ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

MG: produtores de queijo não fazem cadastramento

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 04/06/2007

MENOS DE 1 MIN DE LEITURA

1
0
Nem a multa estipulada em lei está levando os produtores mineiros de queijo artesanal a se cadastrarem junto ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), para comercializar o produto. Até agora, segundo o gerente de certificação do órgão, Marco Antônio Vale, apenas 10% de um total de 30 mil produtores procuraram a regularização para vender o produto.

A normatização é o principal aliado do projeto Queijo Minas Artesanal, que tem o objetivo de estimular a produção do queijo em Minas Gerais de acordo com critérios específicos.

"O queijo artesanal é feito com leite cru e é preciso todo um cuidado com a matéria-prima de boa qualidade. São exigidas também infra-estrutura adequada nas instalações e boas práticas de fabricação", informou Vale em reportagem do Diário do Comércio/MG.

Segundo ele, a legislação permite a rastreabilidade do produto, indicando procedência, qualidade e, conseqüentemente, acabando com a clandestinidade.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PAULO ATHAYDE DE FREITAS GONÇALVES

TRÊS CORAÇÕES - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 05/06/2007

Vários produtores de queijo minas artesanal no sul de Minas já procuraram o IMA para se cadastrarem e a resposta é sempre a mesma, "não".

Gostaria de saber do Sr. Marco Antônio Vale, gerente de certificação do IMA, sobre a Lei 14.185, que dispõe sobre produção de queijo Minas Artesanal, e qual o caminho a ser trilhado por estes produtores para alcançarem tal certificação.

Especificamente em Três Corações, sul de Minas, estes produtores já possuem as queijeiras azulejadas, realizam anualmente exame brucelose e tuberculose do gado, adotam boas práticas de fabricação, recebem treinamento da vigilância sanitária local tanto na obtenção da matéria prima (ordenha) como na higienização das instalações, analisam anualmente a potabilidade da água servida e exame de saúde dos manipuladores.

Considero de suma impotância a certificação deste alimento, pois é elaborado em nossa região há aproximadamente 100 anos, no mínimo.
MilkPoint AgriPoint