FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Eu não vendo leite!

FABRÍCIO NASCIMENTO

EM 27/08/2020

1 MIN DE LEITURA

1
11
A forma como você olha seu trabalho ou seu produto pode ser diferente. Esta diferença na forma de ver pode tornar sua atividade mais prazerosa e satisfatória.
 
O leite pode ser visto de diversos ângulos.
 
Não vendemos leite!
 
Vendemos o brilho nos olhos de uma criança que feliz em meio às suas brincadeiras toma um sorvete  ou um milkshake, delicioso e refrescante.
 
Vendemos a alegria dos amigos, que reunidos entre sorrisos, selfies e histórias legais, comem uma pizza com muito queijo e uma suculenta borda de cheddar.
 
Vendemos o aconchego nos dias frios, quando um chocolate quente aquece e revigora.
 
Vendemos a satisfação do aluno de academia que no final de um treino puxado, exausto, pingando suor, bebe seu whey protein repondo as energias reidratando e dando disposição para o próximo. 
 
Vendemos a felicidade do domingo em família, onde todos se esbaldam no pudim, no brigadeiro, no doce de leite... Quem nunca caiu nesta tentação? 
 
Vendemos a responsabilidade do nutricionista que inclui lácteos na dieta dos idosos como forma de repor o cálcio.
 
Vendemos a sensação incomparável da vitória de um concurso de culinária, no qual um competidor que adicionou um pouquinho mais de leite em sua receita foi agraciado com o primeiro lugar devido ao sabor incrível do seu prato.
 
Poderia ficar horas escrevendo o que o leite representa, somos abençoados por produzir um produto que está presente em todos estes momentos citados a cima e muitos outros.
 
Devemos nos sentir orgulhosos por poder entregar tantos benefícios para nossos consumidores.
 
E para você o que o leite representa? 

FABRÍCIO NASCIMENTO

Produtor de leite em Jóia, Rio Grande do Sul, e palestrante.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

FABIO RIBEIRO LEMBI

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 31/08/2020

Parabéns Fabrício, concordo 100% com sua colocação. Será que tomamos cerveja ou comemos hambúrguer porque faz bem à saúde? Sem entrar nesse mérito, não é esse o mecanismo que nos impulsiona a consumí-los, e sim saciar nossa vontade de fazê-lo. Sabemos que produzimos um bom produto, que traz benefícios à saúde, mas creio que, como você bem colocou, passarmos mais tempo tentando justificar a compra pela razão, do que explorando justamente o lado emocional, das sensações, dos derivados deliciosos que são inúmeros e são adorados pelos consumidores e que, esse sim, impulsiona a compra do leite pra consumo direto ou como matéria-prima para os mais deliciosos queijos, iogurtes, milk-shakes, biscoitos, bolos, manteigas, chocolates e por aí vai!
MilkPoint AgriPoint