FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Principais causas de morte em ovinos

POR PAULO ARARIPE

E FILIPE JOSÉ ALMEIDA DE ARRUDA

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 07/02/2007

4 MIN DE LEITURA

75
1
À medida que o número de proprietários rurais que investem na ovinocultura aumenta, consolidando essa atividade, a preocupação relativa à mortalidade desses animais se acentua. Este artigo visa explanar, sob um ponto de vista prático, alguns desses agravantes na criação de ovinos.

Manejo de Matrizes e Cordeiros

O maior desenvolvimento do feto (85% do total) ocorre nas últimas seis semanas de gestação, as quais devem receber uma atenção especial relacionada a nutrição animal, pois se neste período, a ovelha não for alimentada corretamente, o peso dos cordeiros ao nascer será muito baixo, podendo elevar a taxa de mortalidade de cordeiros, à medida que o peso ao nascimento diminui.

Desde o final da gestação a fêmea deve ser observada de perto, de preferência em piquetes pequenos, com cuidados especiais para evitar condições de estresse.

A absorção de colostro deve ser observada, pois o recém nascido recebe grande parte de suas estruturas de defesa (imunização) através do colostro ingerido nas primeiras horas de vida.

A presença de ovelhas de baixa habilidade materna pode causar a morte de recém nascidos. Para evitar isso, deve-se tentar manter o recém nascido próximo à ovelha forçando-a a aceitá-lo, ou recorrendo ao aleitamento artificial que apresenta maior custo.

Predadores

Ataques de onças, cachorros e outros animais de maior porte a rebanhos de ovinos são comuns. Em virtude disso, é necessária a proteção do rebanho, quer por cercas elétricas, telas especiais e até mesmo cães de guarda, pois a predação dos ovinos, em especial as fêmeas em período de gestação, consiste em um problema real e presente em muitas propriedades do país, sendo causa de grandes prejuízos a atividade.

Lotação Adequada

Pisoteio de animais consiste em uma preocupante causa de morte que pode ser contornada através de estratégias simples como: manter a lotação das instalações adequada, e montar as ripas com correto espaçamento, evitando que os ovinos jovens prendam-se e fiquem impossibilitados de mamar ou possam ser pisoteados.

Enfermidades

Diversas enfermidades acometem ovinos, reduzindo drasticamente o seu potencial de produção, inclusive, podendo levar os animais a óbito. Algumas dessas doenças são facilmente identificáveis pelo produtor familiarizado com o comportamento dos animais através da observação do rebanho. Para tanto, o criador deve estar sempre alerta aos sintomas de doenças:

  • Tristeza;

  • Isolamento do rebanho;

  • Diminuição do apetite ou apetite depravado (comer areia, plástico, ossos);

  • Animal que fica sempre por último quando o rebanho caminha;

  • Queda de pelos, pelos sem brilho e/ou arrepiados;

  • Temperaturas acima de 40ºC e abaixo de 36ºC;

  • Fezes pastosas ou diarréias;

  • Urina de coloração escura, com cheiro incomum ao usual
  • ;
  • Atraso no crescimento.


  • Alguns exemplos de enfermidades mais comuns são: Linfadenite caseosa (mal-do-caroço); Fotossensibilização hepática; Clostridioses (tétano, gangrena gasosa, carbúnculo, enterotoxemia, botulismo); Brucelose ovina; Pododermatites; Pneumonias e Diarréias.

    Para essas e outras enfermidades deve-se seguir um protocolo de manejo sanitário estabelecido por um técnico de confiança, e atentar à profilaxia, ou seja, a adoção de meios de evitar doenças ou seu contágio, com medidas como:

  • Evitar comprar animais apáticos e com sintomas de doenças ou não vacinados;

  • Inspecionar constantemente o rebanho, observando eventuais anormalidades;

  • Quando da detecção de doenças promover, imediatamente, o isolamento dos animais acometidos e iniciar protocolo de tratamento;

  • Em casos de comportamento anormal nos animais onde não seja detectada a enfermidade recorrer, imediatamente, a um Médico Veterinário;

  • Lançar mão de práticas profiláticas como o corte de cascos, pedilúvio, tosquias especiais (cascarreio), exames clínicos, e outros sempre que necessário.


  • Além de todos esses cuidados, é preciso seguir com precisão o calendário de vacinação estabelecido pelo técnico que atende o plantel.

    Verminoses

    De uma maneira geral as verminoses são as grandes vilãs da ovinocultura comercial. Elas podem se apresentar sob a forma aguda, levando os animais rapidamente à morte, ou de forma crônica, onde os efeitos do parasitismo são gradativamente observados, como por exemplo: "papada inchada" (edema submandibular), diarréia, anemia, menor desenvolvimento corporal, perda de peso e redução na produção e qualidade da lã.

    Ela é geralmente potencializada por práticas de manejo inadequadas que acabam oferecendo condições propícias ao desenvolvimento desses vermes. O simples fato de adotar medidas como manejo rotacionado de pastagens, pastejo integrado com outras criações apresentam-se como estratégias preventivas à verminose.

    Seleção de ovinos resistentes aos helmintos gastrintestinais tem sido estudada há muito tempo, porém os trabalhos na área de seleção de animais mais resistentes à verminose intensificaram-se desde que foi confirmada a base genética da resistência aos parasitos gastrintestinais. Esta resistência pode ser considerada como habilidade dos ovinos de impedir o estabelecimento e o subseqüente desenvolvimento da infecção parasitária. Países como a Nova Zelândia e Austrália já apresentam programas de melhoramento genético nesse sentido.

    Atenção especial deve ser dada a animais de raças importadas, em sua maioria são originários de regiões de clima temperado e que, conseqüentemente, apresentam grande susceptibilidade a algumas espécies de parasitas que são abundantes em regiões tropicais. Portanto, o criador deve-se munir de um auxílio técnico para saber quais os tipos de animais instalar na área e qual o manejo adequado a eles, dentro das possibilidades do produtor, para evitar a infestação de seu plantel.

    Considerações Finais

    É necessário alertar aos produtores sobre a importância de exames preventivos para se obter um diagnóstico preciso e combater o problema com o medicamento correto e eficaz.

    Além da prevenção à verminose são muitos os cuidados necessários à criação, portanto é necessário um manejo integrado entre as várias partes da produção para que essa atinja níveis lucrativos provenientes de baixas taxas de mortalidade no rebanho.

    75

    DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

    5000 caracteres restantes
    ANEXAR IMAGEM
    ANEXAR IMAGEM

    Selecione a imagem

    INSERIR VÍDEO
    INSERIR VÍDEO

    Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

    Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

    SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

    Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

    EDSON DE LIMA SILVA

    RIO DAS ANTAS - SANTA CATARINA

    EM 12/08/2020

    Minha ovelha esta sem forca pra caminhar e fica se mastigando oque pode ser a causa
    EDSON DE LIMA SILVA

    RIO DAS ANTAS - SANTA CATARINA

    EM 12/08/2020

    Boa tarde estou com uma ovelha filhote de um mês de vida e ela esta abatida e com um espécie de mastigacao oque pode ser?
    MARI DE FÁTIMA SILVA

    GUARÁ - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 13/07/2020

    Tenho uma ovelha que está entrevando não move mas as pernas o que pode ser
    MARI DE FÁTIMA SILVA

    GUARÁ - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 13/07/2020

    Tenho uma ovelha que está entregando não pode anda começou aos poucos o que. pode ser
    ROSANE ABRAAO

    UBÁ - MINAS GERAIS - OVINOS/CAPRINOS

    EM 13/07/2020

    Bom dia. Estou iniciando nesta atividade. Qual as vacinas para os cordeiros , tem material sobre desde o nascimento .
    ORLANDONALDA LIMA

    ACOPIARA - CEARÁ

    EM 10/07/2020

    Tenho uma ovelha de 9 dia de nascida ela é enjeitada dei um remedio p verme depoos q dei ela não quiz mas comer e anda como se ribese zonza e cega oq pode see
    IZABELA SCHWARTZ

    MEDIANEIRA - PARANÁ

    EM 03/07/2020

    Uma ovelha só fica deitada o dia inteiro o que pode ser.
    ANELI MARIA

    ANASTÁCIO - MATO GROSSO DO SUL

    EM 22/06/2020

    Capei uns carneiro tem uma semana ,um deles apresentou tremores e totalmente paralisado oque deve ser
    ORRANA LOPES

    CASA NOVA - BAHIA - ESTUDANTE

    EM 18/05/2020

    Bom dia, na roça da minha mãe tem um cabrito (de aprox. 3 a 4 meses) q está como se tivesse depressão, anda MUITO devagar, se deita n consegue levantar sozinho, nunca fica junto do rebanho, parece n escutar mais, está muito estranho, sendo q quando mais novinho, era o mais esperto do bando escutava de longe qnd o chamava! Oq pode ser? Oq eu posso fazer?
    JOSE ROBERTO DA SILVA

    IGARASSU - PERNAMBUCO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 28/04/2020

    qual a melhor medicação para intoxicação de ovelhas por alimentção
    JULIANA CASTRO

    MONTE ALEGRE DO SUL - SÃO PAULO

    EM 02/03/2020

    Li alguns comentários sobre intoxicação e empanzinamento, então vou deixar o meu comentário, caso seja de ajuda para alguém. O empanzinamento se percebe quando o lado esquerdo do animal está com um volume fora do normal e ele para de ruminar. O hálito também fica diferente. Nesse caso é necessário dar o mais rápido possível um remédio para que ele volte a ruminar, caso seja final de semana ou a noite, pode dar água com bicarbonato, mas o ideal é o remédio.
    No caso da intoxicação, o animal começa a formar uma espuma estranha, fica apático e dependendo do que comeu, a babá fica daquela cor, por exemplo, se comeu uma erva, pode sair uma baba verde, se comeu milho, amarela. Excesso de Minho intoxica e algumas ervas também, já tive esses dois problemas. É importante ter em casa um medicamento antitóxico (eu uso mercepton) e agir rápido. Felizmente depois de passar pelo problema 3 vezes e gastar um dinheiro bom com veterinário, um veterinário me ensinou o que fazer e o que ter em casa. Por isso estou deixando essa dica aqui. São procedimentos simples se o problema for verificado no início. Boa sorte a todos!
    ANA ARLETE ROMEIRO AGOSTINHO

    AIUABA - CEARÁ - ESTUDANTE

    EM 07/08/2020

    Olá Juliana Castro, Boa tarde.
    Estou criando um borrego ele tem aproximadamente 1 mês "não sei direito", ele toma apenas leite, 4 mamadeira por dia, eu eatou notando que a barriga dele está um pouco maior que o normal, e hoje ele está meio triste, sonolento, o que pode ser?
    Mim ajuda por favor.
    JAGNER VIDOTTE

    CAMPO VERDE - MATO GROSSO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 12/02/2020

    Meus carneiros estão gordo comendo bem, vacinas em.dia, e morre do nada... O que pode ser ?
    NATALINO DE OLIVEIRA

    NOVA IGUAÇU - RIO DE JANEIRO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 03/02/2020

    Tenho uma pequena criação de Carneiro Santa Inês não sei o que tá acontecendo pois as Carneira estão morrendo istataniamente mais todas estão gordas e vermifugada pasta o dia todo entra pro Capri coloco Capim picado elas come e pela manhã tá morta alguém pode me ajudar
    JAGNER VIDOTTE

    CAMPO VERDE - MATO GROSSO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 12/02/2020

    Boa tarde estou na msm, não sei o que fazer mais
    ADEMILTON DE JESUS

    SÃO PAULO - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 14/11/2019

    Boa tarde gente, meu nome é ademilton preciso de ajuda
    Meu carneiro invadiu o seleiro e comeu muito milho e agora e não consegue comer e está com a barriga inchada o que fazer por favor me ajude e obrigado.
    RONALDO

    LOS ANGELES - CALIFÓRNIA

    EM 19/03/2020

    Se o colega não tem um veterinário para que dê um medicamento adequado, você pode administrar uma dose de bicarbonato de sódio com água para amenizar o impazinamento ou barriga inchada .
    MARIA DE FÁTIMA NOGUEIRA DIÓGENES

    JAGUARIBE - CEARÁ

    EM 02/09/2019

    Bom dia ??! Tenho 2 cabrita com 2 meses de nascida, e está com uma semana que estão tremendo. O que pode ser? E o que fazer? Como agir? De todo rebanho só as duas irmãs.
    ANTÔNIO ALAY MARTINS

    EM 30/09/2019

    Tenho uma ovelha e ela está muito magra e está com fraqueza.
    O que pode ser ?
    CARLOS HENRIQUE

    PARAUAPEBAS - PARÁ - OVINOS/CAPRINOS

    EM 02/09/2019

    Meu carneiro não come tem 3 dias e sua barriga está um pouco inxada ele não berra mais alguém pode me ajudar? ????
    AMARIDO MODESTO

    ILHA SOLTEIRA - SÃO PAULO

    EM 28/08/2019

    boa tarde , meu carneiro nasceu e a mãe morreu e ele esta amamentado eu outra, ele já esta com um mês e paralisou as patas, o que devo fazer?
    FRANCISCO BRAULIO AMORIN

    JAICÓS - PIAUÍ - OVINOS/CAPRINOS

    EM 29/07/2019

    Por favor mim ajude ñ aguento mais prejuízo
    FRANCISCO BRAULIO AMORIN

    JAICÓS - PIAUÍ - OVINOS/CAPRINOS

    EM 26/07/2019

    Meus cabrito de bode nace c dois dias depois morre o que eu tenho que fazer
    NILSON XAVIER DOS SANTOS

    ITAPURA - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

    EM 13/06/2019

    bom dia... posso fazer vermifugo do rebanho todo mês intercalando o vermifugo
    MAURICLEIA DE OLIVEIRA LIMA

    GLORINHA - RIO GRANDE DO SUL - OVINOS/CAPRINOS

    EM 26/07/2019

    Depende da alimentação dos animais. Se for só campo sim, dá vermífugo 1xmes. Se for misto pode ser 2 em 2meses.
    MilkPoint AgriPoint