ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Oferta de leite no campo tende a melhorar no segundo semestre

POR TIAGO DA CUNHA FARIA

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 03/08/2022

2 MIN DE LEITURA

0
2

O Décimo terceiro Fórum MilkPoint Mercado continua a topo vapor, trazendo palestras com temas de grande relevância para a cadeia láctea!

No segundo bloco de discussão, realizado ontem 02/08, no Centro de Convenções de Goiânia, foram abordadas as perspectivas do mercado de soja e milho para o segundo semestre de 2022 e início de 2023, cenário do mercado lácteo nacional e a volatilidade dos preços dos lácteos no mundo.

Iniciamos o segundo bloco com Fábio Meneghin, fundador da Veeries, abordando as perspectivas do mercado de grãos. Segundo Fábio, houve uma melhora na relação de troca dos preços do milho com relação ao outros produtos, dentre eles a arroba do boi e os preços do leite. “A relação de troca entre o leite e o milho apresentou melhora. Antes em média eram necessários 45 litros de leite para comprar um saco de milho, agora necessita-se 30 litros de leite para comprar o mesmo saco.”

Para safra 22/23, dos Estados Unidos, problemas climáticos tiram a perspectiva de safra recorde do radar. Americanos tendem à exportar menos nesta safra, e com estoques em níveis baixos, gerando um suporte em Chicago e oportunidades para a produção brasileira. Com relação aos custos de produção, que apresentaram altas na última safra, a tendência é de novas variações positivas, podendo afetar a rentabilidade dos produtores de grãos.

Valter Galan, Sócio no MilkPoint Mercado, abordou o cenário para o mercado de leite. Para Valter, “olhando para a disponibilidade, nós começamos o ano com pouquíssimo leite, e esse gap pode cair no segundo semestre. Tendemos a ter mais leite no segundo semestre, o que é importante para olhar o mercado daqui para frente”, referindo-se a possível melhora na rentabilidade e aumento nas importações. Neste momento, temos aumentos nos preços ao produtor, pelo menos até agosto.

Para complementar o ciclo de palestras, tivemos Scott Briggs, da Bridge Cape, abordando a volatilidade dos preços dos lácteos no mundo. Para Scott, esta volatilidade esta relacionada à diminuição do sistema produtivo a pasto e o aumento de um sistema de produção com alimentação via grãos.

“Queria focar em uma causa fundamental, que já criou volatilidade nos últimos cinco anos, e que irá continuar a causar nos próximos cinco. Estamos mudando os custos de produção nos lácteos. Grande parte do crescimento do leite veio por meio do sistema de produção a pasto, e desde 2015 o cenário mudou, com o mercado de leite internacional elevando a produção de leite com vacas alimentadas por grãos, o que está refletindo em uma grande volatilidade nos preços dos lácteos.”

Não se inscreveu e ainda quer participar? O conteúdo do evento ficará disponível por 30 dias na plataforma. Não perca, clique aqui e faça a sua inscrição!
 

MilkPoint Mercado

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint Logo MilkPoint Ventures