ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Alimentação de vacas na seca: importância do planejamento [PointCast #35]

PODCASTS

EM 26/04/2021

2 MIN DE LEITURA

1
8

“A alimentação de vacas leiteiras no inverno exige planejamento e cuidado. A ideia é sempre planejar a mais, pois, nessa situação, é melhor sobrar do que faltar”

Olá, ouvintes, estamos de volta com o nosso podcast!

Neste 35º episódio, temos Marco Aurélio Factori como convidado. Marco é formado em Zootecnia com pós-doutorado na mesma área, professor, assessor técnico da Factori Treinamentos, instrutor do EducaPoint e colunista do MilkPoint desde 2010.

O assunto de hoje traz dúvidas que permeiam a produção de leite ano após ano, que é a alimentação de vacas leiteiras na seca e as alternativas e cuidados que os produtores devem ter com o planejamento para essa época do ano.
 

 

Highlights da entrevista:

  • A necessidade de realizar o planejamento da alimentação dos animais na seca é indiscutível;
  • Mesmo com todos os alertas sobre a relevância desse planejamento, muitos produtores não se planejam e acabam passando aperto;
  • A presença de técnicos ou da assistência técnica pode trazer novidades que facilitam e até barateiam a preparação do produtor para a seca;
  • Produtores que não fazem o planejamento por alegarem não ter condições financeiras, não tem a real ideia do quanto de dinheiro estão perdendo quando não alimentam seus animais de forma correta na seca;
  • Mesmo com a diminuição da produção na seca, existem alternativas para amenizar essa queda;
  • O planejamento para seca deve ser iniciado no final da seca anterior;
  • O pastejo diferido pode ser uma alternativa para gado de corte, mas para vacas de leite não é uma boa opção uma vez que a qualidade nutricional dessa pastagem não é adequada;
  • O excedente de produção pode ser ensilado como uma opção para oferta na seca;
  • Mesmo que em produção de confinamento, a necessidade de planejamento existe e é até mais importante;
  • A irrigação não se torna viável quando não tem os três pilares para a produção: água, luz e temperatura;
  • As forrageiras de inverno são utilizadas em outras partes do país, além do Sul, que possuem temperatura adequada;
  • O suporte de pastagem de inverno não é o mesmo de pastagens tropicais, mas as forrageiras de inverno ajudam na alimentação em locais que as temperaturas permitem;
  • A forrageira de inverno pode e dever ser utilizada somente em locais que a temperatura permite desenvolvimento;
  • A tecnologia acessível diminui as chances de erros;
  • Quando o alimento acaba antes do inverno, o produtor deve diminuir o fornecimento de alimento: “é melhor comer menos do que ficar muito tempo sem comer”
  • Quando não se planeja, o produtor tem que comprar e o custo é alto.

Participações: 

Edição do Podcast: Maicon Moreira

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ANA LUISAMARTINS

POUSO ALEGRE - MINAS GERAIS - ESTUDANTE

EM 26/04/2021

Adorei o podcast muito interessante o assunto...
MilkPoint AgriPoint