ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Orgânicos: Nestlé utiliza inteligência artificial a serviço da pecuária leiteira

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 16/08/2019

1 MIN DE LEITURA

0
5

Fornecedores de leite orgânico da Nestlé estão adotando o monitoramento individual do rebanho por sensores eletrônicos. O projeto, batizado de Cowsense, prevê o uso de inteligência artificial para identificar o comportamento padrão dos animais por meio de coleta de dados com sensores e alertas ao produtor quando esses indicadores se desviam do padrão.

"A partir do algoritmo conseguimos antecipar possíveis desvios de qualquer tema relacionado ao bem-estar do animal e acionar o produtor", afirma Edney Murillo Secco, gerente de Milksourcing da Nestlé. A tecnologia é fornecida pela empresa Allflex, que mantém parceria global com a multinacional suíça para o monitoramento de vacas.

Inicialmente, 11 produtores estão implementando o monitoramento do rebanho, o que representa 30% do volume de leite orgânico captado pela Nestlé. A meta é que todas as propriedades fornecedoras do produto estejam com os animais monitorados até o fim do ano que vem.

A empresa atualmente contabiliza 49 fazendas fornecedoras no interior paulista em processo de conversão para o sistema de produção orgânica - 37 na região de São Carlos e 12 em Araçatuba. Juntas, elas produzem 32 mil litros por dia. A matéria-prima será direcionada para a produção de leite em pó com a marca Ninho e chegará ao varejo no começo de setembro.

É considerado orgânico o leite proveniente de animais criados em pastos sem agroquímicos, com alimentação suplementar orgânica e que recebem tratamentos fitoterápicos e homeopático, ainda que o uso de alopatia seja permitido. O processo de conversão das propriedades leva 18 meses. A Nestlé iniciou a aposta no segmento há três anos.

Conforme Barbara Sollero, gerente de desenvolvimento de fornecedores e qualidade da empresa, a tecnologia terá parte dos custos subsidiada pela Nestlé - que não revela o valor da tecnologia nem o quanto de subsídio concede. Conforme a multinacional, uma plataforma interativa com os consumidores que permite o acompanhamento da rastreabilidade da matéria-prima será lançada em breve.

As informações são do jornal Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint