FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Secretaria de Agricultura de SP desenvolve produto para auxiliar no combate a carrapatos em bovinos

Um produto natural com capacidade para combater os carrapatos em bovinos de forma eficiente e rápida foi desenvolvido pelo Instituto de Zootecnia (IZ/APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em parceria com uma empresa privada. O produto consegue eliminar cerca de 80% dos carrapatos na primeira semana de aplicação.
 
À base de óleos essenciais provenientes de plantas aromáticas, o produto foi desenvolvido em conjunto, por meio de um termo de cooperação técnico-científico, mediado pelo Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT-IZ/APTA).
 
O diferencial do produto está em não utilizar nenhum composto sintético em sua formulação, além da ação rápida sobre os carrapatos. Outra vantagem está na aplicação localizada, pulverizando o produto onde há maior infestação de carrapatos.
 
Testes em laboratório apresentam 100% de mortalidade da fêmea, que nem chega a por ovos. “Quanto mais rápida a eliminação dos carrapatos, principalmente, das fêmeas que sugam o sangue do animal, mais rápida será sua recuperação de peso e de produtividade”, explica o farmacêutico responsável pela formulação, Leandro Rodrigues, que integra o projeto de pesquisa juntamente com as pesquisadoras do IZ,  Cecília José Veríssimo e Luciana Morita Katiki.
 
Outro diferencial é a ação sob todas as fases do carrapato. Após a aplicação do produto, as fêmeas ingurgitadas e demais fases dos carrapatos secam, de modo que não chegam a por ovos. “Com isso, há eliminação de grande parte da população, evitando a resistência dos carrapatos ao produto. A resistência é um dos grandes problemas para o controle do carrapato e este carrapaticida natural consegue driblá-la”, afirma o proprietário da empresa cooperadora.
 
Os testes realizados pelo IZ mostram que o produto é eficaz e seguro para o animal e para o aplicador, se utilizado da maneira correta. Segundo Luciana Katiki, o produto tem como foco a sustentabilidade, por não deixar resíduos no ambiente. “O projeto é muito positivo, pois com esse trabalho de parceria priorizamos o desenvolvimento de um produto que seja usufruído de imediato pelos produtores, beneficiando, principalmente, os animais, por ser natural e com baixa toxicidade”, explica.
 
Segundo a pesquisadora do IZ, Cecília José Veríssimo, o carrapato do boi (Rhipicephalus microplus) traz grandes prejuízos à pecuária nacional, estimados  em  mais de US$ 3 bilhões por ano. O projeto mostra a importância de se desenvolver trabalhos em parcerias público-privada, que resultam em inovações para o setor de produção. “O novo produto pode revolucionar a pecuária brasileira, agregando valor ao setor produtivo, à pesquisa e à empresa parceira”, disse. O produto natural será uma importante opção que a pesquisa paulista disponibilizará aos produtores rurais de todo País.
 
As informações são da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

FERNANDO ANTONIO MENEZES

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 19/11/2019

Como obter maiores informações sobre o produto?
SÉRGIO ZERAIK JUNIOR

LORENA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 19/11/2019

Muito interessante esta alternativa, principalmente no momento em que o setor passa por um escrutínio publico no escopo da qualidade do leite, para se ter um produto saudável (sem resíduos).

Agora ficam as perguntas: Quando chegara ao mercado/produtor e com que preço?