ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Manejo da mão-de-obra na criação de novilhas de reposição

POR CARLA MARIS MACHADO BITTAR

E LUCAS SILVEIRA FERREIRA

CARLA BITTAR

EM 21/12/2007

9 MIN DE LEITURA

2
0
A razão para o desenvolvimento de um programa de manejo da mão-de-obra é em ultima instância conseguir que o trabalho seja realizado da forma correta e na hora certa. Para propriedades conduzidas por uma única pessoa ou por uma família os problemas relacionados com o manejo da mão-de-obra são mínimos uma vez que o trabalho e as responsabilidades são desempenhadas pela mesma pessoa ou por um pequeno grupo de pessoas.

À medida que o rebanho aumenta, mais tempo é necessário para o manejo em si de forma que a disponibilidade de tempo para ordenha, alimentação, manejo de esterco e outras rotinas diminui. Assim, um maior número de atividades é realizado por pessoas contratadas o que aumenta a importância de um programa de manejo da mão-de-obra.

O contínuo sucesso da operação depende não somente da habilidade dos responsáveis em manejar a terra, o capital, o rebanho, etc., mas também da habilidade em fazer com que o trabalho seja bem feito através de outros. Muitos proprietários que, através de trabalho árduo e bom manejo do rebanho, desenvolveram fazendas leiteiras familiares de sucesso falharam quando expandiram para operações maiores exatamente por não serem hábeis em fazer com que o trabalho fosse realizado tão bem quanto quando este era realizado por ele mesmo.

O manejo da mão-de-obra ganha importância conforme o rebanho aumenta em tamanho, em nível de produção ou grau de mecanização. Mais vacas representa um aumento no número de pessoas contratadas. Maior produção irá aumentar a susceptibilidade de vacas a uma variedade de problemas, além de exigir programas mais precisos de alimentação, ordenha, etc., de forma a evitar problemas. Para ser um bom gerente de qualquer operação de produção de leite que é grande o suficiente para exigir a contratação de pessoal, o proprietário precisa aprender técnicas de como conseguir que o trabalho seja bem feito e no momento certo através de outras pessoas.

Ou seja, deverá ser capaz de manejar pessoas assim como manejar terra, capital, rebanho, etc. Isso envolve adequado planejamento das necessidades de trabalho, contratação de pessoal, treinamento dos contratados para realizar o trabalho de forma correta e eficiente. Um bom gerente irá também se concentrar em motivar seus funcionários, garantindo um ambiente de trabalho seguro e saudável e mantendo bom relacionamento entre funcionários. A maior parte dos princípios envolvidos nas funções de manejo de mão-de-obra pode ser aplicada em operações familiares ou não.

O inadequado manejo da mão-de-obra no que se refere a escolha da pessoa que vai lidar com os animais propriamente, como o tratador de bezerros por exemplo, pode resultar em grandes problemas como baixo desempenho animal e alta taxa de mortalidade. Como vimos em Radares Técnicos anteriores, tanto a taxa de mortalidade como o baixo desempenho animal pode aumentar de forma marcante o custo de produção de novilhas de reposição. Assim, o bom manejo da mão de obra é chave para o sucesso das modernas fazendas leiteiras.

O manejo da mão de obra inclui a delegação de tarefas, a supervisão de empregados e a realização de tarefas de maneira ordenada, em momentos adequados. Adicionalmente, os funcionários devem estar cientes das conseqüências no desempenho e saúde do rebanho, assim como no custo de produção, de lapsos no manejo e de tarefas realizadas de forma incorreta.

Quando o gerente delega responsabilidades aos empregados, isto significa que ele conhece tanto os procedimentos básicos para a realização de tarefas assim como as qualificações destes funcionários. Os procedimentos básicos para a realização de tarefas são importantes para manutenção de um ambiente de trabalho seguro, assim como para a otimização do desempenho animal.

É ilusório esperar que funcionários que não tenham qualificações necessárias ou que foram mal treinados realizem uma tarefa corretamente. Ainda assim, é comum observar em campo funcionários analfabetos realizando a aplicação de medicamentos com dose em função do peso vivo ou ainda realizando a pesagem semanal dos animais; funcionários com questionáveis noções de limpeza e higiene realizando a limpeza de utensílios como mamadeiras e baldes utilizados durante o aleitamento, o que invariavelmente resulta em alta freqüência de diarréia; ou ainda funcionários com temperamento difícil sendo responsáveis pelo treinamento de bezerros para aleitamento através de balde.

Desempenhar uma tarefa apropriadamente pode ser definido pelo cumprimento do trabalho conforme o "passo a passo" dos procedimentos básicos de realização de tarefas. Estes procedimentos básicos são procedimentos escritos, como uma cartilha simples, de como um determinado trabalho deve ser realizado. Ter essa informação escrita minimiza falhas de comunicação entre o proprietário da fazenda, o gerente e os empregados. Existem quatro pontos básicos para serem lembrados no que diz respeito ao manejo da mão de obra e na certificação de que os procedimentos básicos de realização de tarefas estão sendo seguidos:

1)Se reunir com os funcionários e discutir como os protocolos utilizados estão sendo implementados. Esse exercício auxilia o processo de três maneiras, pois permite verificar se os funcionários estão seguindo os procedimentos básicos de realização de tarefas, se estes foram treinados adequadamente e se os procedimentos básicos de operação precisam ser atualizados.

2)Listar ou descrever eventos passo a passo. São normalmente os pequenos detalhes, os quais sempre considerados como óbvios, que criam os maiores problemas. Um exemplo é a má higienização de utensílios para aleitamento. Parece óbvio que estes precisam ser lavados com água e sabão após o fornecimento da dieta líquida, ainda assim este continua sendo um gargalo em vários bezerreiros. Dessa forma, descreva todas as atividades para que nenhuma etapa do processo seja esquecida ou negligenciada.

3)Descreva os procedimentos básicos de realização de tarefas da forma mais simples e acessível aos funcionários, evitando interpretação inadequada do procedimento assim como a maneira, o momento e o local onde as tarefas devem ser realizadas.

4)Crie um ambiente de comprometimento. Todos os funcionários devem ter pleno conhecimento dos procedimentos básicos de realização de tarefas, os quais devem estar afixados em áreas de boa visibilidade. Isso auxilia novos funcionários, assim como funcionários temporários, a realizar as tarefas corretamente.

Os procedimentos básicos devem permitir que as tarefas sejam realizadas de maneira pontual e consistente todos os dias. Isso pode auxiliar o gerente em fazer uso eficiente de todos os recursos disponíveis e não somente a mão de obra.

Desenvolvendo um quadro de tarefas

Para garantir que gerentes e funcionários entendam suas funções e responsabilidades é interessante o desenvolvimento de um sistema de determinação de tarefas e responsabilidades. Um simples quadro de tarefa foi desenvolvido para ser utilizado em cada uma das quatro fases de crescimento de novilhas, sendo apresentado como exemplo o quadro referente a fase de aleitamento dos bezerros. Lembre-se que este é um quadro a ser utilizado como exemplo ou guia para o desenvolvimento de um quadro específico para cada sistema de produção. Sua intenção é auxiliar funcionários e gerentes a pensar em novas maneiras de melhorar o sistema de manejo da mão-de-obra. O quadro de tarefas deve conter os seguintes itens:

1)Tarefas: As tarefas deverão ser auto explicativas na maior parte dos casos. O corpo de funcionários e a tarefa de manejo geral para o proprietário ou gerente é separar tempo para o manejo e treinamento dos funcionários. Também deve ser incluída uma concessão para que o proprietário e o gerente passem por treinamento ou workshops de desenvolvimento pessoal. Exemplos de educação continuada incluem a participação em workshops de extensão e visitas a outras propriedades. Algum tempo deve ser reservado para leitura de jornais e revistas e pesquisas na Internet, para informação do que possa aumentar a eficiência geral do negocio.

2)Freqüência: Esse é o numero de ocasiões por período de tempo que uma tarefa deverá ser realizada. O corpo de funcionários é a pessoa que desenvolverá um trabalho em particular ou é o responsável principal por esta tarefa. Um funcionário bem treinado é aquele que segundo o proprietário ou gerente é capaz de realizar tarefas satisfatoriamente sem supervisão direta ou com reduzida supervisão.

3)Tempo: tempo aproximado para realizar uma tarefa especifica.

4)Custo da mão de obra: custo por período de tempo utilizado na realização de tarefas.

5)Fator de responsabilidade (de 1 a 5): O fator de responsabilidade é uma medida da importância de realizar tarefas corretamente e em tempo adequado. Um alto fator de responsabilidade implica que as conseqüências da não realização de uma tarefa de forma adequada podem ser extremamente onerosas ao sistema de produção.

6)Resultados: resultado de completar uma tarefa adequadamente ou no tempo certo.

7)Conseqüência: resultado de realizar o trabalho incorretamente ou no tempo inadequado.

Exemplo de quadro de tarefas: Período de aleitamento











Resumo do quadro de tarefas

Bezerras em aleitamento

As tarefas diárias relacionadas à alimentação são as mais freqüentes para este grupo, entretanto tarefas relacionadas à preparação da alimentação e higienização de equipamentos e utensílios têm um maior fator de responsabilidade. Elas exigem funcionários bem treinados ou que o proprietário ou gerente realize esta tarefa. Este item também tem a mais alta conseqüência potencial para o sistema de produção caso não seja realizado de maneira correta. A avaliação da saúde dos animais é também uma tarefa de alta prioridade e tem grande conseqüência nas perdas tanto de tempo quanto econômicas. As outras tarefas são importantes, mas não tão críticas quanto a saúde e o bem-estar de bezerros no dia-a-dia.

As outras tarefas podem ser feitas ocasionalmente de forma a manter um sistema de cria de bezerros bem controlado. O grau de manutenção de informações e de manejo geral ou de mão de obra varia grandemente com o tamanho da operação e com os objetivos de cada propriedade. Dessa forma, o tempo relacionado com estas tarefas não é dado no exemplo.

Para elaborar o quadro de tarefas das fases seguintes de crescimento de novilhas de reposição as seguintes considerações podem ser utilizadas:

Bezerras do desaleitamento aos 6 meses

Nesta fase a adequada preparação do alimento, avaliações regulares da saúde do animal, manejo geral e de mão de obra são os fatores mais importantes a serem executados. Além da alimentação e de reparos, outros fatores relacionados com as novilhas desta fase são mais flexíveis no que se refere ao momento de execução. A manutenção de informações, no entanto, tem uma alta importância relativa e é critica para o sucesso da propriedade e para o bem estar animal. Parte da manutenção dessas informações é o monitoramento do crescimento dos animais, o que inclui peso e altura.

Novilhas de seis meses à cobertura

Nesta fase, as tarefas, a importância relativa, os resultados e as conseqüências são similares aos observados para o grupo anterior. Algumas das tarefas diárias têm uma menor importância relativa uma vez que a natureza das conseqüências imediatas não tem tanto impacto no sistema de produção. Por exemplo: se uma ração não é preparada da forma correta em um dia, a conseqüência é trivial. Entretanto, se não for preparada corretamente durante uma semana as conseqüências passam a ser importantes. Inadequadas práticas de manejo durante longo período de tempo têm grandes conseqüências, de forma que nesta fase o manejo apresenta a mais alta importância relativa. Durante este período de tempo a detecção de cio e a inseminação se tornam fatores de grande importância. O tempo despendido com estes aspectos pode ter grande impacto no custo geral de produção e na idade média ao parto.

Novilhas da inseminação ao pré-parto

Como observado para o grupo anterior, conforme as novilhas ficam mais velhas e maiores, a importância relativa de tarefas diárias é menos crítica para os resultados, embora problemas semanais ou mensais sejam importantes. O manejo deve ter algum grau de controle de qualidade para manter taxas de crescimento adequadas e consistentes, obviamente com custo adequado.

Considerações Finais

Lembre-se que a simples elaboração de procedimentos básicos de realização de tarefas não melhora a eficiência da utilização de mão de obra e consequentemente a eficiência do sistema de produção de animais de reposição. Os funcionários devem estar cientes de suas responsabilidades, comprometidos com os objetivos da criação e, acima de tudo, motivados com seu trabalho.

Material Consultado

Covey, S. Os sete hábitos das pessoas altamente eficazes. Ed. Best Sellers., 2005, 444p.

Tozer, P.; Schriefer, T.; Heinrichs, J. Labor Management for Heifer Rearing. DAS 99-13 College of Agricultural Sciences, Cooperative Extension, 8p.

Umphrey, J.E.; Bray, D. R.; Webb, D. W. Labor Management. DS 80, IFAS Extention, University of Florida, 1992, 7p.

CARLA MARIS MACHADO BITTAR

Prof. Do Depto. de Zootecnia, ESALQ/USP

LUCAS SILVEIRA FERREIRA

Engenheiro agronômo formado pela UFSCar e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ - USP na área de nutrição e avaliação de alimentos para bovinos. Atualmente exerce a função de Nutricionista de Ruminantes na Agroceres MMX Nutrição Animal

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CARLA MARIS MACHADO BITTAR

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 12/05/2008

Ronaldo,

O ideal é que as novilhas sejam inseminadas com aproximadamente 60% de peso adulto. Quando a inseminação e prenhez ocorrem antes a novilha terá seu crescimento reduzido não atingindo o peso adulto de sua raça. Lembre-se que o peso ao parto tem alta correlação com produção de leite, o que significa que novilhas parindo com baixo peso apresentaram menor produção de leite na primiera lactação.
Att.,
Carla Bittar
RONALDO MENDONÇA DOS SANTOS

UBERABA - MINAS GERAIS

EM 10/05/2008

Há interferência no crescimento das novilhas quando inseminadas muito novas? Levando em consideração que o produtor tem uma boa oferta de alimentos e um bom manejo.

Agradecidamente,

Ronaldo.
MilkPoint AgriPoint