FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Cobertura da lona no processo de vedação: Uma alternativa

POR RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

E THIAGO FERNANDES BERNARDES

PRODUÇÃO

EM 28/01/2010

21
0
Falhas na vedação podem comprometer seriamente a eficiência na conservação de forragens devido ao ingresso de ar na massa, o que se traduz em aumento da temperatura, das perdas pela presença de fungos e possível contaminação de produtos de origem animal (exemplo: leite) com microrganismos indesejáveis.

Além, da importância da qualidade do filme plástico, a proteção deste com outros materiais (terra; cascalho; pneus) pode representar grande demanda de mão-de-obra, seja para colocá-los ou também para retirá-los, principalmente quando o silo é extenso ou existem vários silos numa mesma propriedade. Porém, este tipo de cobertura traz benefícios, diminuindo a incidência de raios solares e as trocas gasosas com o ambiente. Ainda, o emprego de materiais na parte superior do silo provoca adesão entre a lona e a massa ensilada, o que dificulta o caminho do oxigênio na massa.

Amaral et al. (2009), conduziram um estudo avaliando-se o efeito da presença de bagaço de cana (10 kg/m2) ou de terra (30 kg/m2) sobre o plástico (coloração preta e espessura de 200 micras) utilizado na vedação de silagem de milho (Figura 1).



Figura 1. Cobertura sobre as lonas: à esquerda, tratamento controle - sem proteção; no centro, tratamento com 10 kg/m2 de bagaço e a direita, tratamento com 30 kg/m2 de terra.

A partir do 81° dia de fermentação na silagem que não apresentava cobertura sobre a lona foi observada maior temperatura até o momento de abertura dos silos (Figura 2).



Figura 2. Temperaturas de silagens de milho localizadas no topo do silo.

Possivelmente, com o passar dos dias, a efetividade contra os raios ultravioletas do filme exposto à radiação foi reduzida, o que permitiu aumento da permeabilidade da lona ao oxigênio. Dessa forma, pode ter havido maior atividade de microorganismos aeróbios, os quais iniciaram a deterioração da silagem, promovendo aquecimento da massa de forragem.



Figura 3. Aspecto visual das silagens na camada inicial: a esquerda, tratamento controle - sem proteção; no centro, tratamento com 10 kg/m2 de bagaço e a direita, tratamento com 30 kg/m2 de terra.

Temperaturas mais elevadas na massa favorecem o desenvolvimento de microrganismos indesejáveis, o que prejudica a qualidade nutricional e sanitária da silagem, levando a maiores perdas. Desse modo, quando for possível, o plástico utilizado na vedação, principalmente o de coloração preta, deve receber algum tipo de proteção.

Como o uso de terra é dificultoso dentro da fazenda, o bagaço de cana-de-açúcar pode ser uma alternativa a ser utilizada sobre o filme plástico para a vedação, por ser material mais leve e não trazer problemas de contaminação da silagem.

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

21

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 03/07/2015

Prezado Luciano,



Como a silagem de cana de açúcar é propensa a fermentação alcoólica, recomenda-se o uso da bactéria Lactobacillus buchneri. Essa bactéria, além de produzir ácido lático, produz ácido acético, o qual fará a inibição das leveduras produtoras de alcool. Dessa forma, para ocorrer maximização da produção de ácido acético, recomenda-se abrie o silo, pelo menos após 45 dias.



Abraços



Rafael Amaral
LUCIANO CALABRIA DE ARAUJO

GOIANA - PERNAMBUCO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 02/07/2015

Prof. Rafael, quanto tempo depois de lacrado os silos com cana picada, podem ser oferecidos aos animais?
LUIZ ANTONIO ROSA

TAUBATÉ - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 24/01/2015

Rafael existe pesquisa sobre silagem a vácuo em big bag?

Desculpe mudar o foco do assunto, mas estou interessado nesta informação.

Obrigado
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 08/07/2012

Prezado Fernando,

Geralmente alguns produtores se utilizam dessa estrategia para proteger a silagem do barro durante o periodo das chuvas. Acredito que o fato de a umidade "subir" não parece ser verdade. A maior umidade na base do silo se da pelo fato do extravazamento do conteudo celular da planta (efluente) que por gravidade chega ao fundo do silo.

Atenciosamente

Rafael & Thiago
FERNANDO EDUARDO GOMES

ADAMANTINA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE

EM 04/07/2012

Eu devo colocar uma lona por baixo do silo pra umidade nao subi pra silagens ?
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 28/06/2010

Prezado João Alberto Teló,

Acredito que inserir o calcário sobre a lona possa também ser problema, uma que se houver excesso desse na silagem, a dieta poderá desbalancear. Também, caso esse "contamine a silagem" poderá ocorrer elevação de pH e chances de desenvolvimento microbiano.

Atenciosamente

Rafael Amaral

JOÃO ALBERTO TELÓ

SANTA MARIA - RIO GRANDE DO SUL - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 26/06/2010

Prezado Rafael,
Sim, o Calcário é por cima da lona.
atenciosamente
João Teló
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 21/05/2010

Prezado João Alberto Teló,

O calcário eleva o pH da silagem caso este esteja em contato com o volumoso. Pelo que entendi o senhor coloca o calcário por cima da lona?

A terra é veiculadora de esporos de Clostridium e também é problemática.

Atenciosamente

Rafael Amaral
JOÃO ALBERTO TELÓ

SANTA MARIA - RIO GRANDE DO SUL - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 20/05/2010

Mais uma duvida Dr. Rafael
se eu entendi o calcario eleva o pH da silagem propiciando a multiplicação de clostridium, mas, se o mesmo acontecesse com terra não ocorreria nada?
Atenciosamente
João Teló
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 08/03/2010

Prezado Evandro,

A inserção de rolão de milho fará com que o teor de matéria seca aumente e a produção de efluente seja reduzida.

Você deve colocar o rolão em camadas, por volta de 5 a 7 kg de rolão para cada 100 kg de capim.

Atencisoamente

Rafael Amaral
EVANDRO

TERESÓPOLIS - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/03/2010

Olá, Rafael, não devo misturar vários tipos de volumosos, porém se eu fizer silo de capim devo/posso misturar o rolão de milho para diminuir o chorume e umidade, certo? E aí como seria, misturo os dois ou ponho uma camada de cada, e de quantos centimetros de altura cada camada? Desde já, obrigado.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 26/02/2010

Prezado Evandro,

Não recomendamos misturar diferentes volumosos e/ou ingredientes para confecção de silagem.
Na minha opinião você deveria investir na cana-de-açúcar.

Atenciosamente

Rafael Amaral
EVANDRO

TERESÓPOLIS - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/02/2010

Olá, Rafael. Eu posso misturar vários itens na silagem (cana, mandioca passada na picadeira, rolão de milho e capim), ou não é aconselhável? O ideal seria cada um sozinho? Caso possa, quais seriam e a proporção de cada um para se ter uma silagem razoável para bezerros e vacas? Desde já, obrigado.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 18/02/2010

Prezado EVANDRO,

Primeiramente, você precisa definir o que irá ensilar e dimensionar suas demandas. Talvez, algum técnico poderá te auxiliar na sua propriedade e chegar ao ponto que você seja beneficiado.

O uso de baldes plásticos é melhor em relação a bombonas de metais, visto que a tinta que existe dentro da bombona de metal se desfaz e ocorre corrosão da bombona.

O uso de um plástico é interessante, porém irá aumentar o custo. Se a bombona tiver as travas de metais para fechar, fica bem vedado.

Na minha opinião as bombonas devem ser fechadas com as próprias tampas. O uso de lona neste tipo de material não será tão eficiente.

Atenciosamente.

Rafael Amaral
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 18/02/2010

Prezado Douglas Pasa Schaefer,

A serragem na minha opinião pode ter o mesmo efeito do bagaço de cana, proteção contra a radiação solar incidente.

Atenciosamente.

Rafael Amaral
EVANDRO

TERESÓPOLIS - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 16/02/2010

Olá, gostaria de saber se posso fazer silagem de capim, de rolão de milho, de cana-de-açucar ou de mandioca utilizando como silos baldes plásticos ou tambores de lata.Creio que se o silo fôr pequeno terei menos problemas quanto ao contato do material com o ar quando da sua abertura para utilização.E quanto tempo o silo deve permanecer lacrado? E se pode ser fechado com a tampa ou tenho que pôr um plástico? Precisa ter algum tipo de ladrão para sair gases? Se fôr fechado com plástico e ficar embaixo de uma cobertura, um galpão, ainda assim precisa colocar terra em cima? Muito grato...
DOUGLAS PASA SCHAEFER

ESTRELA VELHA - RIO GRANDE DO SUL

EM 10/02/2010

Olá,aqui na minha região usamos serragem sobre a lona,gostaria de saber sua opinião sobre esta prática.Desde já,agradeço.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 01/02/2010

Prezado Homilton Narcizo da Silva,

Em relação a temperatura das silagens, o que apresentou diferença foi o tratamento controle aos demais (terra e bagaço).

Porém, no momento se visualiza a coloração da silagem (comparando agora terra com bagaço) a terra apresenta uma melhor coloração (na camada superior).

Ainda não temos resultados bromatológicos, mais momentaneamente o bagaço é uma opção intermediária. A terra por ser mais densa realiza também pressão sobre a silagem, o que melhora o padrão de fermentação, ou menores perdas na região superior.

O grande problema é que apesar de a terra ser ótima para essa finalidade, existe o problema de esta poder contaminar a silagem. Traduzindo em miudos: se a propriedade é eficiente em mão-de-obra treinada o uso de terra não trará prejuízos com contaminação de silagem. Já com o bagaço, o risco de contaminação é quase inexistente e é um produto mais leve para transporte.

Espero ter respondido sua dúvida. Caso contrário entre novamente em contato.

Atenciosamente.

Rafael e Thiago
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 01/02/2010

Prezado João Alberto Teló,

O uso de cálcario não é prática usual na cobertura de lonas na vedação de silo. Acredito que este material tem a possibilidade de trazer prejuízos durante o processo fermentativo, caso ocorra contato com a silagem.

Caso ocorra contato, o calcário eleva o pH da silagem e assim dará oportunidade ao crescimento de microrganismos indesejáveis, como por exemplo, o Clostridium.

Outro problema também é se este entrar em contato no momento do descarregamento do silo, possibilitando aumento no teor de cálcio na ração e desbalanceamento nas exigência mineral dos animais.

Atenciosamente.

Rafael e Thiago
HOMILTON NARCIZO DA SILVA

GOIÂNIA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 30/01/2010

No meu entender não ficou bem claro se é melhor o bagaço ou a terra na cobertura e proteçaõ da lona ;
abraços Homilton