ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Guia da Anvisa para probióticos em alimentos

POR ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

E ADRIANO GOMES DA CRUZ

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

EM 02/06/2021

1 MIN DE LEITURA

0
2

O emprego de microrganismos probióticos em alimentos no Brasil requer a avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a segunda versão do Guia para Instrução Processual de Petição de Avaliação de Probióticos para uso em Alimentos destina-se a orientar as empresas interessadas em encaminhar um processo de petição.

O guia apresenta procedimentos e métodos considerados adequados ao cumprimento de requisitos técnicos ou administrativos, mas não é normativo e sim de caráter recomendatório, fazendo-se possível abordagens alternativas, desde que devidamente fundamentadas com respaldo da ciência.

Pontos de destaque são o cumprimento de três requisitos: comprovação inequívoca de identidade da linhagem do microrganismo, sua segurança e seu efeito de benefício à saúde.

Apesar de alguns especialistas ou mesmo países defenderem que o status de probiótico possa ser atribuído genericamente a grupos de microrganismos (gêneros ou espécies), a abordagem regulatória adotada pela Anvisa requer a sua demonstração para determinada linhagem (ou cepa) específica.

Esta abordagem está melhor alinhada com a evolução da ciência dos probióticos e permite a busca na literatura por artigos que tratem especificamente de cepa(s) que possa(m) ter sido adicionada(s) para elaboração de produtos com características funcionais.

As empresas interessadas devem montar um dossiê técnico-científico com informações sobre o nome científico do microrganismo, em qual coleção de cultura a cepa está depositada e qual a origem deste microrganismo (de onde foi isolado pela primeira vez). Ademais, precisam apresentar estudos que atestem sua inocuidade.

Um exemplo de metabólito considerado tóxico para humanos são as aminas biogênicas histamina e/ou tiramina, produzidas por algumas bactérias ácido láticas em alimentos fermentados. Desta forma, a capacidade de produção destas aminas deve ser investigada e descartada.

Destaca-se também a necessidade de inclusão de literatura científica que comprove propriedades funcionais para embasar a alegação pleiteada, podendo o efeito de promoção de saúde ser atribuído à linhagem única ou combinação de cepas, considerando-se a possibilidade de o efeito benéfico ser observado apenas na presença da combinação de cepas, ou ser potencializado por este consórcio.

Por fim, mas não menos importante, vigilância pós-mercado também é um ponto fundamental.

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

Referência

BRASIL, 2021. AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Guia de Instrução Processual de Petição de Avaliação de Probióticos para Uso em Alimentos Guia nº 21/2021 – versão 2, de 05/05/2021.  <https://antigo.anvisa.gov.br/documents/10181/5280930/guia+21+v2.pdf/dac5bf5f-ae56-4444-b53c-2cf0f7c15301> Acesso em: 25 de maio de 2021

ADRIANE ELISABETE ANTUNES DE MORAES

Docente da Faculdade de Ciências Aplicadas-FCA/UNICAMP. Graduação em Nutrição (UFPEL), Mestrado em Ciência e Tecnologia Agroindustrial (FAEM/UFPEL), Doutorado em Alimentos e Nutrição (FEA/UNICAMP), Pós Doutorado no TECNOLAT/ITAL.

ADRIANO GOMES DA CRUZ

Engenheiro Químico, Doutor em Tecnologia de Alimentos (UNICAMP), Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) - Departamento de Alimentos.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint