FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

CAPAL: vencedores do Prêmio Leite de Qualidade são anunciados em webinar sobre manejo na pecuária

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 04/08/2020

3 MIN DE LEITURA

0
0
No dia 24 de julho, a Capal realizou, em parceria com a OnFarm, webinar “Inovação e ferramentas de auxílio à redução de CCS”. No evento, também houve o anúncio dos produtores reconhecidos no Prêmio Leite de Qualidade Capal.
 
Expoleite
Tradicionalmente, a premiação é realizada durante a Expoleite. Neste ano, porém, com o cancelamento da feira por conta do coronavírus, a cerimônia foi online. Na abertura, o Presidente do Conselho de Administração da Capal, Erik Bosch ressaltou o uso positivo da tecnologia. “Eu gostaria que o evento fosse em Arapoti, na nossa Expoleite, mas infelizmente não é possível. Por outro lado, estamos vendo coisas que achávamos que não dariam certo. Com a tecnologia, estamos vendo transformações que provavelmente vão continuar”, afirmou.
 
Mastite subclínica
Durante o webinar, o professor e doutor Marcos Veiga dos Santos, do laboratório Qualileite, da Universidade de São Paulo (USP) ministrou a palestra “Manejo estratégico da mastite subclínica: do pós-parto até a secagem”. O assunto, abordado de maneira teórica, apresentou soluções práticas. “O tema que foi proposto vai ao encontro do esforço feito pela Capal de levar informação ao produtor. A ideia é trazer estratégias e ferramentas que o produtor poderia utilizar no dia a dia, buscando reduzir as células somáticas, aumentar a qualidade do leite e ter uma produção mais lucrativa e sustentável”, explicou o professor.
 
Cultura microbiológica
Em seguida, Jéssica Quirino, técnica responsável pela qualidade do leite na Capal, palestrou sobre o uso da cultura microbiológica pelos produtores associados. A médica veterinária apresentou dados, casos de sucesso e dividiu experiências. Ela ressaltou que a tomada de decisão se tornou mais ágil depois que a prática de cultura microbiológica foi adotada. “A cultura na fazenda foi uma ferramenta que trouxe clareza e foco para o nosso trabalho”, indica.
 
Resultados
Jéssica elencou também os principais resultados da assistência técnica aliado à cultura microbiológica: “hoje os cooperados estão muito mais próximos da equipe técnica. Nós desenvolvemos uma linha de trabalho, estabelecemos metas, fizemos um cronograma de atividades. O trabalho técnico é voltado para a qualidade e sustentabilidade. Também fazemos o controle de antibióticos vendidos com receita”.
 
Informações
Eduardo Pinheiro, médico veterinário da OnFarm, também apresentou dados. Ele mencionou que as informações dos OnFarmers, ou seja, de usuários dos produtos da empresa, dão mais segurança na escolha das práticas de manejo. “A partir dessa base robusta, a gente consegue gerar diversas informações que podem nos auxiliar no controle da mastite”, comentou.
 
Prêmio Leite de Qualidade 
Depois das palestras, o coordenador de Pecuária Leite da cooperativa, Roberto Caldeira, divulgou os nomes dos produtores reconhecidos no prêmio Leite de Qualidade. A premiação abrange os produtores que entregam para o Pool Leite. A pontuação levou em consideração a contagem de células somáticas (CCS) e contagem bacteriana total (CBT). O cálculo foi realizado mês a mês, entre julho de 2019 e junho de 2020, com base nas análises fornecidas pela Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH), credenciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
 
Melhor desempenho 
“O programa foi criado em 2016 com o intuito de premiar os produtores de leite com o melhor desempenho em CCS e CBT ao longo do ano. A missão da Capal é promover o desenvolvimento contínuo do cooperado pela agregação de valor à produção”, destacou o coordenador Roberto Caldeira.
 
Categorias 
O prêmio conta com cinco categorias. Na categoria acima de 6.000 litros de leite por dia, o vencedor foi Henri Martinus Kool (8.846,86 litros), com 92 pontos, seguido de Fernanda Krieger Bacelar Pereira (8.148,08 litros), que alcançou 91 pontos, e Wilko Laurens Verburg (12.093,95 litros), com 90 pontos.
 
Na categoria de 3.001 e 6.000 litros diários, o vencedor foi Erik Bosch (3.879,14 litros), com 88 pontos. Em segundo lugar, Anna Maria Noordegraaf Jongsma (3.620,44 litros), com 79 pontos; e, em seguida, Jan Gerrit Berendsen (4.719,21 litros), com 76 pontos.
 
Entre 1.001 a 3.000 litros, o primeiro lugar é de Gerson Luiz Zych (1.510,7 litros), com 86 pontos, seguido por Daniel Nunes Gomes (1.052,73 litros), que conquistou 79 pontos, e Valmir Bronoski (1.626,52 litros), com 56 pontos.
 
Já entre 501 e 1.000 litros, José Bulka (719,16 litros) alcançou 90 pontos, Raul dos Santos (884,52 litros) chegou a 80 pontos, e Rafael Draghi (699,59 litros), em terceiro lugar, teve 68 pontos.
 
Por último, em produção de até 500 litros, os produtores reconhecidos foram Clovis Mendes Paiva (323,60 litros), com 87 pontos, Claudio Aparecido de Souza (271,22 litros), que teve 83 pontos, e Adriano Hennig (208,94 litros), 82 pontos.
 

As informações são do INFORME PARANÁ COOPERATIVO.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint