ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Emater/RS: preço médio do leite tem alta de 1,44% de acordo com levantamento

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 16/05/2022

2 MIN DE LEITURA

0
0

As pastagens anuais de inverno estão em condições de pastoreio em diversas áreas. Também é considerado bom o desenvolvimento das lavouras de milho safrinha para a silagem, criando uma expectativa favorável aos produtores de leite, que necessitam refazer os estoques utilizados durante a estiagem. Já a prática de fenação está sendo prejudicada pela frequente ocorrência de chuvas.

No geral, as condições sanitárias dos animais são satisfatórias. Segue a realização do controle do carrapato e da mosca, assim como as vacinações obrigatórias. No aspecto reprodutivo, a maior parte dos rebanhos leiteiros está em fase final de lactação.

As chuvas intensas causaram a formação de barro e consequentemente trouxeram problemas nos locais de aglomeração dos animais, como nos locais de espera antes da ordenha e de alimentação e na própria sala de ordenha, exigindo maiores esforços para a manutenção da limpeza e, assim, aumentando as chances de contaminação do leite e de casos de mastite.

Em diversos locais, foi registrado o aumento do preço do litro do leite pago ao produtor, tornando a atividade mais rentável.

Na regional da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, houve melhora na produção diária de leite, reflexo do retorno de oferta de forragem, que se beneficiou com as chuvas.

Já na regional de Bagé, à medida que o período de vazio forrageiro se intensifica, a produção de leite reduz.

O mesmo ocorre na regional de Soledade, onde a ocorrência excessiva de chuvas, a alta umidade e a baixa incidência de radiação solar vêm causando uma grande redução no desenvolvimento das forrageiras, principalmente na região do Alto da Serra do Botucaraí, impactando de forma negativa a produtividade leiteira.

Na regional de Erechim, também foi relatada uma pequena queda na produção em razão da baixa qualidade das pastagens. O manejo dos rebanhos ficou prejudicado devido à formação de lama nos corredores e nos arredores das instalações.

Na regional de Pelotas, está praticamente finalizada a colheita das lavouras de milho cultivadas para a produção de grãos que, devido à baixa qualidade, estão sendo utilizados para a confecção de silagem.
 

Comercialização

De acordo com o levantamento semanal de preços realizado pela Emater/RS-Ascar, o preço médio do litro do leite no Estado ficou em R$ 2,12, o que representou um aumento de 1,44% em relação à última cotação.

A variação nos preços recebidos pelos produtores deve-se a diferentes variáveis, entre elas estão o volume comercializado e as bonificações por quantidade e qualidade do leite, conforme os parâmetros normatizados para o produto.

As informações são da Emater-RS, adaptadas pela equipe MilkPoint. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint