FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

De latas a vacas, a fabricante de refrigerantes F&N vê futuro no setor de lácteos da Malásia

Um dos maiores nomes do Sudeste Asiático em bebidas com gás está pronto para deixar sua marca no setor de lácteos da Malásia, tendo revelado planos de importar milhares de vacas e produzir milhões de litros de leite anualmente.

A subsidiária da F&N na Malásia, a Fraser & Neave Holdings, abriu uma janela de dois anos para iniciar a produção de laticínios como parte da primeira fase de um megaprojeto agrícola em Chuping, que deve inicialmente abrigar 4.000 vacas.

"A longo prazo, Ladang Chuping será capaz de hospedar 20.000 vacas leiteiras para produzir 200 milhões de litros de leite fresco anualmente, permitindo ao grupo exportar o produto", disse o presidente-executivo Lim Yew Hoe na semana passada.

O projeto será lançado em duas fases, com um custo total de RM 850 milhões (US$ 205,04 milhões). A F&NH espera obter aprovação regulatória para a aquisição de 4.454 ha de terras arrendadas no norte de Perlis (estado da Malásia), nos próximos seis meses.

A empresa anunciou recentemente que sua subsidiária integral, a F&N AgriValley, havia firmado um acordo condicional com a MSM Perlis para adquirir suas terras por RM 156 milhões (US$ 37,6 milhões), a fim de se aventurar no setor de laticínios e culturas.

A empresa está apostando em leite fresco para ser um novo pilar de crescimento. Ocupando um segmento de cerca de RM 5 bilhões (US$ 1,2 bilhão), o consumo geral de laticínios na Malásia não é baixo, sendo o consumo per capita atualmente de 49 litros de leite por ano.

O preço do leite na Malásia é um dos mais altos do mundo, devido à uma baixa oferta local. Além disso, o leite importado possui rigoroso controle de cotas, no qual é cobrado um imposto de importação de 20% sobre o produto. Os produtos lácteos do país são quase inteiramente feitos de leite em pó importado.

"Isso é consistente com a baixa produção de laticínios na Malásia, de 34 milhões de litros", disse Lim, acrescentando que o consumo de leite fresco é apenas uma fração do consumo total de laticínios.

A F&N também espera que a fazenda leiteira integrada impulsione o objetivo do fabricante de bebidas açucaradas de se tornar um importante participante em saúde e bem-estar, em um momento em que a Malásia, o país com maior proporção de obesos da Ásia, está dando passos pequenos para se tornar mais saudável. O país é atormentado por disparos crescentes de diabetes e doenças cardíacas.

Estabelecimento de laticínios

Fundada em 1883 por John Fraser e David Chalmers Neave como Companhia de Água Aerada de Cingapura e Straits, a F&N, agora pertence à ThaiBev e está sediada em Cingapura. A Fraser & Neave Holdings opera em Kuala Lumpur.

A empresa possui um portfólio de 20 marcas, incluindo a imensamente popular bebida de hidratação 100Plus e bebidas de frutas com gás. Também comercializa leite condensado, leite evaporado, UHT e leite pasteurizado. Atualmente, o leite líquido contribui apenas com uma pequena porcentagem da receita total da F&N.

Em um anúncio anterior à Bursa Malaysia (bolsa de valores de Kuala Lumpur), a F&N afirmou ter firmado um acordo condicional para adquirir os direitos remanescentes de arrendamento de 42 a 53 anos, para usar a plantação da Ladang Chuping.

"Em consonância com a ambição do país de alcançar a autossuficiência de leite fresco, a proposta de aquisição da Ladang Chuping para estabelecer a primeira fazenda integrada de lácteos e culturas da Malásia é um passo significativo no setor agrícola e de laticínios", disse Lim. "Os consumidores da Malásia são privados de leite fresco acessível e de qualidade, o qual é um produto básico em muitos países. Acreditamos que este é o tipo de projeto que preenche todos os requisitos do nosso país e das partes interessadas.”

Ela adotará um modelo de agricultura comercial altamente mecanizada nas grandes terras contíguas de Perlis. Espera-se no futuro que o leite produzido na nova fazenda leiteira complemente as matérias-primas necessárias para as linhas existentes de produtos lácteos do fabricante.

O projeto reduzirá à exposição da F&N a flutuações de câmbio, saída de moeda da Malásia e às incertezas na importação de leite e ração frescos, enquanto obtém controle sobre a qualidade do leite do pasto ao copo.

“Uma fazenda verticalmente integrada que produz culturas localmente para alimentar as vacas reduz a emissão de carbono, além de diminuir o custo do litro de leite fresco”, acrescentou Lim.

Potencial de expansão

Na primeira fase do projeto, a empresa importará 4.000 vacas leiteiras com uma produção potencial de 40 milhões de litros por ano de leite fresco. As fases subsequentes começarão assim que isso for estabelecido.

A longo prazo, o Ladang Chuping será capaz de hospedar dezenas de milhares de vacas leiteiras. Os 200 milhões de litros previstos de leite fresco que eles produzirão a cada ano darão à F&N a capacidade de entrar no mercado de exportação.

Vacas maduras ou pós-lactação podem muito bem ser repassadas para confinamentos e produção de carne bovina, impulsionando o esforço antigo e malsucedido do governo de tornar a Malásia autossuficiente em carne bovina.

O modelo totalmente integrado e planejado da fazenda incluirá tecnologia sustentável, incluindo painel solar para energia renovável e um sistema de biodigestor para converter resíduos em biogás. Também visa redirecionar efluentes sólidos como nutrientes naturais do solo.

Além da planta de processamento de leite, o projeto integrado também contará com um centro de conhecimento para laticínios e lavouras e um centro de pesquisa de mudas. "Nosso objetivo é trabalhar em estreita colaboração com os produtores locais de leite e  ração para melhorar a produtividade e a qualidade, por meio do compartilhamento de conhecimentos e habilidades em boas práticas agrícolas e de criação de animais", disse Lim.

Colaboração em P&D

A F&N também pretende colaborar com instituições acadêmicas para pesquisa e desenvolvimento (P&D) e fornecer estágios e bolsas de estudos para estudantes universitários especializados em agricultura, ciência animal e gestão de biossegurança. O objetivo é aumentar o número de talentos locais para ocupar vagas à medida que a fazenda se expande. A empresa também se aventurará em negócios auxiliares, trazendo atividades de ecoturismo para Ladang Chuping.

O anúncio do projeto Ladang Chuping ocorre logo após o lançamento da iniciativa "vales lácteos" em todo o país, pelo governo da Malásia, em uma tentativa de impulsionar o setor. "O desenvolvimento sustentável da indústria de laticínios local garantirá que os malaios tenham acesso ao leite de alta qualidade e criará oportunidades de emprego para os produtores de leite", disse o vice-ministro da Agricultura, Sim Tze Tzin, em agosto. "Existem grandes oportunidades para os agricultores expandirem seus negócios e aumentarem sua produção para preencher a lacuna no setor de laticínios da Malásia".

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Em 14/11/19 - 1 Ringgit malaio = US$ 0,24123

                       4,14547 Ringgit malaio = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.