FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Silagem: nova lona traz benefícios financeiros para o produtor

POR THIAGO FERNANDES BERNARDES

PRODUÇÃO

EM 02/03/2015

29
0
Há quinze anos pesquisadores estrangeiros foram convidados para uma reunião técnica aqui no Brasil com o intuito de comentar o que havia de novo na área de produção e uso de silagens. Dentre as inovações tecnológicas apontadas por eles se destacaram: i) equipamentos (colhedoras automotrizes; embaladoras de fardos), ii) estruturas de estocagem (silo ‘bolsa’ e silo ‘bola’) e iii) inoculantes. Atualmente, todas essas tecnologias estão disponíveis no nosso país, em maior ou menor escala, de acordo com a região e condições financeiras dos produtores. Isso mostra que a conservação de forragens vem avançando e que o Brasil tem absorvido os métodos disponíveis.

Uma questão levantada naquela reunião foi a necessidade de filmes plásticos (lonas) de melhor qualidade, pois os materiais a base de polietileno (principal material utilizado para produzir as lonas) não se mostravam tão efetivos. Desse modo, nesses últimos dez anos vários estudos foram conduzidos com o objetivo de se encontrar um plástico que promovesse maior barreira ao ar, ou seja, que diminuísse a níveis mínimos a quantidade de oxigênio que pudesse penetrar da atmosfera para dentro do silo, pois a lona é o ‘divisor de águas’ entre esses dois ambientes.

A primeira lona surgida após estes estudos foi a que associava o polietileno a poliamida, pois esta ultima oferece maior barreira ao ar. Contudo, o plástico não foi aprovado totalmente pelos produtores porque era um material muito rígido e tendencioso as rasgos. Desse modo, uma segunda geração de lona com barreira ao oxigênio foi desenvolvida por meio da substituição da poliamida pelo etileno vinil álcool. Então, a indústria plástica iniciou a produção deste plástico em larga escala e o mesmo passou a estar disponível no mercado mundial.

Recentemente foram publicados os resultados de um estudo em um dos jornais científicos mais importantes do mundo comparando este novo plástico ao convencional de polietileno. Um dos aspectos interessantes mostrados foi o retorno financeiro trazido ao produtor quando se usa uma lona de melhor qualidade. Para tal calculo os pesquisadores utilizaram o quanto de silagem que se deteriorou sob cada lona, o preço da tonelada de silagem em condições de mercado, o tempo para descartar a silagem deteriorada, o custo empenhado neste serviço e o preço dos plásticos. Este estudo foi realizado em condições de campo, ou seja, vivenciando o dia a dia das fazendas.

Embora o novo plástico apresente um custo mais alto, o uso dele reduziu a quantidade de silagem deteriorada e, consequentemente, houve diminuição do trabalho para eliminar esta parte da massa que não pode ser servida aos animais. Assim, houve um benefício médio de 2,12 dólares por tonelada ensilada quando a silagem foi coberta com a nova lona. Considerando o valor do dólar a R$ 2,80 haveria um retorno médio para o produtor brasileiro de quase R$ 6,00 por tonelada.

Cabe ressaltar que somente um plástico de melhor qualidade não é suficiente para evitar ou reduzir perdas. Esta tecnologia deve vir sempre acompanhada de um bom manejo. Produtores devem evitar principalmente a estocagem de silagem acima das paredes quando se usa silo trincheira e quando o silo estiver aberto devem adotar uma taxa de retirada de no mínimo 30 cm por dia ao longo de todo o painel.

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

29

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SÉRGIO GIL DE TOLEDO FILHO

PIRACICABA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 24/04/2017

Micael de Aguiar Marsiglio



Essa lona deve ser usada apenas uma vez.

Uma segunda utilização não garante a mesma preservação devido a fragilidade do material ao sol e materiais cortantes



Furos e insolação são as maiores causas de rompimento e baixa eficiência em utilização posterior. Isso ocorre no pós abertura, quando se maneja a face do silo expondo a lona ao sol e materiais cortantes.



Já vi algumas fazenda reutilizarem com muito cuidado mas observei que o topo, apesar de não ter manchas escuras, apresentava temperatura bem maior que quando utilizada apenas uma única vez.



Assim, não indico a reutilização exclusiva, sendo necessário sempre uma lona virgem em contato com a silagem.



Se quiser saber me avise no email:  sergio.toledo@delaval.com



Saudações,



Sergio








MICAEL DE AGUIAR MARSIGLIO

LAGOA VERMELHA - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/04/2017

essa lona e descartável ou pode ser usada por duas ou mais vezes ?
CLAUDIO LOPEZ

EM 24/01/2017

Gostei muito !!!
MARIANA POMPEO DE CAMARGO GALLO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 25/08/2015

Olá pessoal,



Gostaria de convidá-los a participar do Curso Online "Produção Econômica de Silagem" que está com inscrições abertas.



Durante todo o período do curso, os alunos poderão tirar as dúvidas diretamente com o instrutor Antony Sewell, engenheiro agrônomo, consultor há mais de 20 anos.



Para participar, acesse:

http://www.agripoint.com.br/curso/silagem/



Ou entre em contato: cursos@agripoint.com.br / 19 -34322199.
WALDERI FRANCISCO DE CARVALHO OLIVEIRA

CAMPO MAIOR - TOCANTINS - PRODUÇÃO DE OVINOS DE CORTE

EM 06/07/2015

Tenho uma dúvida quanto ao silo trincheira, é necessário utilizar lona no fundo e as paredes do silo, isolando a silagem do contato com a terra?
DELAVAL

JAGUARIÚNA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 22/05/2015

Olá Alis Ramon, tudo bem?

A DeLaval pode entregar para você na sua localidade. Escreva para rafael.amaral@delaval.com para saber mais detalhes. Att., Equipe DeLaval
ALIS RAMON DASILVA GUEVARA

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 18/05/2015

Esse tipo de lona e muito bom e gostaria de experimentar ha que uso umas bolsas de colombia e por la distancia são  muito caras Eu moro na fronteira con o Estado de Roraima Brasil.
ALIS RAMON DASILVA GUEVARA

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 18/05/2015

Algum fornecedor para o Estado de Roraima
AUGUSTO CASSIANO LEAL

CONDOR - TOCANTINS - ESTUDANTE

EM 09/03/2015

Muito Bom saber mais sobre estas novas tecnologias, existem muitos mitos e controversas sobre o método de conservação de silagem. É interessante sempre fazer novas experiencias com estes novas tecnologias e observar os resultados.
NELSOMAR PEREIRA FONSECA

MUTUM - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 07/03/2015

Qual o custo por metro desta lona, qual o minimo vendido, e em Mutum ou região onde é o local mais próximo a ser encontrada.

Nelsomar Pereira Fonseca
CELMO ALVES

ITAMARANDIBA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 06/03/2015

Boa noite aos amigos!

Gostaria de saber aonde encontra essa lona em Minas Gerais?

Grato!
DELAVAL

JAGUARIÚNA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 06/03/2015

Prezados leitores, a DeLaval trabalha com esta tecnologia desde 2011. Para maiores informações, escreva para comunicacao@delaval.com . Att., Equipe DeLaval
THIAGO FERNANDES BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 06/03/2015

Caro Milton, interessante a tua pergunta. Quando você usa uma camada considerável de terra esta irá proteger a lona da radiação solar e do contato mínimo com o oxigênio, exercendo uma barreira muito similar a nova lona. Somado a isso a terra impõe peso sobre a lona e faz com que haja maior aderência com a massa de silagem, o que é considerado positivo. Essa camada deve ser de no mínimo 15 cm de terra sobre o plástico, o que não é pouco. Então é ai que está o grande entrave, principalmente para propriedades que possuem muitos silos. Outro inconveniente da terra ocorre durante a abertura do silo e retirada da silagem. Há muita contaminação com o alimento, além de ser considerado um trabalho árduo. Outro detalhe que devemos pensar: A movimentação de terra na propriedade deve ser repensada, pois estamos agredindo o meio-ambiente. Se terra está sendo colocada sobre o silo esta veio de algum local, o qual sofreu retirada. Enfim, pode ser uma alternativa a ser utilizada, em último caso, para aqueles que ensilam pouca quantidade. Para os demais, uma lona de qualidade é necessária porque a mesma irá garantir o sucesso da vedação e a redução de perdas.



Att,



Thiago Bernardes
MILTON GHEDINI CARDOSO

ALFENAS - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 06/03/2015

Bom dia Thiago. Quando se usa uma camada de terra sobre a lona convencional obtenho o mesmo efeito de barreira contra o oxigênio?
JOSE ADILSON ALVES DA SILVA

CRATEÚS - TOCANTINS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/03/2015

Em algum lugar no Ceará tem vendedor desta lona?
JUAREZ CABRAL FERNANDES

QUIRINÓPOLIS - GOIÁS - TÉCNICO

EM 04/03/2015

Tem revenda em Goiânia ( Rural Máquinas), Bela Vista (Só Maquinas), me passe a pergunta por e-mail que te passo os telefones, pois aqui eles não autorizam a publicação de números de telefones.

Juarez.cf@hotmail.com
LUIZMAR

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 04/03/2015

Juarez por favor, voce tem contato de revendedor proximo a goiania?
JUAREZ CABRAL FERNANDES

QUIRINÓPOLIS - GOIÁS - TÉCNICO

EM 03/03/2015

André Luiz me passe um e-mail com as dimensões do seu silo, largura e comprimento, tenho um revendedor na cidade de Campo Verde, peço para ele fazer a venda a você, meu e-mail: Juarez.cf@hotmail.com, se tiver mais alguém interessado pode entrar em contato.
JUAREZ CABRAL FERNANDES

QUIRINÓPOLIS - GOIÁS - TÉCNICO

EM 03/03/2015

Este tipo de lona e vendida no Brasil por representantes da DeLaval, trabalho na Revenda Natural na cidade de Jataí - Goiás, tem varias fazendas que atendemos que já utilizam a mais de 2 anos este tipo de solução.
JOSE ADILSON ALVES DA SILVA

CRATEÚS - TOCANTINS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 03/03/2015

Onde encontrar essa lona? Tenho interesse