FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Como definir o ponto de colheita da cana-de-açúcar

POR RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

E THIAGO FERNANDES BERNARDES

PRODUÇÃO

EM 29/11/2010

20
1
A cultura da cana-de-açúcar apresenta sua maturidade estabelecida no momento em que se observa redução do fotoperíodo e da temperatura ambiente, período do ano representado pela transição outono-inverno e inverno-primavera. É nessa época do ano que os produtores utilizam essa fonte de volumoso para o corte diário ou para ensilagem, tendo como padrão para a determinação do ponto de corte, simplesmente o tempo de crescimento da planta, que geralmente é colhida com 12 meses de crescimento vegetativo.

Dessa maneira, cabe nos questionar em relação ao ponto de colheita da cana-de-açúcar. Será que existe algum método para auxiliar na decisão de corte? Como é o caso do milho, que colhemos para silagem? Definições de teor de matéria seca, carboidratos solúveis, etc? Além disso, caso exista, qual é a facilidade de uso para o produtor? A resposta é sim. Existem muitas maneiras de refinar a colheita da cana-de-açúcar e com grandes possibilidades de acessibilidade ao pecuarista.

Existe a possibilidade de se realizar avaliação da maturidade da planta em relação à quantidade de açúcares presente no colmo da cana-de-açúcar. A maneira para proceder essa avaliação é por meio da leitura do valor de graus Brix que o colmo apresenta, sendo essa medida obtida por refratômetro de campo (Figura 1).


Figura 1. Refratômetro de campo utilizado para leitura de graus Brix de colmos de cana-de-açúcar.

Os colmos da cana-de-açúcar são constituídos por caldo e fibra (sólidos insolúveis em água). O caldo contém a água e os sólidos solúveis totais (açúcares e não-açúcares) representados pelo Brix. O caldo possui em sua composição basicamente sacarose, glicose e frutose. Outros compostos não-açúcares como aminoácidos, gorduras, ceras, pigmentos e diversos minerais também compõe o caldo absoluto, entretanto, de forma bastante reduzida.

A maneira para proceder a avaliação do Brix da cana é cortar a planta e avaliar valores de Brix no pé, no meio e na ponta do colmo. Com a obtenção desses valores realiza-se a média e assim obtém o valor Brix. Vale ressaltar a importância dessa determinação nas distintas regiões do colmo, pelo fato de que a concentração de açúcares é sempre maior na base da planta. Sendo assim, caso se realize apenas a medida na base, a interpretação de maturidade poderá ser errônea.

O valor igual ou superior a 18° Brix é o recomendado para o corte da cana. Esse valor está relacionado linearmente com a digestibilidade da matéria seca da planta de inteira (Figura 2), ou seja, um colmo de cana com valor de 18° Brix representa que a planta inteira da cana possui digestibilidade da matéria seca de 58%. Além do mais, o valor da digestibilidade da matéria seca é muito próximo ao NDT da cana-de-açúcar.

Figura 2. Relação graus Brix do colmo e digestibilidade da planta.



Uma regra simples que se tem em mãos é que o valor do Brix que o colmo apresenta somado de 40 unidades, caracteriza a aproximação do valor de NDT da cana-de-açúcar. Assim, a leitura do Brix pode auxiliar os produtores tanto para a colheita do talhão de cana (momento em que a planta apresenta valor nutritivo adequado), como também na formulação de rações (facilidade de correlação entre Brix e NDT). Lembrando que o investimento em um aparelho refratômetro é extremamente baixo e seu uso é simples.

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

20

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SIDNEY BISPO

MAMBORÊ - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 02/02/2018

Brix (°Bx) é uma escala numérica utilizada para determinar a quantidade de sólidos solúveis em uma solução de sacarose, ou seja, a quantidade de sólidos solúveis é a soma de todos os sólidos (açúcar, sal, proteínas, ácidos, etc.) dissolvidos em água.
A pureza é calculada a partir da percentagem de sólidos solúveis totais (Brix) na concentração de açúcares opticamente ativos (Pol) Pza = (pol/brix) x 100 (Crspcts/pb, 1997).A determinação do Brix do caldo extraído é efetuada com refratômetro digital provido de correção automática de temperatura para 20 ºC e a Pol é avaliada com um equipamento sacarímetro automático, determinando-se a concentração de açúcares opticamente ativos (Caldas, 1998).
ADRIANO GOMES PAIXÃO DA SILVA

CAMPINAS - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 08/02/2017

O grau Brix é referente somente a sacarose ou aos outros açucares tanbém?
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 30/01/2017

Prezado Paulo,

Infelizmente não consigo te auxiliar neste tema.

Atenciosamente,

Rafael Amaral
PAULO BRAGA

CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/01/2017

Prezado Rafael

Estamos a produzir cachaça na Guine Bissau a partir de caldo de cana.

Tem experiencia em fermentaçoes?

Abraço

Paulo Braga
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 08/09/2016

Prezado Paulo,



A relação brix + 40 unidades é uma forma de você estimar o NDT da cana. Provavelmente para alterar o NDT da cana no NRC, elevando seu valor, irá ter que reduzir o teor de fibra, visto que, conforme se eleva teor de açúcares solúveis, proporcionalmente os teores de fibra tendem a reduzir.

Atenciosamente,

Rafael Amaral
PAULO VITOR FERREIRA DE ALMEIDA

ITAPACI - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 06/09/2016

Bom dia Rafael,



Estava olhando o seu texto pois tive uma duvida estou necessitando fazer uma dieta com cana-de-açúcar, e utilizo o NRC 2001 na formulação só que gostaria de saber o que posso mudar nos nutrientes da cana para chegar a este NDT de Graus Brix +40 unidades, pois para modificar o NDT no o NRC tenho que mudar a composição bromatológica do alimento e sei que o graus brix está correlacionado com teor de açúcar e não com volume e isto depende sim da matéria seca da cana o que você pode me falar?
OSCAR JULIAN ARROYAVE S

INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 13/12/2012

Se a possibilidade de utilização de ureia existirera Deno ou aditivos, cal viva pode ser uma opção para controlar a fermentação alcoólica?.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 23/05/2012

Prezado Gustavo,

Esses possivelmente são valores máximos de graus Brix. Acima desses valores é bastante díficil a visualização. Importante ressaltar que esse é um valor elevado de concentração de sólidos solúveis.

A cana atinge o máximo teor de brix quando esta fisiologicamente pronta para ser colhida, a medida que o ponto de maturação se avança, inicia-se a reversão de sacarose, com consequente redução da concentração de açúcares solúveis.

Atenciosamente

Rafael & Thiago
GUSTAVO SALVATI

PIRACICABA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 19/05/2012

Na figura 2 ....Gráfico mostra canas com até  25graus brix......... isto é particular da cultivar ou da idade do canavial (quanto mais tardio o corte maior a concentração de açúcares)?  

Att,

Gustavo
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 16/02/2012

Prezada Tássia,

A uréia também pode ser uma opção para uso como aditivo para silagem de cana. Seu uso auxilia na redução das perdas e da fermentação alcoólica. Apenas é necessário levar em consideração que com seu uso, por volta de 30% será volatilizado. A aplicação poderá ser realizado tanto na forma seca como úmida.

Com relação ao inoculante a bactéria recomendada para este tipo de silagem é o Lactobacillus buchneri, o qual também trará um efeito muito bom para silagem. O inoculante é diluído em água.

A aplicação da uréia deve ser realizada ao longo de todo o processo, com o descarregamento das carretas. Caso você concentre em pontos a uréia, isso poderá afetar a qualidade da fermentação, bem como, a ingestão animal (desproporcionalidade nos teores de PB).


Atenciosamente,


Rafael & Thiago
TÁSSIA VELUMA BARBOSA CARRARA

DRACENA - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 14/02/2012

Caro Rafael,

Gostaria de saber, se pode substituir Inoculante por Ureia, pensando em diminuir custo sem comprometer a qualidade da silagem e qual é a melhor forma da aplicação de ambos na silagem?

Devo ou não diluir a ureia em água e a aplicação desta deve ser feita apenas no momento de vedação ou no decorrer do processo, em "camadas" ?



Att
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 13/02/2012

Prezado Diego,

Os trabalhos que se tem com adição de uréia em silagens de cana, mostraram valores de 1% interessantes para controle da fermentação alcoólica.

Vale ressaltar que o nitrogênio quando aplicado na ensilagem tem recuperação de 70%, ou seja, dos 100% que foi aplicado de uréia, 30 % é perdido volatilização.

Atenciosamente

Rafael & Thiago
DIEGO PIOVEZAN DA SILVA

DRACENA - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 09/02/2012

Prezado Rafael,

Gostaria de saber qual seria a proporção de Uréia a ser adicionada na silagem de cana-de-açúcar como aditivo?

Atenciosamente,

Diego Piovezan da Silva
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 03/11/2011

Prezado Juliano Gama,


Acredito que ainda é possível colher a cana sem perdas de sacarose.


Se o silo for bem vedado não haverá problemas com lixiviação de nutrientes. Tente colocar lonas laterais e "envelopar" seu silo.


Não se esqueça que é importante a aplicação de aditivo na cana para ensilagem (bactéria heterolática - Lactobacillus buchneri, uréia ou benzoato de sódio). Essa estratégia é muito mais importante quando se fala em perdas em silagem de cana.


Atenciosamente


Rafael & Thiago
JULIANO GAMA PINTO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/11/2011

Bom dia


Sou produtor rural em aguas formosas nordeste de Minas e gostaria que vocês me ajudassem com um problema. Este ano por alguns fatores não consegiu cortar toda minha cana (variedade 1011-cana soca ) que está muito boa .Neste momento está chuvendo muito na região e por isso não tenho necessidade dela.Então estou num dilema de quando cortá-la e ensilar (tenho silo trincheira desocupado) se agora logo depois que a chuva melhorar um pouco e antes da chuva de dezembro ou em janeiro.


A questão e que tenho medo de fazer o silo agora e com a chuva ter perda por infiltração da agua quando essa for mais pesada.Por outro lado se deixar para janeiro corro o risco de perder a melhor epóca de colheta e mais ainda perder o melhor periodo de crescimento da planta.





Um abraço





Juliano
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 08/12/2010

Prezado Daniel,

Não conhecó nenhum trabalho mostrando este resultado. Porém, caso isso venha ocorrer pode poderá estar relacionado com a translocação de nutrientes da planta para emissão de florescimento.
Também vale ressaltar que caso esteja havento inversão de sacarose, os valores de Brix deverão se apresentar menores.

Atenciosamente

Rafael e Thiago
DANIEL CONDÉ

GOVERNADOR VALADARES - MINAS GERAIS

EM 03/12/2010

Prezados,

Parabéns pelo artigo de grande valia ao produtor.
Gostaria de saber se ao avaliar o brix da cana encontrar valores maiores nas pontas do que na base destas poderia afirmar que o talhão passou do ponto, ou seja, está em processo de inversão de sacarose?
Se sim, podemos então saber com exatidão o melhor momento de corte para cada talhão ao observar a evolução do brix ao longo do colmo da cana.

Att.
Daniel Condé.
DANIEL CONDÉ

GOVERNADOR VALADARES - MINAS GERAIS

EM 02/12/2010

Prezados Rafael e Thiago,

Parabéns pelo artigo, simples e de muita utilidade para o produtor.
Gostaria de saber se caso o brix da ponta e meio da cana estiver maior do que o da base posso afirmar que este talhão passou da hora de ser colhido pois já está em processo de inversão de sacarose?

Att.
Daniel Condé.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 01/12/2010

Prezado Pedro Luiz Nunes,

O teor de MS também auxilia para essa determinação, porém o Brix na minha opinião vai agregar muito em relação a qualidade do volumoso.
Geralmente 30% MS se adequada para o corte, entretanto, esse valor não pode ser tido como regra.
Na minha opinião, o Brix poderá balizar melhor a escolha de talhão.

Atenciosamente

Rafael e Thiago
PEDRO LUIZ NUNES

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 29/11/2010

Caro Raphael ,
em nossa propriedade , onde chegamos a consumir 15 ton de cana/dia destinada ao rebanho leiteiro , usamos como referência o teor de matéria seca . Consideramos ideal MS acima de 30 % . O que você acha desta técnica ? O Brix é superior ?

Att
Pedro Nunes