ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Antes de tudo, não se esqueça de controlar o estresse

POR RENATA DE OLIVEIRA SOUZA DIAS

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/06/2001

2 MIN DE LEITURA

0
0
Renata de Oliveira Souza Dias

Encontrar um artigo que descreva a singular importância do estresse na vida das pessoas e os danos que ele pode causar à saúde é algo que freqüentemente observamos. Entretanto, pensamos no estresse sofrido pelas vacas? Afinal, os animais também sofrem estresse?

O estresse de uma vaca de leite pode advir de vários itens, tais como:

* Manejo excessivo dos animais. Existem rebanhos nos quais os animais estão sempre sendo excessivamente movimentados, ora para vacinação, ora para aplicação do BST, ora para controle reprodutivo, e assim por diante.

* Animais que permanecem muito tempo em estação. Isso ocorre comumente em:

- instalações com pouco conforto,
- rebanhos manejados em lotes muito grandes e com uma ordenha lenta,
- em "free stall" com relação vaca/cama acima de 1,15.

* Estresse térmico. Regiões muito quentes e um precário sistema de refrigeração do ambiente.

* Ocorrência de acidose ruminal no início da lactação.

* Instalações com "stray voltage" (pequena diferença de voltagem entre dois pontos de contato). Quando existe "stray voltage" em algum ponto da instalação e o animal toca ambas as superfícies, uma corrente elétrica passa pelo corpo do animal, causando um pequeno choque. Exemplos clássicos de "stray voltage" ocorrem na contenção da ordenha mecânica (contenção x solo) e em cochos d´água (água x solo), os sintomas são: animais relutantes em entrar na ordenha, animais nervosos durante a ordenha e com precária descida do leite; em relação aos cochos d´água os animais relutam em beber água de certos cochos e "lambem" a água ao invés de beber efetivamente. Uma alternativa importante em relação à ordenhadeira é aterrar a contenção (com cabo de aterramento) para evitar o "stray voltage" e seus indesejáveis efeitos que estressam o animal durante a ordenha.

* E, claro, as doenças de modo geral, principalmente as Afecções do Casco, que representam a principal doença associada ao conforto animal.


Rebanhos nos quais os animais sofrem altos níveis de estresse apresentam uma maior incidência de doenças. A imunossupressão torna o animal mais susceptível, já que todas as doenças são resultantes de uma batalha entre o sistema imunológico do animal e o organismo causador da doença. Quando o sistema imunológico apresenta-se forte, o animal resiste a um maior número de ataques dos patógenos. Um bom exemplo é a contagem de células somáticas. Existem fazendas que têm um bom manejo de ordenha e que apresentam um alto nível de células somáticas no leite; por outro lado, existem fazendas com um manejo de ordenha precário e que espantosamente apresentam baixas contagem de células somáticas. Como explicar isso?

Geralmente, grande atenção é voltada para o levantamento de dados do rebanho, para os programas de vacinação, para a instalação, para a nutrição e corremos o risco de em meio a tantos afazeres importantes esquecermos de olhar para a vaca. A vaca é a "dona da casa" e ela pode nos contar muito sobre o que se passa no seu dia-a-dia.

fonte: Hoard´s Dairyman, Julho de 1997

RENATA DE OLIVEIRA SOUZA DIAS

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint