FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Faesc aponta queda na produção de milho, soja e lácteos por causa da estiagem

A Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (Faesc) avalia que a estiagem que atinge a Região Sul afetou especialmente a produção na metade-sul do Estado. “Uma faixa territorial do lado catarinense do Vale do Rio Uruguai, desde Itapiranga até os campos de Lages, está comprometida. O milho retido na propriedade para nutrição do gado leiteiro (milho-silagem) teve redução de 40%, o que certamente terá impacto na produção de lácteos”, disse a entidade em nota.

Em Campos Novos, 18% da área de soja, que ocupa um total de 55 mil hectares de soja, foi perdida; além de 15% do milho (12 mil ha cultivados) e 12% de feijão (5 mil hectares semeados). O município contabiliza prejuízo de R$ 45 milhões.

No comunicado, o presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo, diz que será preciso importar mais milho da Argentina e do Paraguai. “O cenário é preocupante porque, da demanda total, 96% destinam-se à nutrição animal, principalmente dos plantéis de aves e suínos”, afirma.Santa Catarina é o maior consumidor de milho do País, concentrando parcela importante da cadeia de aves e suínos.

As informações são do Estadão.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.