ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Boas práticas de gestão na propriedade leiteira: por que você deve estabelecer?

NOVIDADES DOS PARCEIROS

EM 08/03/2022

4 MIN DE LEITURA

0
0

Na pecuária leiteira, uma boa gestão diz muito sobre o andamento da atividade. Sem a adoção das boas práticas de gestão, nenhuma propriedade leiteira terá a força necessária para ser reconhecida neste competitivo mercado. Exatamente por isso, tudo começa com uma gestão que seja eficaz para garantir os melhores resultados na atividade.

A adoção de boas práticas de gestão da atividade leiteira permite que o produtor consiga otimizar a produtividade e a lucratividade, além de auxiliar na tomada de decisão estratégica do negócio.

Nesse contexto, é fundamental entender a importância das boas práticas de gestão e quais são os principais pontos a serem desenvolvidos no comando da sua propriedade leiteira.

Quais são os objetivos das boas práticas de gestão da propriedade leiteira?

Na atividade agropecuária, a gestão rural pode ser classificada como um conjunto de atividades, habilidades e conhecimentos que permitem o melhor gerenciamento da atividade e um rumo mais claro para o negócio. Para isso, é necessário considerar desde as questões financeiras até as questões zootécnicas, por meio da administração da fazenda.

Toda propriedade leiteira deve priorizar a manutenção de um ambiente que seja adequado ao processo de produção. Isso só é conquistado por meio da adoção de boas práticas de gestão que priorizem a máxima eficiência da propriedade.

Tais práticas irão garantir:

· Maior qualidade à produção, resultando em máxima produtividade;

· Máxima funcionalidade das instalações;

· Segurança de trabalho aos colaboradores;

· Maior lucratividade ao sistema produtivo;

· Sanidade e bem-estar animal;

· Prioridade às atividades que visem a sustentabilidade.

Para garantir que a boa prática de gestão traga melhores resultados à propriedade leiteira, o produtor deve ainda procurar registrar a produção, os custos e a rentabilidade de sua fazenda. Deve também gerenciar todos os itens do fluxo de caixa, com despesas e receitas.

Tais medidas correspondem à base das análises financeiras e de tomada de decisões na propriedade, como veremos a seguir.

 

Princípios para adotar boas práticas de gestão

Está claro que a gestão rural é fundamental para garantir um controle mais assertivo sobre o rumo da propriedade leiteira. Dessa forma, é essencial considerar alguns dos princípios fundamentais para administrar uma fazenda com sucesso.

· Priorizar o bem-estar animal

Produtores que atuam diretamente com animais sabem que estes são os principais ativos da atividade, o que torna fundamental o foco nos princípios de bem-estar animal.

Com um manejo bem realizado, infraestrutura adequada e cuidados nutricionais eficientes, é possível adotar boas práticas que irão garantir a produtividade e a qualidade do sistema.

· Investir em diversos níveis administrativos de conhecimento

Para tomar decisões estratégicas norteadas pelos objetivos da empresa há a necessidade de que a atividade seja conduzida por uma equipe bem treinada, capaz de auxiliar em um conjunto de conhecimentos relativos à localização rural, ao tipo de produção, aos desafios e às peculiaridades do negócio em questão.

· Realizar medições constantes

Ter acesso a relatórios atualizados com os gastos, custos e números totais da fazenda é essencial dentro das boas práticas de gestão. Tal medida permite uma estruturação focada em resultados, com a possibilidade de eliminar gastos desnecessários e otimizar a geração de lucro.

Para isso, a propriedade deve dispor de um planejamento do sistema de produção, contendo:

- Objetivos e os meios para alcançá-los;

- Responsabilidades de cada colaborador;

- Cronograma de execução.

· Utilizar tecnologias de ponta e softwares de gestão

Hoje em dia, as tecnologias que permitem a interface com o campo e o melhoramento da produtividade possibilitam uma gestão da propriedade leiteira muito mais assertiva em todos seus aspectos, desde a alimentação até o transporte do leite.

Os softwares de gestão também podem ser encarados como ferramentas essenciais para o controle das finanças e o gerenciamento da rotina produtiva.

 

Controle zootécnico: parte essencial das boas práticas de gestão da pecuária leiteira

Além das questões relacionadas às boas práticas de gestão na ordem econômica, a gestão zootécnica é também essencial!

A principal meta da gestão zootécnica é acompanhar o que acontece com os animais da propriedade do ponto de vista de produção, de sanidade e de reprodução.

Um manejo mais eficiente da propriedade leiteira depende de animais identificados por meio de brincos, tatuagens e colares, permitindo a separação de animais doentes, além de ajudar no controle de produção, reprodução e sanidade de cada animal.

O proprietário deve também adotar alguma forma de controle zootécnico do rebanho, visando o aumento da produtividade, como por exemplo: fichas de controle de desempenho produtivo, ponderal, critérios de seleção e descartes.

Ao realizar as boas práticas de controle zootécnico do rebanho, o produtor conseguirá:

· Conhecer a produção de cada vaca durante sua vida útil;

· Selecionar os animais de forma mais eficiente;

· Promover a secagem das vacas 60 dias antes do parto ou por baixa produção, segundo os critérios estipulados para o rebanho;

· Selecionar as filhas das melhores vacas para permanecerem no rebanho, promovendo o melhoramento genético dos animais;

· Verificar ao longo de um determinado período de tempo a evolução da produtividade do rebanho.

Com essas e muitas outras medidas associadas às boas práticas de gestão, o gerenciamento da propriedade se torna mais preciso e a chance de erros ou precipitações na tomada de decisão será diminuída gradativamente.

Para saber mais sobre as boas práticas de gestão da propriedade leiteira, acesse nosso e-book exclusivo sobre o tema!

Este é um material do CheckmilkCheckmilk é uma plataforma digital brasileira para Qualificação e Desenvolvimento de Fornecedores de Leite e tem como propósito prover o mercado lácteo (laticínios e usinas de leite), com soluções e ferramentas de suporte.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint