ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

BA: produtores participam do projeto Campo Futuro para melhorar retorno da atividade leiteira

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 23/07/2020

1 MIN DE LEITURA

0
0

O Projeto Campo Futuro da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) promoveu no município baiano de Itapetinga, na quarta (22), o primeiro painel de levantamento de custos da produção leiteira em 2020. A reunião aconteceu via internet com a participação de técnicos e de produtores rurais, que aprovaram o painel.

“Foi muito bom participar do Projeto Campo Futuro para conhecer melhor a atividade leiteira. Se não tivermos o conhecimento necessário, não saberemos tomar as medidas cabíveis para o melhoramento do setor”, afirmou o presidente do Sindicato Rural de Itapetinga, Dilermando Campos, que também é pecuarista de leite.

Durante o painel, foi definida uma propriedade modal para a região, com uma produção de aproximadamente 350 litros/dia e com 50 vacas em lactação.

“Em relação aos custos mensais, o levantamento apontou que, na propriedade modal, 28% da renda estava comprometida com mão de obra, resultado da baixa produtividade dos animais e pelo sistema de ordenha manual. Já o gasto com alimentação, que inclui ração, mineral e volumoso, comprometeu 22% da renda”, explicou o assessor técnico da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, Gabriel Oliveira.

Para o produtor Igor Dutra, o painel foi interessante porque trouxe informações sobre como a região está se comportando frente à produção leiteira.

“Vimos também como podemos alcançar índices mais produtivos e trazer melhor remuneração para o produtor rural. As informações são de extrema importância, mostram para o produtor onde estão os gargalos. Por isso, tenho certeza que a avaliação e a análise desse levantamento vão nos trazer ótimos resultados futuros.”

Segundo Gabriel Oliveira, da CNA, é necessário um empenho em orientar os produtores da região em buscar o lucro máximo e não o custo mínimo.

“Melhorando a produtividade dos animais, mesmo que isso eleve o custo com alimentação, o produtor teria um custo total reduzido, pois diluiria o gasto com capital empatado por litro de leite, aumentando a sua Margem Líquida.”

A reunião contou também com a participação de técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP.

No segundo semestre, a CNA vai levantar custos de produção do leite em mais dois municípios baianos (Miguel Calmon e Itamaraju) e nos estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso.

As informações são da CNA.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint