FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Potencialize a vedação da sua silagem

POR THIAGO FERNANDES BERNARDES

E RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/09/2013

2 MIN DE LEITURA

27
0
As propriedades agrícolas podem estocar silagem de várias formas, utilizando os silos horizontais (trincheira ou superfície), o silo torre (que se encontra em desuso no nosso país), o silo-fardo revestido por filme plástico (bolas) e o silo bag.

A maioria dos pecuaristas prefere os silos horizontais, devido ao baixo custo inicial de investimento e elevadas quantidades de forragem que podem ser depositadas no abastecimento e retiradas durante o desabastecimento (etapa de fornecimento de silagem aos animais).

Contudo, silos horizontais permitem a exposição de grande parte da massa de silagem ao oxigênio atmosférico, seja durante a estocagem (fermentação) ou no desabastecimento. Em silos trincheira, as principais áreas que sofrem a influência do ar são àquelas localizadas no topo e as que estão em contato direto com a parede. A presença de ar nessas zonas causa o fenômeno da deterioração aeróbia da massa. Os principais efeitos da deterioração são: perdas de matéria seca, redução do valor nutritivo e desempenho animal e riscos à saúde dos animais e da população humana pelo consumo de produtos de origem animal contaminados com patógenos e/ou micotoxinas presentes na silagem.

Alguns estudos avaliaram a região periférica de silos trincheira e encontraram que as perdas próximas à parede chegaram ao valor de 76%, enquanto que na zona central do silo o valor máximo alcançou 15%. Desse modo, um problema ainda totalmente resolvido no manejo de silos trincheira é a conexão entre o plástico de cobertura e a massa de silagem, o que causa elevados prejuízos.

Excelentes resultados têm sido alcançados quando se coloca uma lona adicional sobre cada uma das paredes da trincheira antes de promover o abastecimento do silo. Durante o abastecimento, a massa de forragem irá garantir a sustentação do filme plástico que se encontra na parte interna do silo. A parte do filme que se encontra no lado externo deverá cobrir a massa logo após o abastecimento. Após esta etapa, uma nova lona deverá garantir a vedação final da trincheira, conforme está demonstrado na Figura 1.

Ressalta-se que os plásticos que estão localizados junto às paredes, não necessitam ser novos, ou seja, o proprietário pode aproveitar lonas usadas em anos anteriores. Somente o plástico utilizado na última etapa é que deve ser novo. Salienta-se também que esta lona deve ser presa por algum tipo de material (pneus usados; terra; sacos de areia) para garantir o sucesso da vedação.

Os resultados desta estratégia de manejo têm mostrado que a massa de silagem que se localiza na região periférica tem sido similar àquela situada na zona central do silo, o que pode ser considerado vantajoso do ponto de vista nutricional e econômico.


Figura 1. Diagrama de revestimento das paredes. Etapa 1 = Durante o abastecimento posicione o plástico sobre as paredes; Etapa 2 = Posicione a sobra da lona sobre a massa de silagem após o abastecimento; Etapa 3 = Cubra a trincheira com outro filme plástico.
 

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

27

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

NORIVAL HERMES DAUMAS SIQUEIRA

CANTAGALO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 08/05/2014

        Quanto  tempo o material precisa ficar acondicionado até que possa ser usado? Após a abertura  do silo a silagem pode ser ensacada ,e por quanto   ?          
THIAGO SÉRGIO DE ANDRADE

SÃO JOÃO DEL REI - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/05/2014

Bom artigo.

Vedar o fundo do silo com lona do ano anterior, tem vantagens também?



Att
JOSE AQUILES DE OLIVEIRA TOSTA JR

MONTE ALEGRE DE MINAS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 05/01/2014

gostaria de saber se vcs sabem informar a respeito do uso de sal branco na superficie do silo antes da cobertura para evitar perdas..att
MARCELO LEANDRO MENON

IPIRANGA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 17/10/2013

Nos aqui no Paraná usamos lonas velhas de caminhão encima da lona plástica tem uma boa vedação e peso suficiente para que não ocorra perdas
THIAGO FERNANDES BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 12/09/2013

Caro Rommel, o nosso artigo descreu justamente isso, ou seja, alternativas para melhorar o processo de vedação utilizando lona plástica. Ou tem algo em específico que você gostaria de saber?



Att,



Thiago & Rafael
RODRIGO REDLICH

AJURICABA - RIO GRANDE DO SUL

EM 11/09/2013

Antigamente na minha região era colocada uma lona inteira na parte inferior do silo a anos atrás, depois o custo aumentou muito e passou a ser utilizado apenas no fechamento do silo, hoje isso é inviavel por ser utilizados desensiladores para retirar a silagem mas, eu ja tinha essa ideia de colocar lona nas laterais do silo para evitar o desmoronamento de terra, agora fica comprovado que essa tecnica ajuda tambem a manter a qualidade do alimento de nossos animais!
ROMMEL JACINTHO DA SILVA

QUIRINÓPOLIS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/09/2013

Gostei da opinião de colocar sacos plásticos e lona plástica para ajudar na qualidade do silo.
DAGOBERTO CÉSAR DE MESQUITA COSTA

SALGUEIRO - PERNAMBUCO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 09/09/2013

Solicitamos informações onde possamos encontrar saco plástico resistente para enchimento de silagem. Assisti no canal rural uma demonstração de enfardamento de silagem com uma prensa hidráulica, onde a forma feita com chapa de ferro e nela colaca-se o saco ( verde) e depois a forragem triturada e logo em seguida a prensagem e depois o armazenamento, em galpão, ótima demonstração onde todo o ar é retirado e o volume de fácil manejo.
LEANDRO DE FREITAS FERREIRA

CAMPINA VERDE - MINAS GERAIS

EM 09/09/2013

Muito bom!
WASHINGTON DE SOUSA FRAGOSO

BARREIRINHAS - MARANHÃO - PRODUÇÃO DE CAPRINOS DE CORTE

EM 07/09/2013

Otima a informação a respeito da vedação.Gostaria de saber tambem sobre o uso do inoculante.Obrigado e boa noite.
WANDERLEY PEREIRA

GARANHUNS - PERNAMBUCO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 07/09/2013

Interessante que, se aplicado ao silo de varas, o aproveitamento será excelente; agora o que nos falta é "jogo de cintura" para quebrar os paradigmas existentes em torno das técnicas milenares.
GUALTER LUIZ BALDI

NOVA PETROLÂNDIA - PERNAMBUCO - OVINOS/CAPRINOS

EM 07/09/2013

Muito bom. São artigos com esta qualidade de informação que solucionam a maioria dos problemas que enfrentamos no dia a dia do campo.

Agradecemos à FarmPoint e aos autores Thiago e Rafael.

Cabanha Santa Clara - Petrolândia-PE.
JAIME DE OLIVEIRA FILHO

ANGATUBA - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

EM 06/09/2013

tive uma informação certa vez a respeito de lona que a parte branca deve ser de material virgem e não reciclado,pois esta 1ª  é mais resistentes.
OSWALDO FERREIRA FILHO

PATOS DE MINAS - MINAS GERAIS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 06/09/2013

Boa iniciativa, reduzir custos é sempre salutar
THIAGO FERNANDES BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 06/09/2013

Dagoberto, continue comprando a lona que tem 200 micras de espessura, mas coloque sobre ela algum material que possa protegê-la do sol, como terra, areia, telhas, folhas etc.

Ocorre que a lona deve ser tratada na indústria com um aditivo contra os raios ultra violeta, mas na maioria das vezes isso não ocorre ou eles não adicionam a quantidade correta porque o aditivo tem alto custo. Infelizmente, quem paga por isto tudo é o produtor....



Att,



Thiago & Rafael
GILBERTO CARDOSOJAURIS

SANTA MARIA - RIO GRANDE DO SUL - PESQUISA/ENSINO

EM 06/09/2013

Vocês tem razão, já utilizei este artifício em silos de superfície com paredes de madeira e observei que deu muito certo, embora não tenha estimado perdas.



Att,
DAGOBERTO CÉSAR DE MESQUITA COSTA

SALGUEIRO - PERNAMBUCO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 06/09/2013

Solicito informações sobre a espessura ( micras) de filmes adequados para vedação,pois o que tem nesta região é o dupla face de 200 micras e a perfuração com facilidade.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 06/09/2013

Caros Sandro e Lourival, agradecemos pelas palavras de incentivo. Continuem contando conosco.



Att,



Thiago & Rafael
LOURIVAL ARAUJO DE SOUSA

SALVADOR - BAHIA - PRODUÇÃO DE CAPRINOS DE CORTE

EM 06/09/2013

Detalhes simples, que em muito nos ajudam.

É bom contar com vocês.
SANDRO M. ZATTA

RENASCENÇA - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 06/09/2013

muito bom !