FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

GO: 'IV Encontro Estadual dos Empreendedores do Leite' reúne mais de mil participantes

O IV Encontro Estadual dos Empreendedores do Leite, que ocorreu na última sexta-feira (18) em Goiânia nas dependências do Oliveira’s Place, reuniu cerca de mil participantes entre produtores, dirigentes classistas, empresários, políticos, técnicos e imprensa especializada. Na oportunidade, o especialista Antônio Carlos de Souza Júnior fez uma explanação sobre a realidade do segmento e sobre um minucioso levantamento demandado pelo Fundepec-GO, Sindileite-GO, Federação de Agricultura e outras entidades. 

GO: 'IV Encontro Estadual dos Empreendedores do Leite' reúne mais de mil participantes

O evento - que se define também como ambiente de negócios e gestão de risco na cadeia láctea - durou todo o dia com várias palestras e debates. O presidente da FAEG (Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás), deputado federal e dirigente da Confederação Nacional de Agricultura (CNA), José Mário Schreiner, disse que a partir desse levantamento será avaliado os resultados esperados e o que não deu certo, será redirecionado.

Segundo ele, ficou claro que o estado está melhorando nas questões de sucessão familiar e isso prova que o trabalho da FAEG Jovem sobre empreendedorismo, liderança e questões familiares vem dando certo. Outro ponto positivo é a participação das mulheres no leite. “Elas são mais importantes em alguns aspectos como zelo e cuidados com os números anotados, inclusive, sobre a rotina da fazenda produtora de leite nas questões financeiras, econômicas e contábeis”.

De acordo com o dirigente e parlamentar, com os dados apresentados sabemos que é preciso avançar principalmente na área de assistência técnica ao produtor rural. “Por mais esforços que as entidades que congregam esses produtores vêm fazendo, como Senar, Emater, FAEG, Sindicatos Rurais, Fundepec, Sindileite e outros que prestam ou lutam por assistência técnica, é preciso se debruçar sobre o problema. Os resultados alcançados até agora nesse quesito são bons, mas, menores que o esperado.

José Mário salientou ainda que cada real investido em assistência técnica resulta em R$ 50,00 de resultado econômico e financeiro para o produtor rural. Agora é preciso enfrentar desafios maiores como buscar recursos e pessoal gabaritado para prestar esse trabalho. Para ele, são assuntos de extrema importância já que possuímos genética, tecnologia, evolução da alimentação e startups para facilitar a vida do produtor rural. Agora, é preciso romper definitivamente essas barreiras.

Outro ponto que preocupa o dirigente classista e parlamentar é a questão da infraestrutura, ou seja, vias de escoamento, pontes, bueiros, mata-burros além, é claro, da energia elétrica (considerada por todos os participantes um caos em Goiás).

Dados disponíveis

Os dados sobre a nova realidade da cadeia láctea em Goiás estão agora à disposição de todos os interessados - inclusive governos - para encaminhamento de projetos e políticas públicas em favor do setor.

Entre as questões a serem trabalhadas está a importação do leite em pó, validade mínima dos lácteos importados, venda casada com os agentes financeiros, entre outros itens.

Sobre a próxima etapa para conhecer mais a cadeia, ele disse que outros levantamentos podem ser efetivados. Para ele, o importante agora é trabalhar em cima do que se tem e buscar todas as soluções que eles possam apontar.

As informações e foto são da Assessoria de Imprensa do Fundepec-GO e Sindileite-GO, adaptadas pela Equipe MilkPoint. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.