FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Temporais param campo gaúcho

Os temporais que atingiram o Rio Grande do Sul ao longo da semana paralisaram os trabalhos no campo em diversas regiões do Estado. “A tendência é que os produtores deixem de entrar nas lavouras, seja pelo excesso de umidade no solo ou pela dificuldade do acesso”, afirmou o engenheiro agrônomo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) do Rio Grande do Sul, Flávio Calcanhoto.

Produtores de trigo de algumas regiões estão colhendo o cereal mais verde ou úmido que o desejável para não perder a produção. “Contudo, como 50% da área já foi colhida, o potencial de perdas caso a chuva persista é limitado”, ponderou ele.

A área plantada no Estado está estimada em 739,4 mil hectares. Em polos importantes, como Ijuí e Santa Rosa, as chuvas mais intensas começaram somente na quarta-feira. O efeito delas, portanto, só vai aparecer nos dados da Emater no boletim da semana que vem. Segundo o agrometeorologista Marco Antonio dos Santos, da consultoria Rural Clima, pelo menos até terça-feira “o cenário será complicadíssimo” em relação aos trabalhos de campo. “O trigo já apresenta perda na qualidade”, disse.

Para as culturas de verão, contudo, ainda há tempo para compensar a interrupção nos trabalhos de plantio, avaliou Calcanhoto. A janela de cultivo se estende até dezembro. Até ontem (31/10), 13% da área de 5,9 milhões de hectares a ser plantada com soja havia sido semeada, três pontos acima de igual período da safra passada. No milho, 77% da área, projetada em 771,5 mil hectares, já foi cultivada. No mesmo período da safra passada, 67% da área havia sido plantada no Estado, conforme a Emater.

Se no Rio Grande do Sul a chuva veio em excesso, no Paraná, está em falta. “É bastante preocupante, mas é cedo para falar em perdas” disse o chefe do Departamento de Economia Rural (Deral), Salatiel Turra. A área cultivada com soja no Estado deverá ser de 5,5 milhões de hectares no Estado - 1% a mais que na safra anterior -, dos quais 65% já foram semeados até a última terça-feira. “Ainda que esteja em linha com a área plantada no mesmo período do ano passado, a área está abaixo da média e já deveria estar mais próximo de 70%”, disse Turra.

As informações são do jornal Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.