ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

MilkPoint faz parceria com o Laboratório de Leite e Derivados da UFV e lança blog sobre leite e derivados

NOTÍCIAS AGRIPOINT

EM 15/06/2012

5 MIN DE LEITURA

0
0
Inovaleite UFV, assim será chamado o blog sobre tecnologia de alimentos que será escrito por um grupo de professores do Laboratório de Leite e Derivados do Departamento de Tecnologia de Alimentos (DTA) da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

O Laboratório de Leite e Derivados do DTA-UFV tem o objetivo de produzir conhecimento científico na área de leite e derivados a fim de contribuir para a evolução da Ciência e da Tecnologia dos lácteos no Brasil e agora poderá apresentar um pouco mais dos trabalhos executados através do blog Inovaleite UFV. Para tal, desenvolve pesquisas na área de ciência básica e na área de ciência aplicada.

O Laboratório trabalha integrado com diferentes Instituições de Ensino e Pesquisa possuindo parcerias em rede internacional com o Science et Technologie du Lait et de L´oeuf - STLO (França), Centro Tecnoloxico do Leche - CT Lácteo (Espanha), Centre de Recherche em Sciences et Technologie du Lait (Canadá) e com o Dairy Products Technology Center - CAL POLY (Estados Unidos). Integra no Brasil o Pólo de Excelência do Leite e Derivados em parceira com o Instituto de Laticínios Cândido Tostes (EPAMIG), com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com a EMBRAPA Gado de Leite, com a Universidade Federal de Lavras (UFLA) e com o Instituto Federal de Educação Tecnológica do Sudeste Mineiro (IFET).

As principais linhas de pesquisas realizadas no Laboratório são:
- Tecnologias de separação por membranas de microfiltração, osmose reversa, nanofiltração e ultrafiltração;
- Termodinâmica das interações químicas de compostos lácteos;
- Microbiologia do leite e derivados aplicado ao processamento de lácteos;
- Tecnologia de lácteos concentrados e desidratados, com ênfase em doce de leite, leite condensado, soro em pó e concentrados proteicos em pó;
- Desenvolvimento de produtos lácteos com ênfase em lácteos funcionais;
- Análise de risco na produção de queijos;
- Interações químicas entre compostos em sistemas lácteos,
- Formação de biofilmes e adesão bacteriana na indústria de laticínios.

O Laboratório entende que as pesquisas realizadas devem ter retorno direto para a sociedade e para tal, realiza a divulgação dos resultados em revistas científicas internacionais e nacionais, revistas e jornais de divulgação de conhecimento para o público em geral, realiza treinamentos ´in loco´ para os profissionais da indústria, contribui para o Sindicato das Indústrias de Laticínios de Minas Gerais e trabalha em parceria com a iniciativa privada.

O Laboratório de Leite e Derivados trabalha em parceria com diferentes empresas de laticínios, na transferência de conhecimento e participando na inovação tecnológica, e com empresas de aditivos na realização de testes, treinamentos e pesquisas como a BKG - ADICON, Gemacom Tech, Prozyn, Kerry e Hexus.

Atualmente o laboratório possui: 5 estudantes de doutorado, 5 estudantes de mestrado, 14 estudantes de graduação e 4 estudantes realizando formação complementar em outros países.

Contribuirão para esse blog os professores Antônio Fernandes de Carvalho, Ana Clarissa dos Santos Pires e Ítalo Tuler Perrone e seus orientados. Conheça abaixo um pouco mais sobre os autores:

Antônio Fernandes de Carvalho

Técnico pelo Instituto de Laticínios Cândido Tostes, graduado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Juiz de Fora, trabalhou como Técnico de Nível Superior EPAMIG/ILCT. Mestre em Sciences Alimentaires: Lait et Produits Laitiers Université de Caen - Normandia-França (1990). Especialista em microbiologia pelo Institut Pasteur - Paris. Doutor em Sciences et Techniques des Industries Agricoles et Alimentaire - ENSAR - Rennes- França (1994) e pós-doutor no Laboratório de Culturas Láticas/BIOAGRO UFV (1996). Trabalhou durante 8 anos como gerente industrial na área de laticínios durante o qual desenvolveu e registrou 73 produtos no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento e também desenvolveu, registrou e implementou projeto da ETE junto ao FEAM/COPAM/MG. É sócio proprietário do Laticínios Union Ltda. Membro do Corpo Editorial da Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, e participa como revisor do Journal of Food Science, Brazilian Journal of Microbiology e Editora UFV. Desde 2006 é professor adjunto da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Ciência de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologia e microbiologia de leite e derivados, desenvolvimento de produtos lácteos funcionais, legislação e inspeção de indústrias de laticínios, taxonomia de bactérias láticas. Coordena o Laboratório de Leite e Derivados do DTA e coordenou o Laboratório de Culturas Lácteas do BIOAGRO/UFV. Possui uma patente depositada na área de produtos lácteos funcionais. Junto a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior é o coordenador técnico do convênio entre Minas Gerais e a Região Bretanha - França para a área de Leite e Derivados. É responsável pelo Centro de Aplicação em Técnicas de Membrana aplicado a laticínios e gestor de capacitação de recursos humanos em boas práticas de fabricação do Pólo de Excelência do Leite - MG. Participou da formação e foi secretário do comitê brasileiro do International Dairy Federation - FIL Brasil. Participa do Dairy Science and Technology Committee. Desenvolve trabalhos de transferência de tecnologia, inovação tecnológica e implementação de ferramentas de qualidade em diferentes laticínios e mantém parceria com empresas na área de aditivos. Foi eleito como um dos diretores do Sindicato das Indústrias de Laticínios de Minas Gerais nas gestões 2008-2011 e 2011-2014.

Ana Clarissa dos Santos Pires

Doutora em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal de Viçosa (2009), possui mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos (2006) e graduação em Ciência e Tecnologia de Laticínios (2004) pela mesma instituição. É professora adjunta no Departamento de Tecnologia de Alimentos, da Universidade Federal de Viçosa desde 2009. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Química e físico-química de leite e derivados, Embalagens de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: interações químicas entre compostos em sistemas lácteos, biossensores, embalagens ativas, embalagens inteligentes, revestimentos comestíveis, microbiologia de alimentos e adesão bacteriana.

Ítalo Tuler Perrone

Técnico em Laticínios (Instituto de Laticínios Cândido Tostes), Bacharel em Química (UFJF), Mestre (UFLA) e Doutor em Ciência dos Alimentos (UFV). Foi Professor do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT). Atualmente é Professor Adjunto no Departamento de Tecnologia de Alimentos (DTA) da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Possui experiência na Área de Tecnologia de Produtos Lácteos Concentrados e Desidratados, atuando principalmente nos temas: doce de leite, leite condensado e soro em pó.

O Laboratório encontra-se aberto e com grande interesse na realização de pesquisas, treinamentos e parcerias com Instituições de Pesquisa e Ensino, com associações e conselhos de Classe, com os Órgãos de Fiscalização e com todas as Indústrias envolvidas com a cadeia do leite e de seus derivados.

Clique aqui e veja o primeiro post sobre Secagem de soro

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint