FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Anfavea: cenário para o mercado de máquinas piora no Brasil

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) vai revisar para baixo sua estimativa para as vendas de máquinas agrícolas no país em 2019, afirmou ontem (05/09) o presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes. A expectativa inicial era de crescimento de 10,9% em relação ao ano passado, quando foram vendidas 47,8 mil unidades, mas as empresas do segmento nas últimas semanas estão mais pessimistas. A nova projeção da Anfavea deverá ser divulgada em outubro.

"Os fundamentos continuam bons. A guerra comercial entre China e Estados Unidos favorece o Brasil e a Argentina ainda tem 10 milhões de toneladas [do grão] para vender. Mas esses três meses que ficamos sem recursos [nas linhas oficiais de crédito rural] impactaram muito, e não vamos recuperar até o fim do ano. Então, vamos revisar a perspectiva para baixo", afirmou o vice-presidente da Anfavea, Alfredo Miguel Neto. "Mas vamos esperar as vendas neste mês antes de fechar a nova estimativa".

Segundo ele, o cenário para o mercado de máquinas agrícolas é um alerta para o governo. "Não adianta fazer um Plano Safra que não atenda à demanda. E os recursos [das linhas de crédito para máquinas] anunciados para este ano safra vão até fevereiro", afirmou.

Para Miguel Neto, o planejamento dos recursos do Plano Safra precisa ser mais cuidadoso, para que o segmento tenha mais previsibilidade. "O ministério já declarou em alguns momentos que vai reduzir a equalização dos subsídios. Então que se diga já que em fevereiro não haverá recursos adicionais. Ou que haverá e que será de tal valor. Por que demora até a liberação dos recursos ocorrer de fato e isso vai impactar toda a indústria e a produção agrícola".

Segundo a Anfavea, as vendas de máquinas agrícolas totalizaram 4.163 unidades em agosto no mercado brasileiro, queda de 17,4% na comparação com o mesmo mês de 2018 e aumento de 6% ante ao mês de julho deste ano. De janeiro a agosto, as vendas recuaram 5,8%, para 27.914 unidades.

As exportações de máquinas agrícolas, por sua vez, recuaram 0,1% em agosto na comparação anual para 1.205 unidades. A queda é de 16,3% ante julho deste ano. No acumulado de 2019, foram exportadas 8.717 unidades, alta de 1,1%. Miguel Neto disse que a incertezas na economia e política Argentina preocupam.

Ainda de acordo com a Anfavea, a produção nacional de máquinas agrícolas somou 5.594 unidades em agosto, quantidade 17,5% menor que no mesmo mês de 2018 e 9,1% mais baixa que em julho deste ano. De janeiro a agosto, foram produzidas 36.469 unidades, queda de 9,8%.

As informações são do jornal Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.