Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

Leilão GDT registra 5ª alta consecutiva

postado em 16/05/2017

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

No segundo leilão GDT de maio, ocorrido em 16/05, os preços dos lácteos registraram nova alta (o preço médio do leilão subiu 3,2%); a média final ficou em US$3.313/tonelada. Dentre todos os produtos comercializados que registraram alta, o maior aumento foi nos preços da manteiga, que variou positivamente 11,2% e fechou a média em US$5.479/tonelada.

Nesse leilão, tanto os preços do leite pó integral quanto do leite em pó desnatado, apresentaram elevação, com o valor médio do leite em pó integral subindo 1,3% (para média de US$ 3.312/ton) e o do desnatado apresentando alta de 1% em relação ao último leilão, chegando a US$ 1.998/ton.

Os preços do queijo cheddar, por outro lado, ficaram praticamente estáveis, com média final foi de US$3.726/tonelada (pequeno crescimento de 0,6% em relação ao último leilão). Interessante comparar estes valores com aqueles praticados no mercado brasileiro: segundo levantamento semanal do MilkPoint Mercado (o serviço on-line de inteligência de mercado do MilkPoint – www.milkpoint.com.br/mercado), o leite em pó integral industrial fechou a última semana, em média, a R$ 13,2/kg aqui no mercado brasileiro, o equivalente a US$ 4.250/ton, enquanto que o leite em pó industrial desnatado teve cotação média de R$ 11,5/kg, ou cerca de US$ 3.700/ton.

Gráfico 1. Evolução dos preços do leilão GDT – US$/ton.




A tabela 1 mostra o cenário teórico de competitividade do leite em pó importado (origem Mercosul) colocado no Brasil e transformado em R$ por litro de equivalente leite fresco.

Tabela 1. Custo teórico do leite em pó integral importado colocado no Brasil (origem Mercosul – TEC = 0%). 

Custo teórico do leite em pó integral importado colocado no Brasil (origem Mercosul – TEC = 0%).

O que se pode verificar é que as duas variáveis mais relevantes para a competitividade do importado comportaram-se de maneira oposta. Os preços internacionais subiram - o leite em pó no GDT estava em cerca de US$ 2.800/ton no início de março e chegou agora a US$ 3.312/ton (18% de aumento acumulado em 5 leilões) mas, a taxa de câmbio tem indo no caminho oposto, sendo cotada a R$ 3,10/US$. No “frigir dos ovos”, a competitividade do produto importado é, neste momento, tênue e dependente do câmbio de fechamento para ser justificada.

Voltando ao GDT, os contratos futuros de leite em pó integral também indicam leve tendência de alta em suas cotações. Como mostra a tabela 1, o preço médio futuro deste leilão ficou entre US$3.250/tonelada a US$3.350/tonelada até outubro de 2017.

Tabela 1. Preços futuros do leilão GDT. 

Preços futuros do leilão GDT.
 

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Sidney Lacerda Marcelino do Carmo

Belo Horizonte - Minas Gerais - Consultoria/extensão
postado em 17/05/2017

O problema é que o governo vem manipulando o preço do dólar. Na situação do país se encontra o dólar teria que estar em torno de 3,60 reais.

Roney Jose da Veiga

Honório Serpa - Paraná - Produção de leite
postado em 17/05/2017

O fator de injustiça e desgoverno é justamente a priorização do produto importado pelas multinacionais do setor! A cada ano que passa vai se destruindo a cadeia de lácteos no Brasil!
A quem interessa isso?

Sidney Lacerda Marcelino do Carmo

Belo Horizonte - Minas Gerais - Consultoria/extensão
postado em 22/05/2017

Mais uma prova que o governo vem manipulando o câmbio, é que nesta semana o governo vendeu dólares para segurar a alta do mesmo devido aos acontecidos políticos. O câmbio tem que ser flutuante.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade