ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Mintel: brasileiros optam cada vez mais por bebidas naturais

O mercado brasileiro de refrigerantes, que encolheu 4,6% em volume de vendas no ano passado, para 11,5 bilhões de litros, pode apresentar nova queda neste ano, entre 5% e 6%, estima a empresa de pesquisas Mintel. O segmento, avalia a companhia, está perdendo espaço para bebidas com apelo mais saudável, como sucos, água de coco e chás.

Segundo pesquisa da Mintel feita em fevereiro, com 1.355 brasileiros, 31% escolheu mais bebidas não alcoólicas no lugar das alcoólicas nos últimos 12 meses. Do total, 38% disse estar interessado em bebidas com benefícios vindos de ingredientes naturais; 34% informou que gostaria de ver mais opções de bebidas sem adoçantes artificiais; 34% gostaria de ver mais bebidas não alcoólicas com embalagens retornáveis; e 28% gostaria de ver mais opções de bebidas vegetais.

O estudo mostrou que as bebidas não alcoólicas mais consumidas nos últimos 12 meses foram, pela ordem: suco, leite, refrigerante, água natural, bebidas com leite saborizadas, água com gás, energéticos, chá gelado, água saborizada, bebidas esportivas e café gelado. A pesquisa também revelou que 30% dos brasileiros estão comprando mais bebidas com ingredientes naturais e 25% consumindo menos bebidas com ingredientes artificiais.

A Mintel indicou, no estudo, que as fabricantes têm investido muito no desenvolvimento de embalagens. Do total de lançamentos feitos pelas fabricantes de bebidas no país em 2017, 41% foram de produtos com novas embalagens. Outros 29% foram de novos produtos e 20% foram de novas variedades de bebidas. Na avaliação da empresa, isso mostra que a categoria de bebidas não alcoólicas ainda tem muito espaço para inovar com novos produtos e formulações.

Entre as maiores fabricantes de bebidas não alcoólicas com operação no país, a Coca-Cola tem liderado o lançamento de inovações. Desde o quarto trimestre, a companhia lançou no Brasil a Del Valle 100% Origens, feito só com ingredientes naturais, sem adição de açúcar, e em embalagens de vidro; uma Sprite com toque de menta; a Crystal Sparkling, água gaseificada, aromatizada e sem açúcar ou adoçantes. Isso sem contar os lançamentos de novas embalagens para produtos já existentes.

Apesar disso, a Coca-Cola apresentou em 2017 um desempenho em linha com o mercado, com queda no volume de vendas de 6% no Brasil, conforme o balanço divulgado pela companhia.

Segundo a Euromonitor International, a Coca-Cola liderou o mercado brasileiro de refrigerantes em 2017, com 57,8% de participação. A Ambev, dona do Guaraná Antarctica, é a segunda colocada, com 16,4%. A Heineken, que detém as marcas Viva Schin e Itubaína, é a terceira maior empresa de refrigerantes do mercado, com 4%. Outras marcas somam 21,4%.

A Ambev lançou uma linha de bebidas com leite vegetal à base de coco com a marca Do Bem no ano passado. A empresa informou que, em 2017, as vendas de não alcoólicos tiveram queda de 4,3% em vendas, com resultado um pouco melhor que a média do mercado.

A Pepsico e a Heineken investiram em novas embalagens no mesmo período. A Pepsico não divulga resultados no Brasil. Na América Latina, a receita cresceu 8% em 2017, para US$ 7,21 bilhões, e caiu 1,5% em volume. A Heineken reportou crescimento de duplo dígito no Brasil com cervejas, mas não informou como foi o desempenho de vendas de refrigerantes.

Analistas do banco Credit Suisse disseram em relatório, recentemente, que a indústria de bebidas não alcoólicas está levando mais tempo para se recuperar no Brasil que a indústria de cervejas.

As informações são do jornal Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.