ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

UE anuncia queda no consumo de leite e iogurte em 2021

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 07/04/2021

2 MIN DE LEITURA

0
1

Impulsionada pelo progresso da vacinação, a Comissão Europeia espera que as medidas restritivas sejam progressivamente levantadas, permitindo que os serviços de alimentação se recuperem no segundo semestre de 2021.

Isso deve apoiar o crescimento do consumo de queijo na UE. As vendas no varejo podem permanecer fortes, embora em um nível mais baixo do que em 2020. Espera-se que a produção de queijo da UE absorva 21% do leite extra produzido em 2021. A recuperação no serviço de alimentação deve apoiar um crescimento de 1% no consumo de queijo.

Ao mesmo tempo, as exportações de queijo da UE podem continuar crescendo mais 4%, atingindo mais de 1,4 milhões de toneladas (+ 33% nos últimos 10 anos). Os embarques para o Japão e o levantamento temporário de tarifas adicionais impostas a alguns produtos da UE pelos Estados Unidos são vistos como os principais impulsionadores desse aumento. Isso deve permitir que os estoques atinjam níveis normais.

A produção de soro de leite na UE, um subproduto da fabricação de queijos, também pode crescer (+ 2%) graças à boa demanda de exportação impulsionada pela China (para uso em rações e alimentos), as exportações de soro de leite da UE podem aumentar em 5%. O processamento da UE deve absorver 0,6% a mais de soro de leite, principalmente para produtos nutricionais que contribuem para uma maior valorização do leite da UE.

Consumo deve cair

Devido ao surto de COVID-19 e bloqueios impostos, o consumo de produtos lácteos frescos na UE em 2020 retificou sua tendência de queda de longo prazo. Isso se refletiu em um aumento significativo na produção de leite, enquanto a  de creme e iogurte na UE permaneceu relativamente estável. Em conclusão, tanto a produção como o consumo de produtos lácteos cresceram em 2020 1,7% e 1,2%, respetivamente.

Em 2021, é improvável que isso aconteça novamente. O trabalho em home office e o ensino em casa continuados manterão o consumo doméstico e as vendas no varejo altos e limitarão o uso de laticínios em refeitórios e cafés. Além disso, os comportamentos de pânico de compra e armazenamento vistos nas primeiras semanas do surto da Covid-19 em 2020 não devem ocorrer em 2021.

Portanto, a produção de leite e iogurte da UE pode cair levemente em 2021 (-0,5%), enquanto a produção de creme pode crescer levemente (+0,5). O consumo de produtos lácteos frescos na UE pode cair abaixo dos níveis de 2020, mas ainda está 0,5 kg acima de 2019 (83,4 kg per capita). As exportações podem crescer 5%, principalmente para a China (leite e creme para consumo).

As informações são do Agronews Castilla y León, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint