas são necessárias até oito arações (foto 1) e oito gradagens para acabar com este banco de semente. No entanto, comumente fazem-se duas arações e duas gradagens para o plantio. Em muitos casos, recomenda-se uma segunda gradagem (após 20 dias da primeira), para eliminar o restante das ervas daninhas e no máximo três dias antes do plantio para que o solo esteja pulverizado para receber a semente, se este plantio for feito a lanço em cobertura.

Figura 1 - Arado.




A umidade e o calor são importantes no momento do plantio, o qual deve ser realizado no início da estação das chuvas, que, para as condições do Brasil Central, ocorre de outubro a dezembro. O preparo do solo deve ser realizado no fim do período da seca, nos meses de agosto e setembro.

Para o plantio, as quantidades de adubo já devem estar preparadas para que seja feita a aplicação e ainda, o calcário (se necessário na área) já deve ter sido aplicado a pelo menos 30 dias antes deste plantio. Além disso, a análise de solo deve ser feita 3 meses antes (geralmente nos meses de maio - junho) para determinação do processo a ser feito em relação à correção do solo.

No plantio, geralmente somente é colocado o adubo fosfatado (adubo para crescimento da raiz), deixando o adubo potássico (se necessário) e nitrogênio para serem aplicados em cobertura nos ciclos de pastejos.

No caso de plantio de pastagem por semente, utiliza-se um valor conhecido para calcular a quantidade de semente que leva em consideração o valor cultural (VC) da semente. Assim, utiliza-se um valor médio de (300 a 500)/VC, ou seja, tomando como exemplo, uma forrageira que possui 50% de VC, tem-se 10 kg de semente por hectare (500/VC). Considera-se 300 para uma condição excelente de plantio, em termos de clima, preparo de solo e mecanização. Normalmente se faz utilizando condições piores, portanto utilizando-se o valor 500.

Depois de feito isso, a semente deve ser distribuída na superfície do solo e compactada utilizando-se rolos leves (foto 2), feitos de pneu ou tambores, para compactar, ou ainda, promover o contato da semente com o solo. Lembrando, que se necessário, o adubo aplicado no plantio é somente o adubo fosfatado que pode ser misturado a semente no dia de plantio. É importante lembrar que o plantio por semente também pode ser feito por semeadoras, que dispensa o uso de rolos, pois desempenha a incorporação da semente no solo.

Figura 2 - Rolo compactador



Para pastagens implantadas por meio de muda, como o Coast-cross, Tifton, dentre outros se utiliza um método um pouco diferente. Pode-se utilizar, depois da área preparada (gradeada), a construção de sulcos a uma profundidade de 15 a 20 cm, com espaçamento por volta de 50 cm (Foto 3). Em seguida, devem-se distribuir as mudas nos sulcos de maneira uniforme e cobri-las parcialmente com terra. A cobertura total das mudas deve ser evitada, para que a rebrota não seja prejudicada. Ainda, pode-se utilizar a distribuição das mudas sobre a superfície do solo, com imediata incorporação das mudas, por meio de uma leve gradagem. É um método prático, mas exige maior quantidade de mudas e de cuidados especiais, para que sejam bem incorporadas ao solo. Um terceiro método, seria fazer covas na área, com espaçamento de 40 a 50 cm, e levemente cobertas com terra exigindo mais mão-de-obra. Devemos lembrar que a umidade de solo imediata no plantio por muda é primordial para o sucesso de todo o processo. O plantio por semente, permite que a chuva demore até 15 dias em alguns casos para que ocorra e efetue a umidade do solo. No entanto, um solo úmido é necessário em todo o processo, seja por muda ou semente.

Figura 3 - Plantio de capim por muda (por sulcos).



É importante lembrar que todo processo deve ser feito com responsabilidade e para que seja o mais eficiente possível, todo cuidado deve ser levado em consideração, desde a regulagem de máquinas sendo efetuada no momento certo e de forma correta. Assim, é importante que saibamos que as quantidades recomendadas devem ser muito próximas às aplicadas.

Em resumo, é em vão procurar por capins "milagrosos" (mais produtivos, baixa exigência em fertilidade, tolerantes a seca, resistentes a pragas e sem estacionalidade de produção). Com certeza absoluta, este capim não existe. Toda planta forrageira apresenta determinadas vantagens e limitações. Todavia para que haja produção e consequentemente correta utilização da pastagem escolhida, é fundamental que se estabeleçam inicialmente, níveis de fertilidade adequados para cada forrageira em questão. Um solo bem implantado e um manejo correto aliado a escolha correta da forragem em cada sistema, aumenta a vida útil da pastagem e consequentemente do sistema.

MARCO AURÉLIO FACTORI

Professor na UNOESTE - Presidente Prudente
Zootecnista, Dr. em Zootecnia pela FMVZ/UNESP - Botucatu SP. Manejo de Pastagens, Conservação de Forragens e Nutrição Animal com foco em nutrição de Ruminantes.

132

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

VANDER DE MACEDO

SETE LAGOAS - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 14/12/2018

em cada 5kg de semente de capim tifton ou massai daria para quantos metros quadrado? fico no aguardo.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 17/12/2018

Prezado Wander

Sobre sua pergunta, dependerá de qual o valor cultural da sua semente.
Att. Marco Aurélio Factori
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 27/08/2018

Prezado Marcos Bandeira

Para te responder temos muitos fatores que definirão a escolha de um ou outro capim. Tudo dependerá do seu sistema.
Att. Marco Aurélio Factori
MARCOS BANDEIRA

EM 27/08/2018

PLANTO MOMBAÇA OU BRAQUIARIA?
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 07/11/2017

Prezado José



Evite plantar qualquer forrageira com solos muito úmidos. Sempre faça isso com solo com umidade moderada, nem tão seco, nem tão úmido, para obter maior eficiência na brotação e plantio. Att. Marco Aurélio Factori
JOSÉ CALIXTRATO HONOSTORIO

PIRES DO RIO - GOIÁS

EM 04/11/2017

minha duvida é se em dia chuvoso pode-se plantar a semente do mombaça ou se devemos esperar a terra secar um pouco?
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/06/2017

Prezado Jaime



Sobre sua duvida, tudo depende, no entanto, de modo geral, pode acrescentar no solo por volta de 400 kg de superfosfato simples nestas condições que me passou pela pergunta. No entanto, procure assistência técnica para lhe orientar melhor e obter mais eficiência. Att. Marco Aurélio Factori
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/06/2017

Prezado Deodato



Lhe aconselho, neste caso, utilizar um capim chamado Tanzânia, pois este é um bom capim, tanto para ovinos ou para bovinos, sendo manejado um pouco diferente para as duas espécies mas possível de fazer este manejo. No entanto, os capins que mencionou, são mais caros para implantar, embora o capim Vaquero é por semente. Sendo assim, em função das produtividades e custos de implantação recomendo o capim Tanzânia, muito bom em produtividade e custos de implantação (semente). Qualquer cosia trabalho também com assistência técnica online. Se lhe interessar entre em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br  Att. Marco Aurélio Factori
JAIME DE OLIVEIRA FILHO

ITAPETININGA - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

EM 12/06/2017

se tenho um hectare de terra e na analise de solo deu 7 ppm de fósforo,quanto de fosforo tenho que colocar para ficar o ideal na implantação do mombaça
DEODATO ARANTES

IBAITI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 10/06/2017

Bom dia, quero parabenizá-lo pelas esclarecimentos.



Adquiri uma chácara e tem uma parte que vou utilizar como pastagem, em torno de 18000 m2, o terreno é bem acidentado e arenoso, uma parte um tanto úmida, vou fazer toda a correção do solo, inclusive caso necessário curvas de nível para evitar a erosão.



Minha dúvida esta em qual forrageira usar, estou entre o Vaquero e Tifton, qual dos dos dois você indica ou então algum outro?



Obs.: a principio, a lotação vai ser para garrotes para corte e carneiros e no futuro pretendo entrar com gado de leite, pois estou negociando uma parte maior de terra vizinha a chacára, outra coisa, existe infestação de formiga cortadeira e fica próxima a mata.



Grato de me tirar estas dúvidas.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 08/06/2017

Prezado Francisco



Se os outros minerais estiverem corrigidos, no momento, a partir de uns 15 dias após esta "pega" que mencionou, que eu entendo que o capim está verde, coloque por volta de 50 kg de ureia por hectare (10.000 metros quadrados). Por hora é o suficiente. Att. Marco Aurélio Factori
FRANCISCO CARDOSO

ARACAJU - SERGIPE - ESTUDANTE

EM 07/06/2017

Boa noite Marcao.  Plantei tifton 85 a 30 dias

já contatei a pega  qual seria o adubo ideal a partir de agora

aqui ja começou o inverno como devo proceder.grato fica com Deus
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 20/12/2016

Prezado Wagner



Neste seu caso, faça o preparo somente na área que necessita, porém deve incorporar a semente. Faça isso com um rastelo ou ainda utilize alguma máquina manual que faça pequenos furos e passe o pé por cima. Isto funciona pois a semente deve ser aprofundada no solo no máximo 2 a 3 centímetros e por isso o método funciona. Ainda existe uma máquina para plantio de milho manual, chamada por aqui de tico tico que funciona também neste caso. Ela abre um pequeno buraco, coloca a semente e depois passe o pé por cima que também resolve. Método prático e funcional para áreas localizadas. Qualquer coisa estamos a disposição. Se precisar de assistência on line, entre em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br  Att. Marco Aurélio Factori
WAGNER JOSÉ FERREIRA

RONDON - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 15/12/2016

Tenho uma área plantada com MG-5, mas falhou demais, estou pensando em jogar sementes a lanço manual nas falhas, só que vai ser difícil incorporar senão estrado a que encontra-se nascidas, será que nasce bem sem incorporar.
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 29/07/2016

Prezado Wellington



Sobre sua duvida, para qeu seja atendida, será necessário assistência técnica. Caso precise, entre em contato, pois trabalho com assistência a propriedades. Entre em contato via e-mail que lhe explico melhor caso tenha interesse. Att. Marco Aurélio FActori
WELLINGTON

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 26/07/2016

Bom dia

Pretendo plantar capim Vaquero em uma área de 3.000m2,

Hj essa área só tem Braquiária.

Poderia me ajudar como devo proceder pra iniciar o plantio,



Vou plantar em Gonçalves-MG



Desde já agradeço e fico no aguardo,



Wellington



E mail: wrvsjc@gmail.com
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 10/06/2016

Prezada Talita



Eu trabalho sim com consultoria.. No seu caso, posso ajudar na coleta de solo, encaminhamento para análise e interpretação dos resultados bem como auxiliar em todas as recomendações de plantio bem como manejo deste pasto, bem como dos animais divisão de piquetes e por diante...no entanto, plantar propriamente dito não poderei ajudar pois não tenho mão de obra nem maquinário para isso. De resto posso sim te ajudar pois presto consultoria nesta área. Qualquer coisa entre em contato pelo e-mail: mafactori@yahoo.com.br - sou de Botucatu SP. Att. Marco Aurélio Factori
TALITA SIQUEIRA DE PAULO

EM 09/06/2016

Boa tarde,

Necessito de analise de uma área de 120mil m² para plantacão de pastagem para cavalos.

Estou em itu e necessito de alguem que faça este serviço, serviço que inclua analise do solo e platio da pastagem.

Vc faria ou poderia me indicar alguem??



Obrigada
MARIANA POMPEO DE CAMARGO GALLO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 31/05/2016

Olá pessoal,



Para quem quiser saber mais sobre manejo de pastagens em sistemas de pastejo rotacionado, estamos com inscrições abertas para o curso online:



"Sistema de lotação rotacionada da pastagem: manejo e aplicação" com o professor Marco Aurélio Factori.



Aproveite esta oportunidade para tirar suas dúvidas sobre o assunto!



Inscreva-se no site:  http://www.educapoint.com.br/curso/pastejo-rotacionado/

Ou entre em contato com nossa equipe : (19) 3432-2199, cursos@agripoint.com.br
MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 30/05/2016

Prezado Ademilton



Para responder sua pergunta será necessário uma análise de solo. Att. Marco Aurélio FActori
ADEMILTON DA COSTA GUIMARAES

EM 29/05/2016

guero  planta capim tanzania gual é as abubos corretos