ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Relatório do USDA conclui que programas do governo ajudam pouco aos produtores de leite dos EUA

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 27/10/2004

2 MIN DE LEITURA

0
0
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou recentemente o tão esperado relatório enviado ao Congresso que revisa os efeitos dos programas governamentais no setor de lácteos dos Estados Unidos.

"O relatório conclui que a atual complexa rede de programas do governo no setor de lácteos faz pouco para ajudar os produtores de leite - de fato, muitos programas conflitam uns com os outros", disse o vice-presidente sênior da Associação Internacional de Alimentos Lácteos (International Dairy Foods Association - IDFA), Chip Kunde. "O relatório do USDA mostra que outras forças como tecnologia, demanda dos consumidores e eficiências econômicas básicas são os reais direcionadores de mudanças na indústria de lácteos e que as atuais políticas, às vezes, trabalham contra essas forças positivas".

O USDA informa no relatório que "os programas federais aumentaram o preço do leite (aos produtores de leite) em apenas 1% em média, durante cinco anos". Isso gerou um custo porque "esses programas aumentam os custos ao consumidor e também os gastos governamentais".

O USDA é especialmente crítico no relatório sobre ter o programa de pagamento direto e o programa de suporte aos preços no setor de lácteos. O programa de Compensação de Perda de Rendimento com Leite (Milk Income Loss Compensation - MILC), estabelecido na Farm Bill 2002, é designado a ajudar os produtores de leite em períodos de baixos preços no mercado. No entanto, isso estimula uma produção maior de leite do que seria sem o programa e manter os preços menores por um período maior de tempo. Ao mesmo tempo, o Programa de Suporte aos Preços dos Lácteos, que cria um preço mínimo para os produtores, tem sido usado pelo USDA nos últimos anos para comprar a produção extra causada pelos pagamentos do MILC.

"Na essência, o governo (e os pagadores de impostos) têm pago duas vezes pelo mesmo leite. Ao invés de continuar adicionando novos programas de governo no setor de lácteos um de cada vez, o relatório claramente revela a necessidade de as políticas leiteiras serem reformadas de uma só vez. Nós precisamos de uma política que promova inovação e eficiência para um sucesso futuro", disse Kunde.

O relatório do USDA informa o seguinte: "Tentativas de proteger os produtores de leite de uma série de forças diversas e poderosas com uma complexa rede política, incluindo suportes aos preços, proteção nas importações, preço mínimo regulamentado e pagamentos diretos, têm feito pouco para evitar mudanças estruturais". Na verdade, o relatório nota que muitos dos atuais programas no setor leiteiro podem, de fato, acelerar mudanças estruturais.

O relatório também critica os esforços estaduais de substituir os programas federais de lácteos com acordos interestaduais. Atualmente não existem acordos interestaduais de lácteos ativos, desde a eliminação da Aliança de Lácteos do Nordeste em 2001. Porém, existem esforços em andamento para se colocar novas alianças em prática.

O USDA concluiu que essas alianças não são benéficas aos consumidores "No todo, os consumidores perdem devido aos altos gastos com o leite Classe I". Essas perdas não estão surgindo uniformemente em toda a indústria, segundo o USDA, que disse que "os custos da aliança surgem para os consumidores da região da aliança, pelos produtores de fora das áreas de mesma e, no caso de os pagamentos diretos continuarem, pelos pagadores de impostos".

"Este amplo estudo conclui que os atuais programas de lácteos fazem pouco para ajudar os produtores de leite e tornam o leite e os produtos lácteos menos competitivos no mercado. Com a aproximação da re-autorização na Farm Bill em 2007, o tempo para reformas é agora", disse Kunde.

Fonte: Associação Internacional de Alimentos Lácteos (International Dairy Foods Association - IDFA), adaptado por Equipe MilkPoint


0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint