FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Qual a melhor opção, cana-de-açúcar in natura ou silagem de cana-de-açúcar?

POR RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

E THIAGO FERNANDES BERNARDES

PRODUÇÃO

EM 27/05/2010

54
0
Em muitas palestras e encontros com produtores rurais, quando o tema é relacionado com cana-de-açúcar essa pergunta sempre é realizada: qual é a melhor opção para minha propriedade, optar pelo uso de cana-de-açúcar in natura ou realizar ensilagem da mesma? Ou ainda, nessas opções é necessário o uso de aditivos?

A resposta de maneira geral é: depende. Algo que é muito bom para determinado produtor poderá ser motivo de prejuízo para outro. Dessa forma, o objetivo principal desse artigo é expor algumas particularidades do uso de cana in natura ou ensilada.

Um primeiro fator a ser considerado é custo de produção do volumoso. Nas Figuras 1 e 2 são apresentados os custos de produção da cana-de-açúcar in natura, com corte realizado manualmente ou mecanizado e da silagem de cana-de-açúcar com alguns aditivos, respectivamente. (Os cálculos e predições de custo foram realizados com preços de insumos e mão-de-obra praticados no mês de janeiro de 2010).

Figura 1. Custo de produção de cana-de-açúcar com diferentes aditivos.


(NaOH: Hidróxido de sódio; CaO: Óxido de cálcio)

A primeira comparação que pode ser realizada na Figura 1 é que o valor da cana cortada manualmente é mais elevado em relação ao corte mecanizado, e essa elevação no custo da cana manual é função principalmente da elevada mão-de-obra requerida para o corte da mesma. Em relação ao uso dos aditivos que realizam a hidrólise (NaOH e CaO), pode-se observar que o NaOH eleva drasticamente o custo de produção do volumoso, sendo esse um dos principais motivos para o seu desuso, outro ponto a ser considerado para este aditivo é o elevado risco em sua manipulação. O CaO apresenta custo inferior ao NaOH e é uma alternativa viável de aditivo para cana-de-açúcar.

Um comentário prático que deve ser levado em consideração ao uso de aditivos que tem como premissa a hidrólise da fibra e teoricamente elevação na digestibilidade do volumoso, é que esse acontecimento não pode ser totalmente verdadeiro. Existem alguns trabalhos que demonstram que o uso de tais aditivos a partir do momento em que realizam a hidrólise da fibra, torna os componentes solúveis prontamente disponíveis a microrganismos deterioradores. Por final, o uso da ureia é realizado para finalidades nutricionais do animal, como forma de corrigir o déficit protéico apresentado pela cana-de-açúcar.

Na Figura 2 são apresentados os valores de custo de produção para a silagem de cana-de-açúcar com diferentes aditivos. É importante salientar que os aditivos aqui apresentados têm finalidade de controlar a fermentação alcoólica que ocorre durante o período fermentativo desse volumoso, sendo que os custos de produção são menores para silagem de cana com Lactobacillus buchneri, CaO ou ureia. Isso ocorre em função do controle dessa fermentação, o que leva a menores perdas de matéria seca durante o processo. A silagem aditivada com NaOH mais uma vez tem seu custo elevado em função do preço do aditivo ser muito caro.

Figura 2. Custo de produção de silagem de cana-de-açúcar com diferentes aditivos.


(LB: silagem aditivada com Lactobacillus buchneri - 5x104 ufc/g forragem; NaOH: Hidróxido de sódio; CaO: Óxido de cálcio)

Quando é realizado a comparação entre as Figura 1 e 2 verifica-se que o custo para silagem é extremamente mais elevado do que a opção pelo volumoso in natura. Assim, o leitor possa estar pensando no momento, que a saída é sempre optar pela cana-de-açúcar in natura. E nossa resposta é não, o uso da cana in natura ou ensilada vai depender de outros fatores e não somente de seu custo de produção.

Um exemplo é a falta de mão-de-obra dentro da propriedade, onde diariamente um funcionário é requerido para realizar o corte da cana, ou seja, se a falta de mão-de-obra é um problema, a concentração da atividade do corte poderá ser realizada em um período curto do ano, onde toda a cana plantada será colhida e ensilada.

Apesar de o produtor com está opção de ensilar a cana ter elevado seus custos de produção, terá vantagem em outros pontos: o talhão de cana poderá ser manejado de forma homogênea, ou seja, as práticas agronômicas serão realizadas no mesmo período de tempo. Porém, caso exista a disponibilidade de mão-de-obra e o número de animais a serem alimentados não seja limitador, o uso da cana in natura é altamente vantajosa em função de seu baixo custo.

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

54

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

DOMINGOS CAMPAGNOLO

CAMPINAÇU - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/05/2017

Gostaria de saber qual a média diária de consumo por animal de cana de açúcar e de milho.

Abraços,

Domingos Campagnolo
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 24/10/2016

Prezado José Neto,



Sugiro utilizar a bactéria Lactobacillus buchneri para ensilagem da cana, ela irá produzir ácido acético durante a fermentação e, esse ácido, inibirá o desenvolvimento das leveduras que produzem álcool durante o processo fermentativo. A silagem de cana mais a uréia irá garantir a mantença dos animais. Caso queira impor maiores ganhos nos animais, a sugestão é entrar com algum fonte adicional de energia.

Atenciosamente,

Rafael Amaral
JOSÉ NETO

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL

EM 23/10/2016

José Neto

Brasília,





Prezado Dr Rafael,

Pretendo usar silagem de cana para engorda dos bezerros desmamados de gado Nelore de corte. Uso de 900 gramas de ureia mais 100 gramas de sulfato de amônia em 400 litros de água para 100 kg de material triturado. Devo usar inoculastes ?  Apenas com essa silagem de cana esse gado vai engordar na seca ?

Abraços eobrigado
THIAGO FERNANDES BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 22/12/2014

Caro Ademilson,

Primeiro detalhe: Nessa época do ano você não deve fazer silagem de cana, pois as plantas não estão maduras. Você deve aguardar o período seco e com menor temperatura do ambiente para que a cana-de-açúcar esteja apta pra colheita.

Quanto a conservação, não estoque silagem em sacos pois eles não são apropriados para tal processo.

Utilize tambores de metal ou plástico. Quando eles estiverem cheios vede-os muito bem.



Att,



Thiago Bernardes
ADEMILSON

TUPI PAULISTA - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 22/12/2014

dr pode fazer o ensilamentoda cana utilizando inoculante e armazenar  em sacos de adubos reutilizaveis limpos, porem empilhar e fazer um envelopamento com lona plastica preta afim de evitar a entrada de ar desse modo facilitaria o trato de poucos animais é possivel?
LUIZ BOMFIM TAVARES

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/03/2013

Prezados, Dr. Rafael Camargo do Amaral e Dr. Thiago Fernandes Bernardes



Em 25/08/2011 postei  algumas perguntas em relação a silagem de cana,  e em 03/09/2011 vcs prontamente responderam os meus questionamentos, ficando em dúvida e naturalmente sem resposta a pergunta 7  "As camadas de corte da cana ensilada é a mesma da silagem do milho?" a resposta de vcs foram  " Não compreendi a questão. Poderia reformular?".



Após um longo período, volto a perguntar novamente:



1 - A camada de corte que realizamos na parede de silagem de milho no silo de trincheira é de 20 cm  de profundidade . Qual é a camada de corte da silagem de cana no silo de trincheira ou no silo aéreo?.



2 - Qual é a melhor época de ensilar a cana?



3 - Quais são os impactos para o canavial em utilizar uma forrageira para corte diário da cana (estamos utilizando a forrageira JF90 Z10 com 05 facas).



4 - O Corte manual apesar de ter os custos mais alto em relação ao corte com forrageira, qual é a melhor opção em relação a vida útil do canavial?.



5 - Entendo que o corte diário da cana esta ficando impossível (mão de obra) precisamos do apoio de vcs para  encontrarmos  as melhores alternativas. Não vejo no meu caso outra  alternativa em não  ensilar o cana. Gostaria de receber de vcs o Maximo de sugestões.



6 - Hoje temos 62 vacas no sistema Free Stall. O meu sitio é de apenas 35 hectares os quais utilizo  5 hectares para  canavial,  28 hectares para outros  (40 animais, vacas secas, novilhas e bezerras)  em regime de pasto e semi confinamento. Sendo que na época das águas utilizamos dos 28  hectares, 18 para plantio de milho para silagem.  



Gostaria muito de agendar uma visita na UFLA com o Dr. Thiago, é possível?.



Fica aqui o meu agradecimentos.



Luiz Bomfim Tavares


RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 21/02/2013

Prezada Jucirene,

O uso da cana-de-açúcar é sem duvida uma opção de volumoso.

Sugiro que entre no banco de teses da Esalq USP para encontrar informações, além da que temos aqui no milkpoint.

Atenciosamente,

Rafael Amaral
JUCIRENE GOMES PEREIRA

MERIDIANO - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 20/02/2013

Estou fazendo meu trabalho de TCC do curso Açúcar e Álcool, o meu tema é sobre ração animal para gado leiteiro, gostaria de saber se a cana-de-açúcar in natura pode ser uma boa opção como complemento na ração, para substituir o bagaço da cana devido o custo para pequenos produtores. Gostaria se você me ajudasse, com mais informações guardarei sua resposta, de imediato muito obrigada.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 22/09/2011

Prezado Parcifal Olivio Buranello Junior,


A resposta é depende! Vai depender principlamente da área que você irá utilizar para os animais. Uma questão de mão-de-obra.


A cana-de-açúcar quando despalhada irá reduzir o teor de FDN e consequentemente, elevar o valor nutritivo do volumosos.


Acredito ser muito difícil realizar a despalha e ao mesmo tempo o corte mecanizado. Os ganhos não serão compesadores.


Atenciosamente


Rafael
PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 15/09/2011

BOM DIA   - RAFAEL-


NO CORTE DIARIO DA CANA DE AÇUCAR - COM MAQUINA - TRATOR E COLHEITADEIRA ACOPLADA-


O PESSOAL FAZ A DESPALHA DA CANA OU O CORTE E FEITO COM PALHA ?


O QUE COMPENSA MAIS ,  FAZER A DESPALHA E CORTAR OU CORTAR E ACELERAR O PROCESSO-?


OU MELHOR A DIFERENÇA DE QUALIDADE COMPENSA A DESPALHA?
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/09/2011

Prezado Felipe Leite de Andrade,


O grande problema em se comparar cana-de-açúcar com outros volumosos é a proporção do volumoso na dieta.


Se trabalhar com a mesma proporção, por exemplo, 50 % de volumoso na dieta de vacas leiteiras, o consumo será menor para cana-de-açucar, por diversos motivos.


Geralmente nas dietas, quando ocorre substituição de algum volumoso (p, ex. silagem de milho) para cana-de-açúcar ou sua silagem, devemos diminuir a proporção dessa na dieta.


Apesar de aumentarmos o consumo de concentrado, muitas vezes ocorre compensação pelo baixo preço da cana.


Realmente trabalhos com vacas leiteiras são escassos. Você consiguirá encontrar na literatura trabalho da equipe do professor Marcos Neves de Lavras e na ESALQ existem alguns trabalhos em tramitação que logo serão publicados com referência ao tema.


Atenciosamente


Rafael
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/09/2011

Prezado sid assis castro,


Não há necessidade de uso dos dois aditivos. Não existem trabalhos demostrando melhora na associação dos aditivos. Não haverá menores perdas pelo uso dos dois em conjunto, apenas elevação nos custos.


Melhor opção, escolher o aditivo mais viável para sua região e aplicá-lo de maneira correta.


Atenciosamente


Rafael
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/09/2011

Prezado Gilberto Montero Ahumada,


A melhor variedade para alimentação animal não existe. Algumas variedades existem no mercado com "características para alimentação animal" que muitas vezes não se adaptam a todas as regiões. A melhor opção é encontrar uma usina mais próxima de beneficiamento de alcool ou açúcar e utilizar a variedade plantada por esta na alimentação animal.


Com relação a ensilagem de cana não existe nenhum problema de ordem nutricional. O que devemos realizar é o balanceamento da dieta para sincronizar digestão ruminal e maximização de desempenho.


Muitas vezes ocorre substituição da silagem de milho por silagem de cana e, apenas se troca o volumoso. Existe necessidade de considerar o valor energético da silagem de cana, bem como seu teor de fibra. Dessa maneira, o que devemos realizar para não haver perdas em produtividade animal é utilizar proporções menores da silagem de cana frente a silagem de milho.


Atenciosamente


Rafael
SID ASSIS CASTRO

OLIVEIRA - MINAS GERAIS

EM 07/09/2011

rafael,



posso usar a cal junto com A bactéria Lactobacillus buchneri , ou Benzoato de sódio?



obrigado
FELIPE LEITE DE ANDRADE

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 05/09/2011

Prezado Rafael Amaral,



A silagem de cana tem sido utilizada como componente de dietas de gado leiteiro. Porém, observamos que são poucas as pesquisas e consequentemente dados, que comprovem as eficiências biológicas e econômicas em se utilizar a silagem como principal fonte de alimento volumoso para o gado leiteiro.



Li e tenho lido alguns trabalhos em que foram utilizadas silagens de cana com diferentes aditivos, mas para gado de corte. Em grande parte desses trabalhos, dá-se ênfase à análise bromatológica (%PB, NDT e etc) e produção de ác. orgânicos. Obviamente é fundamental que os alimentos fornecidos aos animais sejam de boa qualidade, pois assim poderemos esperar resposta positiva no desempenho dos mesmos.



Diante disso, gostaria de chamar atenção para um fato bastante relevante: o consumo de MS. Sim, não basta diminuir a produção de álcool da massa ensilada, ou reduzir perda de MS, ou ainda aumentar teor protéico do alimento e melhorar a digestibilidade se o animal não apresenta um consumo voluntário máximo! Já dizia meu avô: "o leite entra pela boca"! E isso é mais que verdadeiro. Por exemplo: tem sido verificado queda no consumo de MS na cana ensilada com cal, mesmo apresentado melhoria na digestibilidade (pela referida hidrólise). Repito, a maioria dos trabalhos são com gado de corte.



O tema abordado é bastante interessante. É necessário o desenvolvimento de mais pesquisas utilizando cana ensilada para vacas de leite. Somente assim teremos condições de estimular ou não o uso de cana ensilada e identificar a viabilidade econômica da mesma.



A propósito, gostaria se possível, que compartilhasse algumas referências bibliográficas sobre o tema (mas trabalhos realizados com vacas de leite).



Muito obrigado.



Atenciosamente,



Felipe
GILBERTO MONTERO AHUMADA

PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE

EM 05/09/2011

Dr. Rafael,


Muy utiles sus comentarios.


-Dado que la mayoria de la caña de azucar ha sido seleccionada para rendimientos de azucar (sacarosa), que criterios utilizar para escoger una variedad para la alimentacion animal.


-Cuando se utiliza como alimento base (voluminoso), existe algun problema en el grado de acidez que tenga despues de ensilada en el funcionamiento del rumen y digestion demas componentes dietas.


-He escuchado de algunos productores q les ha disminuido el contenido de solidos en leche, al alimentar con caña in natura, por favor explicar que fenomeno ocurre.


Muchas gracias por su atencion...
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 03/09/2011

Prezado Luiz Bomfim,


Seguem as respostas:


1 - Qual o tempo máximo que poderemos iniciar o processo de ensilar e fechar cada silo?


O tempo recomendado é o mais rápido possível, geralmente os silos são fechados em 3 - 7 dias.


2 - Não temos possibilidades de fazer analise de cana, ela foi plantada em 10/2010 e pretendemos ensilar em 09/2011. Como devemos proceder.  Trata-se de canas com produção anual e denominamos de cana precoce.


Seria interessante fazer leitura dos graus brix, sendo recomendado valores acima de 18.


3 - Quais são os produtos que devemos misturar na cana para ensilar (Solicitamos não informar os termos técnicos do produto, apenas o nome certo do produto)?


A bactéria Lactobacillus buchneri é comercializada por duas empresas a Katec Lallemnd e a Delaval.


Benzoato de sódio quem comercializa é a pluryquimica.


4 - Como devemos realizar a mistura e qual o percentua


O aditivo pode ser inserido por bomba costal ou por bomba presente na colhedora de forragem. Os inoculoantes bacterianos tem recomendações da empresa e o benzoato de sódio deve ser utilizado na concentração de 0,1% com base na matéria natural, diluído em 15 l de aguá por tonelada de forragem.


5 - Os produtos indicados poderão ser esparramados com uma camada antes de iniciar a descarga das carretas e assim sucessivamente ou não.  Qual é alternativa de fácil manejo?


A aplicação deve ser a mais homogenea possível, no momento do descarregamento ou no corte da forragem.


6 - Qual o período mínimo e máximo que devemos abrir o silo e quanto tempo ele poderá ficar aberto?


Pela fermentação apresentada pela bactéria heterolática, aguardar 60 dias para abrir seria o ideal.


7 - As camadas de corte da cana ensilada é a mesma da silagem do milho?


Não compreendi a questão. Poderia reformular?


Atenciosamente


Rafael
LUIZ BOMFIM TAVARES

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/08/2011

Dr. Rafael Camargo do Amaral e Dr. Thiago Fernandes Bernardes.


Temos lidos os seus artigos referentes à silagem de cana e confesso que infelizmente estamos com duvidas para iniciar o processo de silagem de cana. Temos 06 hectares de cana plantados e sempre realizamos o corte diário para tratar das vacas de leite, mas em virtude de mão de obra, vamos ter que tomar decisão de ensilar parte da cana ou toda ela. Anualmente ensilamos 12 hectares de milho e estamos com 02 silos de trincheiras vazios, com piso cimentado e com paredes de tijolos, um com capacidade de 80 carretas e outro com capacidade de 120 carretas (estimamos cada carreta 2.500 kilos). Temos 02 tratores e 02 carretas acopladas com picadeira e gostaria de contar com apoios de vcs para as seguintes perguntas:  


1 - Qual o tempo máximo que poderemos iniciar o processo de ensilar e fechar cada silo?


2 - Não temos possibilidades de fazer analise de cana, ela foi plantada em 10/2010 e pretendemos ensilar em 09/2011. Como devemos proceder.  Trata-se de canas com produção anual e denominamos de cana precoce.


3 - Quais são os produtos que devemos misturar na cana para ensilar (Solicitamos não informar os termos técnicos do produto, apenas o nome certo do produto)?


4 - Como devemos realizar a mistura e qual o percentual?


5 - Os produtos indicados poderão ser esparramados com uma camada antes de iniciar a descarga das carretas e assim sucessivamente ou não.  Qual é alternativa de fácil manejo?


6 - Qual o período mínimo e máximo que devemos abrir o silo e quanto tempo ele poderá ficar aberto?


7 - As camadas de corte da cana ensilada é a mesma da silagem do milho?


Agradecemos antecipadamente pelo apoio,


RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 12/08/2011

Prezado Parcifal,


A queima da cana não irá prejudicar o processo de ensilagem, resultados de experimentos mostram melhoria no valor nutritivo. Isso ocorre em função da palhada, que apresenta praticamente fibra de péssima qualidade, ser toda queimada. O único prejuízo ao sistema é o processo de queima envolvendo questões ambientais.


Bactéria para ensilagem de cana é o Lactobacillus buchneri, as outras não conheço resultados positivos.


Aqui na região de Piracicaba a tonelada de silagem de milho custa R$100,00, já a silagem de cana com o aditivo R$ 66,00.


Atenciosamente


Rafael
PARCIFAL OLIVIO BURANELLO JUNIOR

LINS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 12/08/2011

bom dia -  rafael..





Existe vantagem na conservação da silagem de cana ,  a pratica de queima da cana antes de ensilar...?


o uso de inoculante é bacteria heterolatica - certo - é facil encontrar esse produto.


qual o custo de silagem de milho ? tá bem perto da silagem de cana- ...