FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Aplicação do conceito de eco-balanços em indústria de laticínios

POR ISABELA MACHADO FERRARI

INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 09/09/2014

2 MIN DE LEITURA

2
0
O eco-balanço tem como objetivo dar informações sobre os efeitos ambientais da empresa. Ele considera os mesmos movimentos de matéria e energia que a contabilidade, como um balanço contábil, mas sob diferentes aspectos: o que e em que quantidades entra na empresa? O que e de que forma sai da empresa? Seu fundamento é a análise de entrada e saída.

Entre as quantidades de entrada e saída surge um equilíbrio, levando-se em consideração as mudanças de estoque, que podem ser apresentadas sistematicamente em forma de um balanço. Com os conhecimentos de processos de transformação físico-química (por exemplo, a combustão, ou a fase de coagulação do queijo) podem ser calculadas as quantidades de saída em forma de emissões atmosféricas (combustão, em kg de CO2), perdas calóricas (calor no meio) ou carga de efluentes (proteína perdida na coagulação – em kg de DBO – demanda bioquímica por oxigênio). Diferenças constatadas entre entrada e saída, de elementos líquidos, por exemplo, indicam perda de leite e/ou produtos, que vão para a lagoa de tratamento, e mesmo vazamentos de água e/ou leite em canalizações.

A aplicação de eco-balanços em indústria de laticínios é de extrema importância para a avaliação da rentabilidade/produtividade de uma indústria, e torna-se um indicador de pontos de perda e pontos de melhoria para a redução de perdas.

Abaixo apresentamos como se deve descrever um fluxograma genérico que auxilia na aplicação do conceito de eco-balanço em uma indústria de laticínios.


Este fluxograma deve indicar a entrada de “tudo” e a saída de “tudo” que circula pelo laticínio. Veja que incluímos até geração de ruído e vibração que são perdas energéticas, mas, principalmente, impactam na questão ambiental e da saúde do trabalhador.

Pode-se realizar qualquer balanço deste material (matérias prima, produtos, insumos, água, resíduos), até o balanço energético, de forma abrangente (toda a empresa), ou de forma localizada, como no exemplo abaixo.

A correta regulação do tempo de ciclo de uma centrifuga desnatadora, reduz a perda de leite. Esta perda pode chegar a 6 litros de leite para cada retirada da nata, ou seja, a cada batelada. Algumas empresas deveriam ajustar seus equipamentos para ciclos de 40 a 60 minutos, ao invés de 30 minutos. A tabela a seguir mostra a perda de leite, em um ano, por um mal uso de uma centrífuga.

Cálculo de perdas de leite



O exemplo apresentado é muito simples, e pode não ser aplicado ao caso da sua empresa. No entanto, ele mostra exatamente o conceito e visão da aplicação do eco-balanço: identificar e encontrar oportunidades de redução de perdas em laticínios.
 

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

ISABELA MACHADO FERRARI

Engenheira Química, Mestre em Bioprocessos Industriais e Biotecnologia. Trabalha nas áreas de gestão da produção e tecnologia de processo, garantia da qualidade, desenvolvimento de novos produtos e projetos de indústrias de alimentos e agroindústrias

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ISABELA MACHADO FERRARI

CURITIBA - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 14/11/2014

Olá, Paulo Maurício! Desculpe, só vi seu comentário HOJE! Não recebi a notificação! Pode utilizar sim! Todo o material que publico no milkpoint pode ser exibido, desde que citada a fonte e o autor. Vou mandar o doc original para seu email. Abçs
PAULO MAURICIO B BASTO DA SILVA

CASTRO - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 10/09/2014

Prezada Isabela, muito interessante seu material deste artigo. Solicito, se possível, autorizar o uso para eu mostra em sala de aula na disciplina de LEITE E DERIVADOS que leciono na FAG/Dom Bosco, curso de graduação de TECNÓLOGO EM ALIMENTOS, aqui em Cascavel - PR. Meu e-mail é pmbasto@bol.com.br   
MilkPoint AgriPoint