FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

NZ: utilização de alfafa para alimentação de gado leiteiro em pastejo rotacionado

PRODUÇÃO

EM 20/02/2020

0
7

Guilherme Ristow é médico veterinário formado na UDESC/SC e atualmente trabalha em uma fazenda de gado leiteiro na Nova Zelândia. Frequentemente ele escreve para o MilkPoint a fim de relatar particularidades da produção de leite neozelandesa. Desta vez, ele nos contou um pouco sobre a alimentação de vacas leiteiras com alfafa

Na Nova Zelândia, essa forrageira é conhecida como "lucern". É uma leguminosa perene que realiza a fixação de nitrogênio no solo e possui alto valor proteico. "Por não possuirmos irrigação aqui na fazenda, o azevém apresenta grande dificuldade de rebrote durante o verão. Desta forma, lançamos mão de forragens alternativas na alimentação animal", comentou Guilherme. 


Pré-pastejo e pós-pastejo. Os animais consomem quase a totalidade de matéria seca, deixando apenas o talo, o qual irá rebrotar, podendo ser re-pastejado em torno de 5 semanas. Fotos: Guilherme Ristow.

A alfafa cresce bem durante os meses quentes do ano, sendo mais tolerante a secas. Se bem manejada, persiste de 5 a 8 anos. "O principal objetivo do uso é desacelerar o rotacionamento de piquetes da fazenda. Ou seja, em vez de "rodarmos" a totalidade da área em 20 dias, como é feito na primavera, aumentamos esse valor para 40 dias, fornecendo menor quantidade de matéria seca de azevém por vaca, substituindo pela alfafa, que possui maior quantidade de matéria seca. O manejo utilizado é o seguinte: após a ordenha, os animais consomem grama e, depois de 2 horas de pastejo, são transferidos para o piquete de alfafa e, depois de mais duas horas, voltam para o azevém, onde permanecem ate a próxima ordenha", explicou.

A alfafa também pode ser utilizada para a produção de feno de extrema qualidade, que pode ser fornecido aos animais no inverno como fonte de proteína e fibra. 

Gostou do conteúdo? Saiba mais sobre a utilização de alfafa: 

Alfafa: potencial de produção de sementes no semiárido brasileiro

Feno de alfafa: retorno líquido supera algumas atividades agrícolas

Também tem alguma experiência diferente e gostaria de compartilhar? Envie um e-mail para contato@milkpoint.com.br.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.