ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

[Vídeo]: Ronei Mota: 'a gestão e o auxílio dos técnicos auxiliaram no crescimento da minha produção'

Ronei Mota Silveira é produtor de leite em Alegrete/RS. Como técnico agrícola, trabalhava numa loja de produtos agropecuários quando seu pai, que tocava a propriedade, se viu impedido de continuar o trabalho por motivos de saúde. Ronei largou o emprego e assumiu todo o serviço, com uma produção de 186 litros diários e uma receita que mal cobria o desembolso. Apesar da fazenda possuir 110 hectares, a região não tinha tradição alguma em produção de leite. Dessa forma, o sistema era semelhante à pecuária de corte extensiva local, sem adubação, com baixa lotação animal e baixíssima produtividade.

Graças ao surgimento de políticas locais de desenvolvimento, à união de várias instituições, à adesão a uma assistência técnica profissional e à determinação do produtor, hoje Ronei produz 1.500 litros/dia. Seus resultados técnicos e econômico-financeiros, assim como os de outros produtores assistidos, fizeram com que a região se tornasse um polo em produção de leite no Rio Grande do Sul.

“Antes do programa, a renda era baixa, assim como a produção. Nós não tínhamos assistência, não usávamos adubo, não tínhamos acompanhamento e nem trabalhávamos com gestão. Após o programa, começamos a usufruir de tudo isso na propriedade e como consequência, a produção de leite melhorou consideravelmente”, aponta Ronei.

Segundo Juliano Alarcon, da Costa Consultoria e parceiro de Ronei, antigamente a adubação não era habitual. “Os produtores não corrigiam as deficiências do solo. Essa ferramenta era tão pouco utilizada que, quando começamos a pensar no assunto, não encontrávamos cloreto de potássio no mercado de Alegrete”.

Ronei também destaca que as preocupações com os preços e custos sempre foi grande. “Para melhorar a nossa produção, passamos a utilizar sementes de qualidade e fiscalizadas, seguindo um planejamento para plantá-las e colhê-las na época certa”. Para ele, com o auxílio da gestão e dos técnicos, a fazenda começou a crescer ascendentemente. “Sem a assistência técnica não sairíamos dos 186 litros diários. Hoje a nossa renda não se compara à renda de 2010, ano que comecei a tocar a propriedade. Nós só tínhamos despesas e atualmente, com a renda, consigo oferecer conforto para a minha família”.

Márcio Fonseca do Amaral, da Emater-RS e da Prefeitura Municipal do Alegrete, acrescenta que por meio de fotos da fazenda de Ronei, é nítida a evolução da atividade como um todo. “As imagens mostram o pastejo de azevém antigamente e como ele está hoje. Os animais se mantinham com aquilo que era disponibilizado. O Ronei sempre teve vacas boas, mas, a condição da fazenda mudou bastante [para melhor]”.

Confira o vídeo de Ronei Mota e parte da sua equipe: 

 

Garanta já a sua inscrição: http://www.interleite.com.br/sul/. Vagas limitadas!


Vamos juntos fazer o futuro da pecuária leiteira da região Sul ainda mais produtiva. Confira a programação completa do evento: http://www.interleite.com.br/sul/


Para quaisquer informações ou dúvidas sobre o evento envie um e-mail para eventos@agripoint.com.br ou ligue para (19) 3432-2199

patrocinadores Interleite Sul 2017

3

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCELO ANTONIO ARALDI BRANDOLI

PORTO ALEGRE - RIO GRANDE DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 01/04/2017

Parabéns colegas Márcio do Amaral e Juliano Alarcon.  Visão , e assistência técnica, extensão rural e comprometimento do produtor são os caminhos.
JAIR DA SILVA MELLO

IJUÍ - RIO GRANDE DO SUL - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 28/03/2017

Muito bom, a diferença são realmente as pessoas, produtor e técnico!
WAGNER BESKOW

CRUZ ALTA - RIO GRANDE DO SUL - PESQUISA/ENSINO

EM 27/03/2017

Vejam a diversidade que teremos no Interleite Sul 2017: dos extremos de Castro/PR ao Alegrete/RS, passando por mais exemplos do PR, vários de SC e outros tantos do RS.