ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

DPA deve ampliar capacidade de produção em 2008

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 07/01/2008

1 MIN DE LEITURA

4
0
A Nestlé, a maior empresa de alimentos do mundo e e cooperativa leiteira neozelandesa Fonterra, maior exportadora de lácteos, planeiam inaugurar, ainda durante o primeiro semestre de 2008, uma nova unidade de processamento de leite e laticínios no Brasil. As duas empresas - através de sua parceria Dairy Partners Americas - irão investir 70 milhões de reais (quase 40 milhões de dólares) nesta unidade.

A fábrica estálocalizada em Palmeira das Missões, no estado do Rio Grande do Sul, uma das maiores bacias leiteiras do país, e será, segundo informações publicadas na Bloomberg, uma das cinco maiores unidades de lacticínios instaladas no Brasil.

O porta-voz da empresa, Francois-Xavier Perroud, falou ao site DairyReporter que, com base na forte demanda para lácteos no país, a capacidade extra de produção é vital para as operações do grupo. Ele, porém, disse não haver previsão de quando a fábrica estará funcionando. Através da parceria com a Fonterra, Perroud informa que a empresa pode garantir o suprimento de leite a custos eficientes, o que é importante em um ambiente de competição crescente pela matéria-prima, que tem subido de preço.

Ivan Zurita, presidente da Nestlé no Brasil, afirmou em junho último que a multinacional suíça pretende investir no Brasil 400 milhões de reais ao longo de 2008, na modernização das suas unidades industriais, mas também através da aquisição de unidades já existentes. O objetivo da Nestlé passa por duplicar até 2011 o volume de vendas realizado em 2006 e que atingiu 11 bilhões de reais.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

DANIEL CAMARA

ENTRE-IJUÍS - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 09/02/2008

É, sem duvida, uma ótima notícia para nossa região. Mas esperamos que não haja acordo com os laticinios da região, perante os preços pagos aos produtores (da materia prima). Sem tabelamento (acordo) de preços entre laticinio. Assim, pode haver uma valorização do leite aos produtores, posibilitando crecimento de toda a cadea produtiva.
JEAN KELLISON

RIO VERDE - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 09/01/2008

A Neslté com a DPA vem fazendo um grande trabalho para o crecimento das vendas dos produtos lácteos, mas temos que lembrar que eles têm que dar um apoio não só em técnicas, e sim em recursos ao produtor, para que possa também aumentar sua produção junto com eles.
DENNY CAMPOS DE SOUZA AMORIM

VIÇOSA - MINAS GERAIS

EM 08/01/2008

Realmente é um bom negocio para o país visto aos investimentos. Nos resta saber o que acontece com as pequenas industrias instaladas nesta região!!!
ANDRÉA CÂNDIDA DE SOUZA SOBRINHO

GUARAREMA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 08/01/2008

É muito gratificante saber do valor em investimento a ser feito, porém, precisamos observar se também e feito muitas contratações. O que de recurso é utilizado na mão de obra? Pois essas empresas já lucram bastante, esperamos que também procurem ser bons patrões para os brasileiros que participam diretamente do seu crescimento.
MilkPoint AgriPoint