ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Proteínas lácteas e nutrição: o que é importante saber?

VÁRIOS AUTORES

INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 30/04/2021

4 MIN DE LEITURA

9
17

Para saber a importância das proteínas lácteas na nutrição, a princípio, devemos compreender o que são proteínas. Em poucas palavras, proteínas são um grupo complexo de nutrientes. Sua composição, conformação e funcionalidade diversas suscitam uma gama de funções desempenhadas. No organismo humano, por exemplo, elas cumprem papéis estrutural, enzimático, de transporte, defesa e reserva energética.

O adequado consumo proteico garante aporte de nitrogênio e de aminoácidos, necessários à manutenção da vida. Por estas razões, a Organização Mundial da Saúde (2007) recomenda, para adultos, o consumo diário de proteínas equivalente a 0,83g/kg de peso por dia.

O conceito de valor nutricional das proteínas não é novo. Contudo, atualizações permitem conclusões cada vez mais confiáveis. O método recomendado para avaliação da qualidade proteica é o Escore de Aminoácidos Indispensáveis Digeríveis – DIAAS (FAO, 2013). Por intermédio da combinação entre a digestibilidade ileal e a composição de aminoácidos, é possível ter uma métrica mais acurada para avaliar a qualidade nutricional de diferentes fontes proteicas.

Proteínas de origem animal, sobretudo proteínas lácteas, exibem maior qualidade nutricional, quando comparadas com as de origem vegetal, pelo DIAAS. As proteínas lácteas carreiam, em teores consideráveis, os aminoácidos indispensáveis. Este grupo de aminoácidos o organismo não é capaz de produzir, ocasionando a necessidade de obtê-los por meio da alimentação.

Outra condição importante diz respeito à estrutura. As fontes alimentares proteicas animais não contém fibras. Consequentemente, as enzimas digestivas têm acesso facilitado ao sítio ativo das proteínas, otimizando o processo digestivo e absortivo.

Voltando às proteínas lácteas, elas representam, aproximadamente, 3% dos constituintes do leite. Caseínasproteínas do soro compõem os dois grupos basilares. As caseínas ocorrem como micelas, estabilizadas por fosfato de cálcio e várias formas de interação química, com diâmetro médio de 120nm. As soroproteínas são globulares, termolábeis e encontram-se como monômeros ou dímeros.

Ambos os grupos são excepcionais para a manutenção e para o ganho de massa muscular. Um adequado perfil muscular reflete-se em força, equilíbrio e é fundamental no emagrecimento e no envelhecimento saudável. Ressalta-se, quanto às caseínas, a capacidade de carrear minerais primordiais ao sustento do metabolismo, como potássio, cálcio, fósforo e magnésio.

As proteínas lácteas também são fontes de taurina e de glutationa. Respectivamente, elas desempenham proteção endotelial e defesa antioxidante. Neste último caso, os pulmões são um alvo importante, no que diz respeito às disfunções respiratórias.

Assim sendo, as proteínas lácteas são recomendadas para garantir um adequado aporte nutricional ao organismo. Porém, não apenas tal fato torna essas proteínas singulares. Recentemente, autores têm abordado a bioatividade de certas frações proteicas, os peptídeos bioativos.

No indispensável livro Química de Alimentos de Fennema, o autor David S. Horne (2019) aponta que tanto caseínas quanto soroproteínas são detentoras desses fragmentos. Nestes casos, a bioatividade pode ser considerada como a capacidade de atuar positivamente sobre os múltiplos sistemas do organismo humano. Efeitos anti-hipertensivo, antimicrobiano e imunomodulador foram observados.

Para a saúde óssea, Bu e colaboradores (2021) afirmaram os benefícios do consumo de proteínas lácteas. Isso dado que, além da abundância de cálcio no leite, os peptídeos bioativos são capazes de modular estágios da remodelação óssea. Também, as proteínas associadas à membrana do glóbulo de gordura são relevantes. Por apresentarem atividade biológica, são consideradas promotoras de saúde.

No tocante à vigente pandemia da Covid-19, o leite é descrito como uma escolha alimentar oportuna. Um dos aspectos que explica essa constatação é a presença de lactoferrina. Esta é uma proteína do soro do leite eficiente em regular o sistema imunológico e em exercer papel antimicrobiano (REN; CHENG; WANG, 2021).

À vista disso, podemos depreender que as proteínas lácteas são fundamentais no que concerne à adequada nutrição e à promoção da qualidade de vida.

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como! 

Referências 

BORAD, Sanket G.; KUMARB, Anuj; SINGHA, Ashish K.. Effect of processing on nutritive values of milk protein. Critical Reviews In Food Science And Nutrition, Haryana, v. 57, n. 17, p. 3690-3702, jun. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1080/10408398.2016.1160361.

BU, Tingting; ZHENG, Jiexia; LIU, Ling; LI, Shanshan; WU, Jianping. Milk proteins and their derived peptides on bone health: biological functions, mechanisms, and prospects. Comprehensive Reviews In Food Science And Food Safety, [S.L.], v. 20, n. 2, p. 2234-2262, 31 jan. 2021. Wiley. https://dx.doi.org/10.1111/1541-4337.12707.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS (Report Of An Faq Expert Consultation). Dietary protein quality evaluation in human nutrition. 2013.

HORNE, David S. Características do leite. In: DAMODARAN, Srinivasan; PARKIN, Kirk L.. Química de Alimentos de Fennema. 5. ed. Porto Alegre, Rs: Artmed, 2019. Cap. 5. p. 239-354.

HAUG, Anna; HØSTMARK, Arne T; HARSTAD, Odd M. Bovine milk in human nutrition – a review. Lipids In Health And Disease, [S.L.], v. 6, n. 1, p. 25, 2007. Springer Science and Business Media LLC. https://dx.doi.org/10.1186/1476-511x-6-25.

REN, Guangxu; CHENG, Guangyan; WANG, Jiaqi. Understanding the role of milk in regulating human homeostasis in the context of the COVID-19 global pandemic. Trends In Food Science & Technology, [S.L.], v. 107, p. 157-160, jan. 2021. Elsevier BV. https://dx.doi.org/10.1016/j.tifs.2020.09.027.

SMOCZYnSKI, Michal; STANIEWSKI, Boguslaw; KIElCZEWSKA, Katarzyna. Composition and Structure of the Bovine Milk Fat Globule Membrane—Some Nutritional and Technological Implications. Food Reviews International, [S.L.], v. 28, n. 2, p. 188-202, abr. 2012. Informa UK Limited. https://dx.doi.org/10.1080/87559129.2011.595024.

WHO/FAO/UNU. Protein and Amino Acid Requirements in Human Nutrition: Report of a joint WHO/FAO/UNU Expert Consultation. WHO Tech Rep Ser, Genova, no. 935, 2007.

*Fonte da foto do artigo: Freepik

LETÍCIA DE SOUZA SCHERRER

Discente no décimo período do curso de Nutrição da Universidade Federal de Juiz de Fora

RAÍSSA PIRES DA SILVA

Discente no nono período do curso de Nutrição da UFJF.

PAULO HENRIQUE FONSECA DA SILVA

Farmacêutico-Bioquímico; Doutor em Ciência dos Alimentos; Docente e Chefe do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Juiz de Fora

9

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PABLO BONADIMAN

EM 30/04/2021

Muito bom!
LETÍCIA DE SOUZA SCHERRER

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ESPÍRITO SANTO - ESTUDANTE

EM 30/04/2021

Muito obrigada!
RAÍSSA PIRES DA SILVA

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 01/05/2021

Obrigada!!
JOSÉ WILKER GOMES DE LIMA

CAMPINAS - SÃO PAULO - ZOOTECNISTA

EM 30/04/2021

Parabéns pelo artigo, de grande valia e riqueza de informações. Sucesso aos discentes!
LETÍCIA DE SOUZA SCHERRER

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ESPÍRITO SANTO - ESTUDANTE

EM 30/04/2021

Muito obrigada José!
RAÍSSA PIRES DA SILVA

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 01/05/2021

Feliz que tenha gostado! Obrigada!
ROBERTA MARTINS MOREIRA

PIÚMA - ESPÍRITO SANTO - ESTUDANTE

EM 30/04/2021

Adorei o texto!!!! Informações bastante pertinentes e engrandecedoras! Com certeza olharei o leite com outros olhos a partir de agora.
LETÍCIA DE SOUZA SCHERRER

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ESPÍRITO SANTO - ESTUDANTE

EM 30/04/2021

Feliz com seu comentário Roberta! Muito obrigada.
RAÍSSA PIRES DA SILVA

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 01/05/2021

Muito obrigada! Que bom que gostou!!
MilkPoint AgriPoint