ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Prazo da lei sobre a rotulagem em leites é prorrogado

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 17/01/2007

MENOS DE 1 MIN DE LEITURA

2
0
Segundo informações da assessoria de imprensa da Anvisa, passadas pelo gabinete do Deputado Leonardo Viela, o prazo previsto no artigo 26 da Lei nº 11.265, de 3 de janeiro de 2006 foi prorrogado por seis meses a partir de 3 de janeiro de 2007. A mudança consta em medida provisória de 20 de dezembro.

Pelo artigo em questão, as frases de advertência obrigatórias como, por exemplo, a que deve constar nos rótulos de leite ("O Ministério da Saúde adverte: este produto não deve ser usado para alimentar crianças menores de um ano de idade a não ser por indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e é recomendado até os dois anos de idade ou mais"), deverão ser exibidas no painel principal do produto, de forma legível e de fácil visualização.

Fontes do setor colocam que o adiamento era inevitável, considerando que a maior parte dos laticínios não teria tempo hábil para adaptar suas embalagens, sem contar os esforços atuais do setor de lácteos feitos no intuito de evitar que seus produtos tenham tratamento semelhante ao conferido a produtos de baixo valor nutricional ou claramente nocivos a saúde.

Equipe MilkPoint.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ALEXANDRE HENRIQUE STRASSBURGER

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 22/01/2007

Deveriam fazer leis para tachar refrigerantes e semelhantes...
ALEXANDRE HENRIQUE STRASSBURGER

CHAPECÓ - SANTA CATARINA - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 22/01/2007

Devemos realizar um marketing favorável ao leite e não a algo que o coloca como perigoso para alimentação humana.

As indústrias travam uma batalha grande para produzir com qualidade, buscar mercado e poder remunerar de forma equilibrada o produtor, e estão querendo tachar um produto básico da alimentação como "não aconselhável".

Vamos repensar essas idéias e mudar o rumo para que possamos cada vez mais ter leite de boa qualidade na mesa de todos os brasileiros.
MilkPoint AgriPoint