FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Arábia Saudita: laticínio Almarai recebe empréstimo de US$ 100 milhões do BERD

O Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (BERD) concedeu um empréstimo de US$ 100 milhões à empresa de laticínios da Arábia Saudita, Almarai. Os recursos do empréstimo serão destinados para as subsidiárias de laticínios e sucos da empresa no Egito e na Jordânia, respectivamente chamadas de Beyti e Teeba.

Até US$ 90 milhões são destinados à Beyti para financiar sua expansão da capacidade de produção de laticínios e sucos e crescente necessidade de capital de giro e US$ 10 milhões para a Teeba para fortalecer sua base de capital e financiar suas necessidades permanentes de capital de giro.

O projeto pretende fortalecer os vínculos com os agricultores locais, com um aumento no número de fazendas parceiras no Egito que cumprirão as regras de compras da Beyti e com a transferência de know-how para os produtores locais existentes na Jordânia. A iniciativa visa apoiar a expansão das exportações da Beyti para o mercado externo e favorecer as entradas de investimento estrangeiro direto nos setores de laticínios e sucos do Egito e da Jordânia.

Tanto a Beyti quanto a Teeba são de propriedade majoritária e controladas pela Almarai por meio de uma participação de 52%, enquanto os restantes 48% são detidos pela Pepsico Inc.

Vale destacar que tanto a Beyti quanto a Almarai estabelecem padrões ambientais e de bem-estar animal que as fazendas fornecedoras de leite devem cumprir. Um processo de auditoria é usado para avaliar as fazendas antes que elas possam fornecer leite à empresa, e todos os fornecedores são auditados regularmente quanto aos aspectos de qualidade, meio ambiente, social e de saúde e segurança.

O Código de Conduta do Fornecedor Global da PepsiCo é usado pela Beyti na seleção e auditoria de seus fornecedores. É necessário que um médico veterinário esteja presente em cada fazenda.

Por meio de fundos de cooperação técnica e após a assinatura do empréstimo, está planejado um estudo diagnóstico focado nos produtores, processadores e intermediários de leite na Jordânia, em um esforço para destacar as melhores práticas e possíveis melhorias na cadeia de fornecimento de leite cru no país.

O estudo terá como objetivo identificar gargalos no setor da Jordânia, que, segundo o BERD, está sofrendo recentemente com baixos preços causados pelo excesso de oferta, baixos rendimentos e questões de qualidade e rastreabilidade. O estudo também terá como objetivo desenvolver recomendações para superar os problemas atuais do setor.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.