Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

Setor de lácteos do Canadá prospera, enquanto ministro da Agricultura rejeita críticas dos EUA

postado em 11/10/2016

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A indústria de lácteos do Canadá tem mostrado ser um forte direcionador econômico, aumentando seu Produto Interno Bruto (PIB) de C$ 15,2 bilhões (US$ 11,55 bilhões) em 2009 para C$ 19,9 bilhões (US$ 15,12 bilhões) em 2015, de acordo com um novo relatório do Dairy Farmers of Canada chamado “Update on the Economic Impacts of the Dairy Industry in 2015”.

O relatório mostrou que o setor de lácteos do Canadá viu um aumento de 26% nas vendas de lácteos, um aumento de 29% na produção e um crescimento de 24% na atividade de processamento desde 2009 - direcionado em grande parte pela adição de 11.700 fazendas leiteiras desde 2009.

O aumento na atividade da indústria de lácteos dentro do Canadá significa que existem agora 221.000 empregos em período integral no país associados com a indústria de lácteos, um aumento de 3% desde 2013. Embora a indústria de lácteos tenha reduzido sua dependência do trabalho manual a nível de fazenda, o número de empregos a nível de processamento de produtos com valor agregado aumentou, mostrou o estudo.

O relatório recente citou que a indústria de lácteos está viva e bem em todas as províncias do Canadá, com Quebec e Ontário sendo os locais da maioria das fazendas leiteiras (5.766 e 3.834 operações leiteiras, respectivamente). Assim, Quebec e Ontário continuam liderando o país na produção de leite. Em particular, Ontário destaca-se principalmente por sua concentração de processadoras de lácteos. Como resultado, aproximadamente 46% dos impactos do processamento de lácteos estão nessa província, comparado com 32% dos impactos gerados pela produção.

O oposto ocorre em Quebec, onde 40% dos impactos da produção são gerados, comparado com 30% dos impactos do processamento. Isso é principalmente devido à concentração do setor de processamento e, em particular, o setor de processamento de lácteos em Ontário. Por exemplo, as vendas por companhias de processamento de lácteos em Ontário alcançaram C$ 7,6 bilhões (US$ 5,77 bilhões) em 2015, comparado com C$ 5,4 bilhões (US$ 4,10 bilhões) em Quebec. Em outras regiões, a produção respectiva e as participações no processamento são muito similares umas com as outras.

O setor de lácteos do Canadá tem sido alvo de críticas, entretanto, especialmente dos Estados Unidos, que acreditam que o Canadá está violando acordos comercias por reduzir as importações de ingredientes lácteos dos Estados Unidos.

No começo desse mês, dois senadores dos Estados Unidos alegaram que a Estratégia Nacional de Ingredientes do Canadá e o programa de preços VI de Ontário violam os compromissos comerciais que o país tinha com os Estados Unidos, encorajando os produtores de leite a comprar produtos lácteos locais ao invés de importados.

Em resposta aos desafios legais dos grupos de lácteos internacionais, o ministro da Agricultura do Canadá, Lawrence MacAulay, disse que “não estava nem um pouco preocupado” e que nunca tinha se preocupado muito com ameaças em sua vida, em um evento à imprensa do Comitê de Agricultura e Silvicultura do Senado na semana passada.

A organização Dairy Farmers of Ontario também respondeu dizendo que sua estratégia de ingredientes estava em prática para direcionar o crescimento de valor agregado nos ingredientes lácteos para os mercados doméstico e de exportação, visando colocar o setor de lácteos do Canadá em uma posição mais competitiva.
E foi o que aconteceu: a indústria de lácteos do Canadá contribuiu com aproximadamente C$ 3,6 bilhões (US$ 2,73 bilhões) em tarifas locais, provinciais e federais, provando ser um dos pilares da economia canadense.

Vale a pena ler também:

Organizações de lácteos obtêm suporte internacional objetivando refutar o protecionismo canadense

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade