ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Manejo reprodutivo transformou os resultados da Fazenda Campos Bocaina

EDUCAPOINT

EM 28/05/2018

0
2
Ao implementar mudanças nos procedimentos de gestão da Fazenda Campos Bocaina, em Passos-MG, Cássio V. Vilela conseguiu transformar a realidade produtiva e econômica da propriedade da família. Com a coleta e registro de informações e, principalmente, análise criteriosa das mesmas, o jovem gestor passou a ter bases sólidas para tomada de decisões certas e impulsionadoras do negócio.




Os índices reprodutivos, que seguiam um histórico de baixíssima eficiência, foram umas das grandes transformações na propriedade.

Manejo reprodutivo

A Fazenda Campos Bocaina utiliza inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e observação de cios naturais. As novilhas recebem duas tentativas de inseminação com sêmen sexado. Após isso, a Fazenda utiliza o sêmen convencional.

A inseminação de vacas no período de espera voluntário (PEV) é feita a partir de 60 dias. Em todas as vacas, na primeira inseminação, é utilizada IATF.

O manejo reprodutivo na Fazenda é feito a cada 14 dias, através da palpação dos animais. Com esse manejo, o veterinário responsável decide se vai utilizar IATF ou se vão aplicar prostaglandina, para que seja feita a observação de cios.

A observação de cio é feita pelos colaboradores da fazenda, que passaram por um treinamento com o veterinário. Com esse treinamento, além de aprender sobre o que é cio e como detectá-lo, eles passaram a entender a importância financeira da observação de cio, ou seja, o quanto impacta nos resultados da fazenda.

Além disso, com o manejo a cada 14 dias, foi possível diminuir o intervalo entre partos.

A Fazenda faz 100% de IATF nos animais que são liberados do PEV, pois verificou-se que a taxa de concepção está mais elevada do que quando fazia a observação do cio natural.

Outro ponto importante no manejo reprodutivo da Fazenda Campos Bocaina é que a marcação dos animais é feita com várias cores diferentes, o que ajuda muito na identificação da situação dos animais (prenhes, inseminados). Isso ajuda também na observação de cios, porque quando a vaca possui a marca “IA”, o que significa que ela foi inseminada, o funcionário pode perceber que ela está entrando em cio devido ao seu comportamento.



Outro ponto importante da Fazenda Campos Bocaina é o manejo do pré-parto, que é feito no compost barn também. Os animais parem dentro do compost barn, na maioria dos casos, sem intervenção.



Também é feito o resfriamento dos animais na pista de alimentação. Além disso, esses animais do pré-parto são levados duas vezes ao dia na sala de resfriamento da ordenha.

Com esse conforto oferecido aos animais no pré-parto, houve melhoras nos índices reprodutivos da Fazenda, como retenção de placenta, metrite, além da melhora na produção em comparação com os dados de antes desse manejo.

Quando o sistema da Fazenda Campos Bocaina não fornecia todo esse conforto possibilitado pelo compost barn, os animais não emprenhavam devido ao estresse térmico, ao barro. Com a implementação do sistema compost barn, a fazenda também passou a implementar medidas de manejo reprodutivo e os ganhos foram muito grandes.

Melhorias alcançadas com o manejo reprodutivo

Antes, a taxa de serviço era 42,4%, passando para a taxa atual, de 76,8%.



Isso foi obtido graças ao treinamento do colaboradores na observação de cio, somado ao uso de câmeras de vídeo que funcionam durante as 24 horas do dia. Isso ajudou muito na observação de cios, inclusive, na detecção de cio durante a madrugada, quando não há colaboradores trabalhando na área.

Outro benefício obtido com o aumento do conforto dos animais, incluindo as medidas de resfriamento e aspersão na linha de cocho, foi no aumento da taxa de concepção. Os cursos de inseminação artificial feitos pelos funcionários também tiveram papel importante nos resultados desse índice. Isso permitiu a padronização dos processos de reprodução.

A taxa de concepção antes era de 14% e hoje está em 29,9%, com o objetivo de melhorar ainda mais essa taxa.



Outro fator importante foi a redução do intervalo entre partos, que saiu de 15,7 meses para 13,8 meses. Isso garante uma maior produção de leite e, consequentemente, maior rendimento para a Fazenda.



Já a taxa de prenhez, que antes era 6,7%, passou para 22,9%.

Confira abaixo um vídeo onde o próprio gestor da fazenda, Cássio V. Vilela, conta sobre as melhorias obtidas nos índices reprodutivos da Fazenda Campos Bocaina através do manejo reprodutivo:

 

 

Esse vídeo é uma das aulas do curso on-line, Fazenda Campos Bocaina: Sucessão e gestão transformam a realidade do negócio familiar, oferecido pelo EducaPoint.

Acesse o conteúdo completo e conheça o manejo das vacas em lactação no compost barn, as mudanças que permitiram dar um salto nos índices reprodutivos, as melhorias na dieta do rebanho e na qualidade do leite e, principalmente, veja como é realizada a gestão de pessoas e processos, principais fatores de sucesso da Fazenda Campos Bocaina.

Para isso, basta assinar o EducaPoint! Com planos totalmente acessíveis, a plataforma oferece o que há de melhor e mais atual na pecuária brasileira, e os assinantes têm acesso ilimitado a TODOS os cursos (já são mais de 110 temas).

Conheça os planos aqui! Ou experimente realizando um breve cadastro no site: https://www.educapoint.com.br/experimente/.

Mais informações

contato@educapoint.com.br

Telefone: (19) 3432-2199

Whatsapp (19) 99817- 4082 

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.